Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43111
Title in Portuguese: Nem Dom Pedro conseguiu fazer: debates em torno da transposição do São Francisco entre 1847 e 1877
Author: Oliveira, Gabriel Pereira de
Keywords: Transposição do São Francisco
Projeto de Integração do São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional
Três sub-bacias do São Francisco em Pernambuco - Rios Piranhas-Açu (PB/RN), Apodi (RN), Salgado (CE), Jaguaribe (CE).
Issue Date: 2012
Publisher: Expressão Gráfica; Wave Media
Citation: OLIVEIRA, Gabriel Pereira de. “Nem Dom Pedro conseguiu fazer”: debates em torno da transposição do São Francisco entre 1847 e 1877. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL HISTÓRIA E HISTORIOGRAFIA, 3.; SEMINÁRIO DE PESQUISA DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA DA UFC, 10., 1-3 out. 2012, Fortaleza (Ce). Anais... Fortaleza (Ce): Expressão Gráfica; Wave Media, 2012.
Abstract in Portuguese: Com início em 2007, a transposição do São Francisco foi um dos empreendimentos de maior destaque na gestão presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva, na qual começou a ser concretizada, tendo prosseguimento hoje com Dilma Rousseff. Enfatizando-se a capacidade de tal empreendimento assegurar a oferta de água para a região mais árida do País, é proposto o investimento de vultosas quantias na integração do Velho Chico, como é conhecido hoje esse rio, com bacias hidrográficas do atual Nordeste Setentrional. Por meio de canais, aquedutos, barragens e estações de bombeamento hidráulico, serão construídos dois eixos para levar as águas. Pelo chamado Eixo Norte haverá captação próximo à cidade de Cabrobó (PE) conduzindo a três sub-bacias do São Francisco em Pernambuco, aos rios Piranhas-Açu (PB/RN), Apodi (RN), Salgado (CE) e Jaguaribe (CE). O Eixo Leste parte do lago da barragem de Itaparica e leva águas para o leste da Paraíba e Pernambuco. O chamado Projeto de Integração do São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional ocorre, sobretudo, com o pressuposto de combater a seca e de desenvolver a economia da região por meio de maior fornecimento hídrico às empresas voltadas para o mercado externo. “O empreendimento viabilizará o fornecimento de água para vários fins (abastecimento humano, irrigação, dessedentação de animais, criação de peixes e camarão), numa área que, atualmente, possui cerca de 12 milhões de habitantes.” (RELATÓRIO, 2004, p. 3). [...]
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43111
metadata.dc.type: Artigo de Evento
ISBN: 978 85 4200 096 2
Appears in Collections:DHIS - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_eve_gpoliveira.pdf296,9 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.