Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39926
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSouza, Margarida Maria Pimentel de-
dc.contributor.authorNascimento, Sandra Patrícia de Faria-
dc.contributor.authorLustosa, Francisca Geny-
dc.date.accessioned2019-02-25T12:27:51Z-
dc.date.available2019-02-25T12:27:51Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationSOUZA, Margarida Maria Pimentel de; NASCIMENTO, Sandra Patrícia de Faria; LUSTOSA, Francisca Geny. Ensino de Língua de Sinais Brasileira como primeira língua: currículo em práticas no estágio do Letras Libras. Entrepalavras, Fortaleza (CE), v. 8, n. 3, p. 447-468, out./dez. 2018.pt_BR
dc.identifier.issn2237-6321-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39926-
dc.description.abstractThis article shares experiences of the supervised traineeship of the Licentiate Course in Letras Libras, in the teaching of the Brazilian Sign Language (Libras or LSB) as first language (L1), under three interrelated aspects: (a) the traineeship as a reflexive and collaborative experience; (b) the student immersion in socio-interactive teaching practice, reflecting on concepts of mother tongue and curriculum of Libras as L1; and (c) the school as territory of culture production, place of (de)territorialization of stages and (de)construction of students’ identities. The data for analysis were extracted from records of the traineeship of the first class of Letras Libras/UFC, in activities produced in the following academic semesters: 2017.1 and 2017.2. The theoretical foundations that supported the experiences of this traineeship were developed with Fedathi Sequence (BORGES-NETO, 2017a, 2017b) which is based on socio-interactive contribution proposed by Vygotsky (1989, 1993) under the ideology on metalinguistic consciousness (GIUSTINA; ROSSI, 2008) and the intercession with specific literature on deafness (LANE, 1992; SACKS, 1998). The reports presented by the students, in Libras, reflected the results of the empiria, presenting the urgency to systematize Libras’ curriculum as L1 in different levels. At the end of this experience we can affirm that the different stages problematized curriculum, school and teaching of Libras as L1; and it gave us opportunities for the triad experiences: student (from school), trainee and teachers (supervisors), outlining a rhizomatic framework as a bridge to the constitution of the professionalization of the (future) Libras’ teachers.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista Entrepalavraspt_BR
dc.subjectEstágiopt_BR
dc.subjectEnsino de Libraspt_BR
dc.subjectPrimeira língua (L1)pt_BR
dc.subjectCurrículopt_BR
dc.titleEnsino de Língua de Sinais Brasileira como primeira língua: currículo em práticas no estágio do Letras Libraspt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.abstract-ptbrEste artigo partilha experiências do estágio supervisionado do Curso de Licenciatura em Letras-Libras, no ensino da Língua de Sinais Brasileira (Libras ou LSB) como primeira língua (L1), sob três aspectos interrelacionados: (a) o estágio como vivência reflexiva e colaborativa; (b) a imersão do estudante em prática docente sociointeracionista, refletindo sobre os conceitos de língua materna e o currículo de Libras como L1; e (c) a escola como território de produção de cultura, lugar de (des)territorialização dos estágios e (des)construção de identidades dos estudantes. Os dados para análise foram extraídos dos registros do estágio da primeira turma de Letras Libras/UFC, em atividades produzidas nos semestres letivos 2017.1 e 2017.2. Os fundamentos teóricos que embasaram as experiências desse estágio foram desenvolvidas por meio da Sequência (Didática) Fedathi (BORGES-NETO, 2017a; 2017b), apoiaram-se no aporte sociointeracionista proposto por Vygotsky (1989; 1993), no ideário da consciência metalinguística (GIUSTINA; ROSSI, 2008), em intercessão com literatura específica na área da surdez (LANE, 1992; SACKS, 1998). Os relatórios apresentados pelos estagiários, em Libras, refletiram os resultados da empiria, apresentando a urgência da sistematização do currículo de Libras como L1, nos diferentes níveis de ensino. Ao final desta experiência, pode-se afirmar que as diferentes etapas problematizaram o currículo, a escola e o ensino de Libras como L1, e oportunizaram vivências da tríade: educando (da escola), estagiário e professores (supervisores), delineando um arcabouço rizomático, como ponte à constituição da profissionalização dos (futuros) docentes de Libras.pt_BR
dc.title.enTeaching Brazilian Sign Language as first language: curriculum in practices of supervised stage of Letras Libras’ Coursept_BR
Appears in Collections:DELLES - Artigos publicados em revistas científicas
PRÓ-INCLUSÃO - Artigos publicados em revistas científicas
DLV - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_art_mmpsouzaspfnascimento.pdf190,05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.