Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/41756
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCosta, Pablo Assumpção Barros-
dc.contributor.authorOliveira, Clayton de Moura-
dc.date.accessioned2019-05-17T13:22:20Z-
dc.date.available2019-05-17T13:22:20Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Clayton de Moura. A política dos afetos: uma análise da relação obra-corpo-mundo como produção de potência de vida. 2019. 156f. - Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Instituto de Cultura e Arte, Programa de Pós-Graduação em Artes, Fortaleza, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/41756-
dc.description.abstractThis dissertation discusses the affections that the works of art negotiate in the encounter with the bodies. It is a question of understanding how the action of such affections is capable of promoting a variational policy, which enables the bodies a unique movement that create new ways of transiting in life and in the world. The study emerges from the processes of experimentation that some works of contemporary art catalyzed in the body-scribe in movements of intense estrangement with the aesthetic device of art, which opened the field of possibilities for the reinvention of life, displaced from the dominant devices. The research is based on the concept of affection elaborated by Benedictus de Spinoza, especially in the contemporary reading of Gilles Deleuze, Felix Guattari and Brian Massumi. In effecting the affective-political dissection of the body-work relationship under study, a cartography of the body-scribe experiments was carried out through affections and sensations elicited by the encounter with the works of David Glat, in particular with the way his photographs reorganized the baroque in contemporary visuality; in several works by Hélio Oiticica, mainly focusing on the production of singularity in the advent of the body-invention in his works and in the process of sublimation of color that launches in space-time a coloring atmosphere in the suprassensorial haptic; and finally, we analyze the scenic-choreographic poetics of the dance show De-Vir, by Cia Dita, regarding the dissolution of the boundaries between the human and the animal and the emergence of the animal becoming. The affective actions of the works pointed to a virtual composition in the body-work-world relation, in the agency of singularities that make possible the creation of the new in the expression of bodies in the world.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectAfetopt_BR
dc.subjectPolíticapt_BR
dc.subjectEstéticapt_BR
dc.subjectPotência de vidapt_BR
dc.titleA política dos afetos: uma análise da relação obra-corpo-mundo como produção de potência de vidapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.abstract-ptbrEssa dissertação discute os afetos que as obras de arte agenciam no encontro com os corpos. Trata-se de compreender como a ação de tais afetos é capaz de promover uma política variativa, que possibilita aos corpos um movimento singular que criam novos modos de transitar na vida e no mundo. O estudo emerge dos processos de experimentação que algumas obras de arte contemporânea catalisaram no corpo-escrevente em movimentos de intensos estranhamentos com o dispositivo estético da arte, que abriram o campo de possíveis para a reinvenção da vida, deslocados dos dispositivos dominantes. A pesquisa é fundamentada no conceito de afeto elaborado por Benedictus de Spinoza, especialmente, na leitura contemporânea de Gilles Deleuze, Félix Guattari e Brian Massumi. Na efetivação da dissecação afetivo-política da relação corpo-obra em estudo, realizou-se uma cartografia das experimentações do corpoescrevente via afetos e sensações suscitados pelo encontro com as obras de David Glat, em particular com o modo de suas fotografias reorganizarem o barroco na visualidade contemporânea; em diversas obras de Hélio Oiticica, principalmente focando a produção de singularidade no advento do corpo-invenção em suas obras e no processo de sublimação da cor que lança no espaço-tempo uma atmosfera colorante no háptico suprassensorial; e por último, analisamos a poética cênico-coreográfica do espetáculo de dança De-Vir, da Cia Dita, no que concerne a dissolução das fronteiras entre o humano e o animal e a emergência do devir-animal As ações afetivas das obras apontaram para uma composição virtual na relação corpo-obramundo, no agenciamento de singularidades que possibilitam a criação do novo na expressão dos corpos no mundo.pt_BR
Appears in Collections:PPGARTES - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_cmoliveira.pdf3,03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.