Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/53589
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBomfim, Zulmira Áurea Cruz-
dc.contributor.authorMartins, Cícera Mônica da Silva Sousa-
dc.date.accessioned2020-08-21T17:42:03Z-
dc.date.available2020-08-21T17:42:03Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationMARTINS, Cícera Mônica da Silva Sousa. Afetividade em contextos de desapropriação: impactos psicossociais das obras do cinturão das águas do Ceará em comunidades rurais do município do Crato-CE. Orientadora: Zulmira Áurea Cruz Bomfim. 2020. 208 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/53589-
dc.description.abstractThe process of creating and implementing public policies in the scope of Water Resources still occurs vertically, so that the participation of the population in planning, social control and evaluation of strategies is not effective. As a result, there is the emergence of water works as a way to solve problems of access to water. In the Baixio das Palmeiras district, located in the city of Crato, Cariri, the arrival of the works of the Ceará Water Belt (CAC) is causing inconvenience to the inhabitants who are in the process of compulsory displacement. In view of this panorama, the present dissertation aimed to investigate, starting from the category of affection, the psychosocial impacts of the process of expropriation caused by the works of CAC on residents of rural communities in the aforementioned district. To this end, we sought to: i) contextualize how the process of expropriation is taking place in the communities surveyed; ii) understand the potential and vulnerabilities of the resistance practices developed by the investigated population in the face of the expropriation process; and iii) observe how affection permeates the relationship between the residents of the rural communities surveyed and their place of residence. Theoretically supported by studies on development, public policies and socio-environmental psychology, this study sought to understand the current context of the population in the face of imminent expropriation and what are the affects involved in this process. This qualitative research, characterized as participant research, relied on the use of two strategies: participant observation and the Affective Maps Generating Instrument (IGMA). The information collected was treated and evaluated based on the analysis of categorical content. Among the results, the contrast image was the most prominent, and the relationship and involvement with the community denote feelings related to the esteem of belonging and the process of expropriation and arrival of the Ceará Water Belt as promoters of feelings of insecurity. As a result of this process, four types of impact are seen: a) promotion of situations of ethical-political suffering; b) promoting situations of fragility in the health of the expropriated population; c) fostering the emergence of social movements of resistance and defense of the territory; and d) perception of insecurity regarding the next stages of the work. It is concluded that it is necessary to address the psychosocial dimension and the participation of the affected population in all stages of the formulation of a Great Investment Project (GPI), generated by a public policy. Because the process of expropriation does not only concern the financial dimension, but a whole life story and link with the place, which will be affected and modified by an unexpected and imposing situation.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectAfetividadept_BR
dc.subjectDesapropriaçãopt_BR
dc.subjectImpactos psicossociaispt_BR
dc.subjectObras hídricaspt_BR
dc.subjectPolíticas Públicaspt_BR
dc.titleAfetividade em contextos de desapropriação: impactos psicossociais das obras do cinturão das águas do Ceará em comunidades rurais do município do Crato-CEpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.abstract-ptbrO processo de criação e implementação de políticas públicas no âmbito dos Recursos Hídricos ainda ocorre de forma vertical, de modo que a participação da população no planejamento, controle social e avaliação das estratégias não é efetiva. Como resultado disso, observa-se o surgimento de obras hídricas como forma de resolução de problemas de acesso à água. No distrito Baixio das Palmeiras, localizado no município do Crato, região do Cariri, a chegada das obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC) está ocasionando transtornos aos habitantes que estão em processo de deslocamento compulsório. Visto esse panorama, a presente dissertação objetivou investigar, partindo da categoria afetividade, os impactos psicossociais do processo de desapropriação ocasionado pelas obras do CAC em moradores de comunidades rurais do distrito supracitado. Para isso, buscou-se: i) contextualizar como está ocorrendo o processo de desapropriação nas comunidades pesquisadas; ii) compreender as potencialidades e vulnerabilidades das práticas de resistência desenvolvidas pela população investigada frente ao processo de desapropriação; e iii) observar como a afetividade permeia a relação dos moradores das comunidades rurais pesquisadas com o seu local de moradia. Apoiando-se teoricamente nos estudos sobre desenvolvimento, políticas públicas e psicologia socioambiental, este estudo buscou entender o contexto atual da população frente à iminente desapropriação e quais os afetos implicados nesse processo. Essa pesquisa qualitativa, caracterizada como pesquisa participante, contou com a utilização de duas estratégias: a observação participante e o Instrumento Gerador de Mapas Afetivos (IGMA). As informações coletadas foram tratadas e avaliadas a partir da análise de conteúdo categorial. Dentre os resultados, a imagem de contraste fora a mais destacada, sendo que a relação e implicação com a comunidade denotam sentimentos relacionados à estima de pertencimento e ao processo de desapropriação e chegada do Cinturão das Águas do Ceará como promotores de sentimento de insegurança. Como desdobramento desse processo, são vistas quatro modalidades de impacto: a) promoção de situações de sofrimento ético-político; b) promoção de situações de fragilização da saúde da população desapropriada; c) fomento ao surgimento de movimentos sociais de resistência e defesa do território; e d) percepção de insegurança perante as próximas etapas da obra. Conclui-se que se faz necessário abordar a dimensão psicossocial e a participação da população atingida em todas as etapas da formulação de um Grande Projeto de Investimento (GPI), gerado por uma política pública, visto que o processo de desapropriação não diz respeito apenas à dimensão financeira, mas à história de vida e do vínculo com o lugar da população, que serão afetados e modificados por uma situação inesperada e impositiva.pt_BR
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_cmssmartins.pdf5,41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.