Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/46754
Title in Portuguese: Competitividade das marcas próprias de alimentos no mercado varejista de Fortaleza-Ceará
Author: Ferreira, Fabiano da Silva
Advisor(s): Reis, José Newton Pires
Keywords: Marcas próprias
Supermercados
Competitividade
Issue Date: 2003
Citation: FERREIRA, F. S. Competitividade das marcas próprias de alimentos no mercado varejista de Fortaleza-Ceará. 2003. 100 f. Dissertação (Mestrado em Economia Rural) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2003.
Abstract in Portuguese: Analisa o nível de competitividade das marcas próprias de alimentos no mercado varejista da cidade de Fortaleza. Na última década, a oferta de marcas diferentes dobrou nos supermercados brasileiros. Atualmente, os médios e grandes distribuidores objetivam juntar produtividade, lucratividade, qualidade e preço baixo na busca da fidelidade do consumidor e, para isso, estão apostando nas marcas próprias. Produtos dessa natureza alcançaram US$ 250 bilhões em 1997 e cerca de US$ 305 bilhões em 2000, e têm tido um crescimento anual de 7,0% desde 1990 nos países europeus. O mesmo acontece nos Estados Unidos, onde algumas cadeias varejistas possuem 30,0% do seu mix de produtos composto de marcas próprias. No Brasil, o estabelecimento das marcas próprias ainda está no início, porém, a tendência é a mesma que se tem observado na Europa e EUA. Constata-se que os grandes supermercados fortalezenses estão investindo em alimentos de marca própria. As médias e pequenas redes de supermercados locais ainda não oferecem uma vasta linha de produtos de marca própria, sendo a oferta restrita a cereais e artigos de padaria. Os principais varejistas da cidade que comercializam itens alimentícios de marca própria – Pão de Açúcar, Extra, Bom Preço e Hiper Mercantil – são hiper-empresas de varejo, nas quais são comercializados grandes quantidades de vários tipos de produtos, principalmente de alimentos, e onde, normalmente há intensa circulação de pessoas. O número de itens alimentícios de marca própria no atual comércio varejista de Fortaleza é bastante amplo e variado, tendo desde itens básicos – como arroz, feijão Macarrão, café e acúcar – até produtos de alto valor agregado como as massas importadas, os adoçantes dietéticos, ps produtos light dentre outros, registrando um total de 185 itens alimentícios de marca própria diferentes somente nos cinco estabelecimentos pesquisados. De forma geral, os preços desses produtos estão entre os mais baixos com relação a outras marcas e, de acordo com a grande maioria dos consumidores entrevistados, possuem qualidades equivalentes às outras marcas, inclusive com as marcas líderes. Conclui-se, que os itens alimentícios de marcas própria na cidade de Fortaleza estão com um bom nível de competitividade no varejo de alimentos local. A posição intermediária dos preços, a boa qualidade destacada pelos próprios consumidores e a satisfação dos dirigentes confirmam a atual situação desse tipo de produto na Capital do Ceará.
Abstract: It analyzes the level of competitiveness of the own marks of victual in retail market of the city of Fortaleza. In the last decade, the offer of different marks bent in the Brazilian supermarket. Nowadays, the medium and big distributors aim at to join productivity, profitability, quality and low price in the search of the consumer's fidelity and , for that, they are betting in the own marks. Products of that nature reached US$ 250 billiion in 1997 and about of US$ 305 billion in 2000, and they have been having an annual growth of 7,0% since 1990 in the European countries, The same happend in the United States, where some retail chains possess 30,0% of his/her mix of products composed of own marks. In Brazil, the establishment of the own marks is still in the beginning, however, the tendency is the same that she have been observing in Europe and USA. It is verified, that the great supermarkets fortalezenses is investing in victual of own mark. The averages and small nets of local supermarkets still don't offer a vast line of products of own mark, being the restricted offer to cereals and bakery goods. The main retailers pf the city that market nutritious items of own mark – Sugar Loaf, Extra, Good Price and Meercantil Hiper – they are retails hiper-companies, in which great amounts of several types of products are marketed, mainly of victuals and there is usually an intense circulation of people. The number of nutritious items of own mark in the current retails trade of Fortaleza is quite wide and varied, tends from basic items as rice, bean, pasta, coffee and sugar, even products of high value joined as the imported masses, the dietary sweeteners, the products light among other, registering a total of 185 nutrious items of different own mark only in the five researched establishments. In a genertal way, the preices of those productsare among the more bass regarding the other marks and, in agreement with the consumers interviewees great majority, they possess equivalent qualities with the other marks, besides with the marks leaders. It is concluded, that the nutrious items of own marks in the city of Fortaleza are with a good level of competitiveness in the local retail of victuals. The intermediate position of the prices, the good outstanding quality for the own consumers and the leaders satisfaction confirms the current situation of that product type in the Capital of Ceará.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/46754
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DEA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2003_dis_fsferreira.pdf26,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.