Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39424
Title in Portuguese: Da episteme à áskesis: notas sobre aspectos éticos no método cartesiano
Title: From episteme to áskesis: remarks on ethical aspects in cartesian method
Author: Ribeiro, Felipe Figueiredo de Campos
Keywords: Descartes
Áskesis
Ética
Filosofia prática
Método
Issue Date: 2019
Publisher: Revista de Psicologia
Citation: RIBEIRO, Felipe Figueiredo de Campos. Da episteme à áskesis: notas sobre aspectos éticos no método cartesiano. Revista de Psicologia, Fortaleza (CE), v. 10, n. 1, p. 43-53, jan./jun. 2019.
Abstract in Portuguese: A antiga ideia de êthos, no âmbito da filosofia grega, antes mesmo de ter se tornado (com Aristóteles) objeto de um interesse especulativo e teórico, jamais esteve desvinculada da de áskesis - no sentido de exercício, prática, treino, modo de vida (mais do que no de ascetismo, tal como esta palavra passou a soar para nós depois do cristianismo). É lugar comum se afirmar que essa vinculação mais originária se desvaneceu abruptamente a partir do “momento cartesiano”: que o racionalismo moderno e as ditas teorias do conhecimento que lhe sucederam submeteram todas as dimensões antigas do filosofar a exigências estritamente epistemológicas. Isso, de maneira a reduzir o domínio da ação racional (ou da razão prática) aos termos de teorias gerais de Filosofia Moral, Política ou do Direito (à questão de fundamentar e sistematizar a ação em termos universalistas). Na contramão desses dados, este ensaio tentará redescobrir alguns aspectos éticos no método cartesiano. Nos escritos de Descartes, é possível identificar elementos de filosofia prática em dois sentidos distintos, mais ou menos independentes entre si: por um lado, encontramos reflexões avulsas sobre moral e ética (as quais Descartes faz interagir com a sua cogitatio); por outro, é possível demonstrar como o próprio procedimento metódico ele mesmo não é outra coisa senão uma reorientação da ação que precede a aquisição do conhecimento e que é pré-condição para o aparecimento do verdadeiro. Isto, de maneira que a adoção de um método - de um caminho que vise a um fim (meta - hodos) - implicou para Descartes em uma conversão de si, na adoção de um modo de vida em constante exercício. Concluímos que a história da filosofia, tal como narrada hegemonicamente entre nós, acaba encobrindo esta espécie de áskesis que está implícita no método cartesiano.O que pretendemos neste artigo não foi senão apresentar algumas passagens da obra de Descartes que nos ajudam a enxergar de que maneira a atividade do pensamento (das Cogitationes) é, ao mesmo tempo, um incessante exercício de aprimoramento no modo de ser e de se conduzir no mundo imanente.
Abstract: From the "Cartesian moment" the ancient ethos - which, in the Greek philosophy sphere, was organically personified as an askesis in the lives of philosophers and was never dissociated from any theory of knowledge - starts to take almost exclusively the speculative form. The rational action (or practical reason) domain becomes reduced to the terms of general theories about moral philosophy, politics or law (that is to ground and organize the action in universalist terms). Contrary to these facts, this paper aims to rediscover some ethical aspects in the Cartesian method. In Descartes' writings one can note elements of practical philosophy in two different senses, more or less independent of each other: on the one hand, we find reflections on morality and ethics (which Descartes interacts with his epistemological cogitatio); on the other, it is possible to demonstrate how the methodic procedure itself is nothing other than a reorientation of the action that precedes the acquisition of knowledge and how it is a precondition to finding the truth. This in a way that the adoption of a method implied for Descartes in a conversion of the self. We conclude that the history of philosophy, as it is mainly told among us, ends up covering up some askésis aspect implied in the Cartesian method. This article intends to present a few passages from the late work of Descartes that might help us to see aspects of practical philosophy that are usually perceived as the fundamental source of all modern theoretical rationalism.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39424
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: ISSN: 2179-1740 (online)
ISSN: 0102-1222 (impresso)
Appears in Collections:DPSI - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_art_ffcribeiro.pdf317,37 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.