Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45440
Title in Portuguese: Processos de subjetivação: um modo de perceber o humano e a sociedade
Author: Rodrigues, Denise Costa
Miranda, Luciana Lobo
Keywords: Subjetividade
Agregado social
Processos de subjetivação
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Ceará
Citation: RODRIGUES, Denise Costa; MIRANDA, Luciana Lobo. Processos de subjetivação: um modo de perceber o humano e a sociedade. Revista Encontros Universitários da UFC, Fortaleza, v. 1, n. 1, 2016. (Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação, 9).
Abstract in Portuguese: Este trabalho explora as noções de subjetividade, de processos de subjetivação e de agregado social a partir das perspectivas de Michel Foucault e de Bruno Latour. Como a delimitação do objeto da Psicologia tem sido um exercício contínuo, marcado pelas noções de identidade, subjetividade, indivíduo e sociedade, observa-se que a discussão sobre estes termos é atual. Este é um estudo de revisão narrativa, para a qual foram escolhidas uma publicação de cada autor, segundo sua relevância para o presente texto. Tais obras são: O sujeito e o poder, de Foucault (1994), e Como desdobrar controvérsias sobre o mundo social, de Latour (2005). Estas leituras são pertinentes, pois apoiam teorias e práticas psicológicas que respeitam as singularidades e fortalecem a criação de modos éticos de vida. A pesquisa de Foucault volta-se para os modos de engendramento do sujeito, enquanto Latour foca na performatividade dos agentes sociais - humanos ou não. As contribuições dos autores intensificam a desestabilização dos modos de existência, sem negar os constrangimentos a que os agentes transformadores são submetidos. Neste panorama, a noção de subjetividade contesta a ideia de identidade, enquanto entidade cristalizada e duradoura. Latour afirma que a ideia de intimidade consigo e de busca do conhecimento daquilo que se é, apoia-se na compreensão de que o sujeito é dotado de essência. Contudo, consonante Foucault e Latour, tal essência não é verificada, pois se observa a agência de diversas linhas de força sobre as quais não se tem total controle e cujo efeito é o próprio sujeito. Deste modo, práticas psicológicas que traçam uma história linear em busca de explicações para o que se denomina de personalidade tem como principal efeito a adaptação pouco refletida a um contexto dessingularizante. Estas compreensões implicam diretamente na atuação de pesquisadores e profissionais, uma vez que o projeto ético do profissional de psicologia deve apoiar-se em um cuidado criativo e crítico.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45440
metadata.dc.type: Outros
Appears in Collections:EPPG - Resumo de trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_resumo_eve_dcrodrigues.pdf49,76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.