Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48239
Title in Portuguese: Implicações do estado de risco para psicose na saúde da família: dos critérios psiquiátricos à clínica psicanalítica
Title: Implications of the risk status for psychosis in family health: from psychiatric criteria to the psychanalytic clinic
Author: Santos, Mikkael Duarte dos
Advisor(s): Furtado, Luis Achilles Rodigues
Keywords: Estado mental de risco
Psicose
Psicanálise
Saúde da Família
Issue Date: 4-Oct-2019
Citation: SANTOS,M.D. (2019)
Abstract in Portuguese: No campo da saúde, há uma discussão quanto aos riscos do surgimento de agravos à saúde, assim como o manejo desses na prevenção de doenças. No bojo desse debate, a saúde mental vem também examinando a noção de risco para sofrimento e transtornos psíquicos. Nosso trabalho, através de uma revisão bibliográfica, investiga as implicações das noções de risco para psicose no campo da saúde da família. Nesse intento, usamos a psicanálise para imprimir um contraponto crítico ao conceito psiquiátrico de estado de risco para psicose. Percorremos as mudanças históricas que o conceito de psicose sofreu ao longo dos séculos, bem como o seu encontro com medicina preventiva do risco. Também foi esquadrinhado como se dá a construção diagnóstica da psiquiatria contemporânea através dos manuais de classificação e a tentativa do DSM de traçar critérios diagnósticos que definam o que é síndrome da psicose atenuada. A psicose, como diagnóstico estrutural, teve seu conceito novamente revisto, com destaque para o estado de pré-psicose, para a compreensão da clínica psicanalítica. Por fim, nosso trabalho permitiu discutir os possíveis impactos políticos e clínicos da operacionalização por critérios do estado mental de risco. Advogamos que o atual cenário de despreparo na condução da saúde mental na saúde da família, levando em consideração também a enorme interferência do capital farmacêutico na ciência médica-psiquiátrica, pode resultar numa explosão de novos pacientes que, se por um lado não são doentes, por outro gozam de um estado de não-saúde – os chamados pacientes de risco. Finalizamos reafirmando a necessidade da construção de uma clínica do um-a-um que preze pela singularidade em detrimento ao estatístico.
Abstract: In the health field, there is a discussion about the risks of the emergence of health problems, as well as their management in disease prevention. In the midst of this debate, mental health has also been examining the notion of risk for suffering and mental disorders. Our work, through a literature review, investigates the implications of the notions of risk for psychosis in the field of family health. In this regard, we use psychoanalysis to provide a critical counterpoint to the psychiatric concept of risk status for psychosis. We have covered the historical changes that the concept of psychosis has undergone over the centuries, as well as its encounter with risk prevention medicine. It was also scanned how the diagnostic construction of contemporary psychiatry occurs through the classification manuals and attempt of DSM to draw diagnostic criteria that define what is attenuated psychosis syndrome. Psychosis, as a structural diagnosis, had its concept revised again, with emphasis on the state of pre-psychosis, for understanding the psychoanalytic clinic. Finally, our work allowed us to discuss the possible political and clinical impacts of operationalization by risk state mental criteria. We argue that the current scenario of unpreparedness in the conduct of mental health in family health, also taking into account the enormous interference of pharmaceutical capital in medical-psychiatric science, could result in an explosion of new patients who, while not being ill, on the other they keep a state of unhealthy – so-called at-risk patients. We conclude by reaffirming the need to build a one-on-one clinic that values singularity over statisticians.
Description: SANTOS,M.D. Implicações do estado de risco para psicose na saúde da família: dos critérios psiquiátricos à clínica psicanalítica.2019. 92 f. Dissertações (Mestrado Acadêmico em Saúde da Família), Campus Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2019.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48239
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGSF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_mdsantos.pdfSANTOS,M.D. Implicações do estado de risco para psicose na saúde da família: dos critérios psiquiátricos à clínica psicanalítica.2019. 92 f. Dissertações (Mestrado Acadêmico em Saúde da Família) Campus Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2019.974,81 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.