Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39338
Title in Portuguese: Avaliação petrológica e geoquímica do basanito subaflorante no Município de Fortaleza (CE) e sua correlação com o vulcanismo de Fernando de Noronha, Brasil
Author: Werneck, Luiza Silva
Magini, Christiano
Keywords: Província Borborema
Geoquímica
Vulcanismo Cenozoico
Vulcanismo Messejana
Mecejana
Borborema Province
Geochemistry
Cenozoic Volcanism
Messejana Volcanism
Mecejana
Issue Date: 2017
Publisher: Revista de Geologia
Citation: WERNECK, Luiza Silva; MAGINI, Christiano. Avaliação petrológica e geoquímica do basanito subaflorante no Município de Fortaleza (CE) e sua correlação com o vulcanismo de Fernando de Noronha, Brasil. Revista de Geologia, Fortaleza, v. 30, n; 2, p. 149-173, 2017.
Abstract in Portuguese: O vulcanismo alcalino Cenozoico no Estado do Ceará, nomeadamente na Região Metropolitana de Fortaleza, é representado por fonolitos e traquitos em forma de necks, plugs, domos e estruturas concêntricas, com raros diques de tefritos e fonotefritos. A ocorrência do vulcanismo subaflorante em Fortaleza, objeto de estudo deste trabalho, é classificada como um basanito fortemente enriquecido em elementos incompatíveis (Ba, Th, U, Ta, Nb, La e Ce), tem em torno 400 por 320 metros em área e no mínimo 20 metros de espessura. Os dados geoquímicos sugerem que esta ocorrência possivelmente seria o membro máfico do Vulcanismo Messejana (VMess), que se localiza no prolongamento continental da Zona de Fratura Fernando de Noronha, o que sugere um caráter bimodal a este evento. Em uma comparação entre as amostras do Vulcanismo Fernando de Noronha, que originou o arquipélago homônimo e cuja idade varia entre 12,5±0,1 e 1,3±0,1 Ma, com os dados da suíte estudada é possível perceber fortes correlações petrográficas e geoquímicas entre as rochas nas duas localidades. O magma que originou este basanito apresenta padrões de elementos terras raras fortemente fracionados com razão Ce/YbN de 18,02 a 20,17, enriquecidos em ETRL, sem anomalia de Eu. Apresenta depleções nos elementos Sm, Eu, TI, Tb, Y e Yb, e enriquecimentos em Cs e Rb, sendo correlacionáveis ao padrão OIB. Entretanto, características como o enriquecimento nos elementos Ba, Th e U, e depleção de Sr e P indicam influência crustal.
Abstract: The Cenozoic volcanism in Ceará State, in the metropolitan region of Fortaleza is alkaline, represented by necks, plugs and domes of phonolites and trachytes, with rare described dikes of tephrites and phonotephrites. The new subsurface volcanic rock in Fortaleza is classified as a basanite, which is almost 400 by 320 meters in area and at least 20 meters of thickness. Geochemistry data suggests this occurrence would be the mafic member of the Messejana Volcanism (VMess), which is in the continental prolongation of the Fernando Noronha Fracture Zone, suggesting a bimodal character to this event. A comparison of Fernando de Noronha Volcanism samples, which had originated the namesake archipelago with ages between 12.5±0.1 e 1.3±0.1 My, with the study area data shows both strong petrographic and geochemical resemblance among in both localities. The magma which originated this basanite shows a strong fractionation of REEL and a soft fractionation ofREEH, absent Eu anomaly. It also presents a depletion of Sm, Eu, TI, Tb, Y, and Yb, while shows enrichment of Cs and Rb, which could be related to the OIB pattem. However, Ba, Th and U enrichment and Sr and P depletion reveal crustal influence.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39338
metadata.dc.type: Artigo
Appears in Collections:DGL - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_art_lswerneck.pdf18,28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.