Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4647
Título: Alterações comportamentais, neuroquímicas e glicolipídicas em ratos tratados com Hoodia gordonii, um supressor natural do apetite
Autor(es): Moura, Brinell Arcanjo
Orientador(es): Sousa, Francisca Cléa Florenço de
Palavras-chave: Dextroanfetamina
Ansiedade
Norepinefrina
Data do documento: 2012
Citação: MOURA, B. A. Alterações comportamentais, neuroquímicas e glicolipídicas em ratos tratados com Hoodia gordonil, um supressor natural do apetite . 2012. 106 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012.
Resumo: Hoodia gordonii é uma planta da família das apocináceas. Originária do sudeste da África, onde tem sido historicamente usada para suprimir o apetite durante longas jornadas de caça, sendo utilizada em diversos países com o objetivo de emagrecer. No Brasil foi retirada do mercado devido à falta de estudos que comprovem sua eficácia e segurança para o uso. O objetivo deste trabalho foi avaliar as alterações comportamentais, neuroquímicas e glicolipídicas em ratos tratados com Hoodia gordonii. Para a realização deste estudo H. gordonii foi administrada por via oral nas doses de 25 e 50 mg/Kg durante oito dias consecutivos em ratos Wistar machos (160-200g), D-anfetamina 2 mg/Kg foi administrada intraperitonealmente de forma aguda e usada como padrão positivo. Os testes aconteceram 60 minutos após o ultimo dia de tratamento com a Hoodia e 30 minutos após o tratamento com D-anfetamina. Foram avaliados a variação de peso dos animais durante o tratamento, bem como o consumo de água e comida. Para os testes comportamentais foram feitos os testes de labirinto em cruz elevado, campo aberto e placa perfurada. Para os estudos neuroquímicos foi feito HPLC com detecção eletroquímica. Para os testes glicolipídicos foi feita dosagem de Glicose, HDL, LDL, TG, colesterol total, ALT e AST. Os resultados mostraram que H. gordonii é capaz de reduzir o ganho de massa corpórea, bem como reduzir o consumo de comida e água. Os resultados dos testes comportamentais mostraram que ela é capaz de reduzir os parâmetros observados no teste do labirinto em cruz e placa perfurada sem mostrar alteração significante no campo aberto. Os resultados dos experimentos neuroquímicos evidenciaram um aumento do conteúdo de noradrenalina e dopamina em corpo estriado de ratos, detectados eletroquimicamente pelo HPLC. Nos testes bioquímicos foi visto que ela tem a capacidade de reduzir os níveis de glicose, bem como a concentração de triglicerídeos e colesterol total em soro de ratos, sem mostrar alteração significante da ALT e AST. Foi possível concluir que H. gordonii é capaz de reduzir a ingestão de alimentos e que este efeito pode estar de alguma forma ligado à neurotransmissão noradrenérgica e dopaminérgica, possuindo também atividade ansiogênica evidenciada pelos estudos comportamentais.
Abstract: Hoodia gordonii is a plant of the family apocinaceae. Originally from southeastern Africa, where it has historically been used to suppress appetite during long hunting trips, being used in several countries in order to lose weight. In Brazil was withdrawn from the market due to lack of studies proving its efficacy and safety for use. The aim of this study was to evaluate the behavioral changes and neurochemical glicolipídicas in rats treated with Hoodia gordonii. For this study H. gordonii was administered orally at doses of 25 and 50 mg/kg for eight consecutive days in male Wistar rats (160-200g), D-amphetamine 2 mg/kg was intraperitoneally administered acutely and used as a positive standard. The tests took place 60 minutes after the last day of treatment with the Hoodia and 30 minutes after treatment with D-amphetamine. We evaluated the weight change of the animals during treatment, as well as the consumption of water and food. For behavioral tests were performed tests elevated plus-maze, open field and hole board. For neurochemical studies was done HPLC with electrochemical detection. For testing was done glycolipid glucose, HDL, LDL and TG, total cholesterol, ALT and AST. The results showed that H. gordonii is capable of reducing body mass gain and reduce the consumption of food and water. The results of behavioral tests showed that it is able to reduce the parameters observed in the plus-maze test and hole board showing no significant change in the open field. The results of experiments showed an increase in the neurochemical content of noradrenaline and dopamine in the striatum of rats electrochemically detected by HPLC. In biochemical tests it was seen that it has the ability to lower blood glucose levels as well as the concentration of triglycerides and total cholesterol in serum from mice, showing no significant change in ALT and AST. It was concluded that H. gordonii is able to reduce food intake, and this effect may be somehow linked to the dopaminergic and noradrenergic neurotransmission, having also anxiogenic activity evidenced by behavioral studies.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4647
Tipo: Dissertação
Aparece nas coleções:PPGF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_bamoura.pdf2,07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.