Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45170
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilva, Joselina da-
dc.contributor.authorPaulo, Adriano Ferreira de-
dc.date.accessioned2019-08-27T12:25:28Z-
dc.date.available2019-08-27T12:25:28Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationSILVA, Joselina da; PAULO, Adriano Ferreira de. 12 anos da Lei 10.639/03: história, política e práticas docentes. ENCONTRO CEARENSE DE HISTORIADORES DA EDUCAÇÃO, 15.; ENCONTRO NACIONAL DO NÚCLEO DE HISTÓRIA E MEMÓRIA DA EDUCAÇÃO, 5.; SIMPÓSIO NACIONAL DE ESTUDOS CULTURAIS E GEOEDUCACIONAIS, 4., 16-18 out. 2016, Fortaleza (CE). Anais... Fortaleza: Edições UFC, 2016. p. 546-555.pt_BR
dc.identifier.issn2447 2085-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45170-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherEdições UFCpt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectLeipt_BR
dc.subjectHistóriapt_BR
dc.title12 anos da Lei 10.639/03: história, política e práticas docentespt_BR
dc.typeArtigo de Eventopt_BR
dc.description.abstract-ptbrEste artigo tem como objetivo expor algumas considerações históricas que contribuíram para a constituição da lei 10.639/03, que se destaca por ter alterado a LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), instituindo a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira", em todos os níveis da educação básica, como também objetiva analisar a aplicabilidade desta lei em âmbito escolar. Este estudo tem sua importância por apresentar aspectos da longa jornada de luta de representantes do Movimento Negro no Brasil, para firmar, na legislação vigente, mecanismos de ações afirmativas de valorização da cultura afro-brasileira na educação, o que já é suscitado em termos de lei oficial há mais de 12 anos. Quando variados componentes curriculares nas escolas discorrem sobre a cultura brasileira, perpassa, entre outros assuntos, pelos povos africanos em sua composição, tornando-se inescapável tocar em temas sobre sua História e Cultura afro. Entretanto, estes assuntos requerem conhecimentos específicos e debates que tem seu embasamento numa educação de valorização cultural, que também parte da lei 10.639/03, sendo importante conhecer os caminhos percorridos para que tal lei fosse implementada. Esta pesquisa tem caráter qualitativo e os procedimentos metodológicos utilizados são análises bibliográficas, documentais e o uso da História Oral. Os resultados mostram que estigmas de inferiorização da cultura afro-brasileira, desenrolados ao longo de séculos na História do Brasil, trouxeram perdas em vários segmentos da educação, uma vez que aconteceram empecilhos históricos para não creditar a esta cultura aspectos de aprendizagem nas escolas, culminando com entraves de variadas naturezas para que professores possam aplicar, de forma adequada, a lei 10.639/03. Conclui-se que a implementação da lei 10.639/03 mostrou-se tardia, mesmo com as insistentes tentativas de representantes do Movimento Negro brasileiro e ainda que cabe aos professores abraçarem este tema para que ele tenha frutos em solo educacional.pt_BR
Appears in Collections:PPGEB - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_eve_jsilva.pdf351,72 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.