Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/53112
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorLeite, Ricardo Lopes-
dc.contributor.authorSaraiva, José Américo Bezerra-
dc.date.accessioned2020-07-24T09:01:26Z-
dc.date.available2020-07-24T09:01:26Z-
dc.date.issued2009-
dc.identifier.citationLEITE, Ricardo Lopes; SARAIVA, José Américo Bezerra. O corpo e o observador na discursivização. Acta Semiotica et Lingvistica (ASEL), João Pessoa (PB), ano 33, v. 14, n. 1, p. 127-142, 2009.pt_BR
dc.identifier.issn2446-7006-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/53112-
dc.description.abstractThis paper introduces the notion of observer as well as it analyzes its role within text discursivization, based on Discursive Semiotics studies. One can define observer as an instance of semiotic body, an enunciative position that text fakes, whose function is determining different perception modes of text objects. Firstly, this study introduces the semiotic notion for body that studies in Semiotics adopt; secondly, it characterizes the concept of observer from the relationship between body, tensiveness and enunciation. Finally, it demonstrates observer’s different possibilities of perceptive apprehension, as well as his role of manager and cognitive organizer of contents, during discursivization process.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherActa Semiotica et Lingvistica (ASEL)pt_BR
dc.subjectSemiótica Discursivapt_BR
dc.subjectDiscursivizaçãopt_BR
dc.subjectTensividadept_BR
dc.subjectEnunciaçãopt_BR
dc.subjectCorpopt_BR
dc.subjectObservadorpt_BR
dc.titleO corpo e o observador na discursivizaçãopt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.abstract-ptbrEste artigo apresenta a noção de observador e analisa seu papel na discursivização do texto, fundamentando-se nos estudos da semiótica discursiva. Pode-se definir o observador como uma instância do corpo semiótico, uma posição enunciativa simulada pelo texto, cuja função é determinar os diferentes modos de percepção dos objetos textuais. Apresenta-se, inicialmente, a noção de corpo adotada pelos estudos semióticos; caracteriza-se, em seguida, o observador, a partir da relação entre corpo, tensividade e enunciação. Finalmente, demonstram-se diferentes possibilidades de apreensão perceptiva do observador, bem como seu papel de agenciador e organizador cognitivo dos conteúdos durante o processo de discursivização.pt_BR
Appears in Collections:DLV - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_art_rlleitejabsaraiva.pdf58,27 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.