Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43776
Title in Portuguese: Questões de gênero na arena da educação e as pautas de torsão e refutação
Title: Gender issues in the arena of education and the torsion and refutation guidelines
Author: Fernandes, Dorgival Gonçalves
Keywords: Gênero
Gênero e Educação
Educação
Ideologia de gênero
Educação da Pessoa Humana
Issue Date: 2019
Publisher: Argumentos Revista de Filosofia
Citation: FERNANDES, Dorgival Gonçalves. Questões de gênero na arena da educação e as pautas de torsão e refutação. Argumentos Revista de Filosofia, Fortaleza, ano 11, n. 21, p. 82-93, jan./jul. 2019.
Abstract in Portuguese: O presente artigo objetiva pensar as questões de gênero no campo da educação brasileira, compreendida como arena onde são disputadas duas perspectivas sobre gênero. Na primeira entende-se o gênero como torção, pois este é pensado em contraposição à noção instituída historicamente, colocado como problema para o pensamento e apreendido como possibilidade forjada na cultura e nas relações de saber-poder. A segunda se refere à questão de gênero como refutação à torção, nega-o como artefato da cultura e assenta-o como dimensão biológica e naturalista na composição do sexo e da sexualidade na qual sexo biológico, sexualidade e gênero coincidem. Nesta perspectiva as questões de gênero são tomadas como uma ideologia, e enquanto tal, deve ser negada, silenciada, refutada. As duas perspectivas, no tempo presente brasileiro, instituem um cenário de debates e disputas acerca de processos de constituição do sujeito estudante e do governo das suas condutas sexuais, sociais e políticas. As reflexões sobre tais questões são fundamentadas teoricamente no pensamento de Michel Foucault e Judith Butler, com ancoragem nas noções “constituição do sujeito”, “governamentalidade”, “discurso” e “performatividade”.
Abstract: This article aims to think about gender issues in the field of Brazilian education, understood as the arena where two perspectives on gender are disputed. In the first one, gender is understood as twisting, since it is thought in opposition to the notion instituted historically, posed as a problem for thought and apprehended as a possibility forged in culture and in relations of know-power. The second refers to the question of gender as a refutation to torsion, denies it as an artifact of culture, and establishes it as a biological and naturalistic dimension in the composition of sex and sexuality in which biological sex, sexuality and gender coincide. In this perspective gender issues are taken as an ideology, and as such, must be denied, silenced, refuted. The two perspectives, in the Brazilian present time, set up a scenario of debates and disputes about processes of constitution of the student subject and of the government of their sexual, social and political conducts. Reflections on such issues are theoretically grounded in the thinking of Michel Foucault and Judith Butler, anchored in the notions of “subject constitution,” “governmentality,” “discourse,” and “performativity.”
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43776
metadata.dc.type: Artigo
ISSN: 1984-4255 (online) e 1984-4247 (impresso)
Appears in Collections:PPGFILO - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_art_dgfernandes.pdf127,44 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.