Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/51830
Title in Portuguese: Esteato-hepatite não alcoólica: uma síndrome em evidência
Title: Non-Alcoholic Steatohepatitis: a syndrome in evidence
Author: Ponte, Isabelle Meneses da
Lima, Matheus Eugênio de Sousa
Albuquerque, Matheus Couto Furtado
Veloso, Ana Flávia de Holanda
Bachur, Tatiana Paschoalette Rodrigues
Keywords: Hepatopatia Gordurosa não Alcoólica
Obesidade
Hepatologia
Medicina Interna
Fígado Gorduroso
Issue Date: Jan-2020
Publisher: Brazilian Journal of Health Review
Citation: PONTE, Isabelle Meneses da et al. Esteato-hepatite não alcoólica: uma síndrome em evidência. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 3, n. 1, p. 1077-1094, jan./fev. 2020.
Abstract in Portuguese: O presente artigo apresenta uma revisão narrativa sobre epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento da esteato-hepatite não alcóolica (EHNA). Nas últimas décadas, houve um crescimento na incidência mundial de obesidade e de doenças associadas. Dentre elas, destaca-se a EHNA, uma desordem metabólica com ampla variedade de apresentação, parte do espectro da doença hepática gordurosa não-alcóolica (DHGNA). A prevalência da DHGNA pode acometer até 25% da população em alguns estudos, sendo homens e hispânicos os grupos mais acometidos. A fisiopatologia da doença é complexa e multifatorial, com bases na obesidade, na resistência à insulina e na herança genética. Após diagnóstico, o manejo da EHNA consiste principalmente em mudanças de estilo de vida, tratamento da síndrome metabólica, farmacoterapia e manejo das complicações da cirrose hepática. Diante do aumento na prevalência de EHNA, é de grande interesse para a medicina a busca por melhores formas de obter sua detecção precoce, tratamento e controle de complicações. Essas questões são complexas e exigem uma abordagem multidisciplinar.
Abstract: This article presents a narrative review covering epidemiology, physiopathology, diagnosis and treatment of non-alcoholic steatohepatitis (NASH). During the last decades, there has been a growth on the global incidence of obesity and related diseases. Among them, NASH is highlighted as a metabolic disease with varied clinical presentation, part of the spectrum of the non-alcoholic fatty liver disease (NAFLD). In some studies, NAFLD has almost 25% prevalence on select populations, being more prevalent on male and hispanic subjects. The pathogenesis of the disease is highly complex and multifactorial, mostly based on obesity, insulin resistance and genetic heritage. After diagnosis, management mostly consists of lifestyle changes, treating metabolic syndrome, use of drugs, and treatment for hepatic cirrhosis. In face of the growing of its prevalence, it is of great medical interest to seek better early detection, treatment and complication control for this disease. These complex topics demand a multidisciplinary approach.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/51830
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 2595-6825
Appears in Collections:DFIFA - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_art_imponte.pdf226,38 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.