Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/54363
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAraujo, Marjory Lima Holanda-
dc.contributor.authorSampaio, Asaf Hanâni Taveira-
dc.date.accessioned2020-09-29T13:40:58Z-
dc.date.available2020-09-29T13:40:58Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.citationSAMPAIO, Asaf Hanâni Taveira. Corantes artificiais x corantes naturais: uma visão gastronômica. 2019. 27 f. Artigo (Graduação em Gastronomia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/54363-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectConfeitariapt_BR
dc.subjectGastronomiapt_BR
dc.subjectCorante Naturalpt_BR
dc.titleCorantes artificiais x corantes naturais: uma visão gastronômicapt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.description.abstract-ptbrApesar da crescente procura por produtos mais naturais nos últimos anos, os alimentos industrializados ainda são amplamente consumidos. Esses tipos de alimentos prontos tem preocupado os pesquisadores devido aos aditivos inseridos e suas possíveis consequências ao consumo excessivo ou a longo prazo em especial a classe corantes as quais as crianças são o público alvo principal. Os corantes são usados com a finalidade de conferir ou intensificar a coloração dos alimentos e bebidas trazendo cores vibrantes, podendo ser visto desde em escala industrial ou até mesmo dentro da gastronomia. Por se tratar de uma revisão de literatura, a mesma foi realizada a partir de pesquisas em bancos de dados como o Scielo e Science Direct bem como em livros, revistas e periódicos sendo selecionados aqueles que se enquadravam no tema proposto. Os estudos evidenciaram que os corantes artificiais são mais estáveis nos alimentos quando comparados com os pigmentos naturais, além de possuírem uma maior variedade de cores. No entanto, esses pigmentos têm mostrado efeitos negativos a saúde. Os estudos também mostraram a relação do consumo de pigmentos artificiais com a cargenocidade e até mesmo atuando na inibição da respiração celular. Por outro lado, a ingestão de corantes naturais podem proporcionar benefícios a saúde como propriedades antioxidantes ou até mesmo inibição no progresso de alguns tipos de cânceres. Dessa forma, este artigo de revisão bibliográfica teve como objetivo avaliar a utilização de corantes artificiais e naturais na gastronomia, sob os aspectos de disponibilidade e diversidade de fontes naturais, importância econômica, características físico-químicas e sensoriais e relatos científicos sobre benefícios e malefícios à saúde do consumidor.pt_BR
Appears in Collections:GASTRONOMIA - Artigos
GASTRONOMIA - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_tcc_ahtsampaio.pdf973,9 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.