Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/55830
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorChioderoli, Carlos Alessandro-
dc.contributor.authorSantos, Paulo Ricardo Alves dos-
dc.date.accessioned2020-12-28T12:08:24Z-
dc.date.available2020-12-28T12:08:24Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationSANTOS, Paulo Ricardo Alves dos. Desempenho operacional e energético do conjunto trator semeadora adubadora camalhoeira: adubação em milho consorciado e viabilidade econômica. 127 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/55830-
dc.description.abstractThe use of machinery that allows at the same time the preparation of the soil to capture rainwater in situ and the sowing of crops in consortium (corn + fodder) with the fertilizer momentarily is an alternative of great importance in the conditions of semi-arid regions, because it favors the conservation of the soil, allowing the retention of water for longer in the soil, in addition to reducing the costs of field operations. Thus, in the present work, three studies were carried out, where the first aimed to evaluate the operational and energetic performance of a shrimp fertilizer spreader, in the use of six sowing systems: (S1 - sowing of corn in consortium on top of the ridge; S2 - sowing of corn in ridge without consortium; S3 - sowing of corn in consortium within the furrow; S4 - sowing of corn within the furrow without consortium; S5 - conventional sowing in consortium; S6 - conventional sowing without consortium) and two mechanisms for deposition of fertilizers (M1- disc mechanism and M2 - rod mechanism) in the factor scheme 6 x 2 with 4 repetitions. In the second study, the objective was to evaluate the corn crop production according to different sowing systems, mechanism for fertilizer deposition and different levels of nitrogen fertilization in mulch taking into account the needs of the crops in consortium. For this purpose, six sowing systems (S1, S2, S3, S4, S5 and S6), two mechanisms (M1- disc mechanism and M2 - rod mechanism) and four levels of nitrogen fertilization in mulch were used, (0; 60; 110 and 165 Kg/ha-1), making a factorial 6x2x4 with four repetitions. For the third study, the objective was to analyze, economically, the effect of the same factors of study II. The statistical analysis was performed using the SISVAR program at 5% of significance. It was possible to conclude that independent of the sowing system (camallion or furrow) and mechanism used, there is no difference in the initial population of corn plants and in the depth of seeds (corn and fodder). However, more attention is needed to the depth of fertilizer and fodder seed when momentarily deposited together. The sowing systems that mobilize the soil (furrow and ridge) present higher energy consumption, as well as the rod mechanism; The S5 sowing system presents better operational performance, together with the disc mechanism. For the second study, it was possible to conclude that the systems of sowing in camallion and furrow with the use of the mechanism stem favor the components of growth of the corn crop, already in relation to the productivity of grains, the systems of sowing in camallion is the most indicated, independent of the mechanism used; nitrogen fertilization in cover realized in function of the necessity of all the crops in consortium is promising alternative, because it increases linearly the components of the production and the productivity of the crop of corn in consortium with fodder. In the third study, it was concluded that the system in camalhão (S2) fertilized with the dose of 165 kg ha-1 of N in covering with the use of the rod mechanism favors greater profitability. However, it is not recommended the use of the S3 and S4 system without fertilization and with the use of the disc, because they promote lower rates of profitability and operational profit, favoring losses to producers.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectZea mays L.pt_BR
dc.subjectIntegração lavoura pecuáriapt_BR
dc.subjectViabilidade econômicapt_BR
dc.subjectLivestock farming integrationpt_BR
dc.subjectEconomic viabilitypt_BR
dc.titleDesempenho operacional e energético do conjunto trator semeadora adubadora camalhoeira: adubação em milho consorciado e viabilidade econômicapt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.description.abstract-ptbrA utilização de maquinários que permita ao mesmo tempo o preparo do solo para captação da água da chuva in situ e a semeadura das culturas em consórcio (milho + forrageiras) com o fertilizante de forma momentânea é uma alternativa de grande importância nas condições das regiões semiáridas, pois favorece a conservação do solo, possibilitando a retenção da água por mais tempo no solo, além de diminuir os gastos com operações em campo. Assim, no presente trabalho foram realizados três estudos, onde o primeiro teve como objetivo avaliar o desempenho operacional e energético de uma semeadora adubadora camalhoeira, no uso de seis sistemas de semeadura, os quais foram: (S1 - semeadura do milho em consórcio em cima do camalhão; S2 - semeadura do milho em camalhão sem consórcio; S3 - semeadura do milho em consórcio dentro do sulco; S4 - semeadura do milho dentro do sulco sem consórcio; S5 - semeadura convencional em consórcio; S6 - semeadura convencional sem consórcio) e dois mecanismos para deposição de fertilizantes (M1- mecanismo disco e M2 – mecanismo haste) no esquema fatorial 6 x 2 com 4 repetições. No segundo estudo, o objetivo foi avaliar a produção da cultura do milho em função de diferentes sistemas de semeadura, mecanismo para deposição de fertilizantes e diferentes níveis de adubação nitrogenada em cobertura levando em consideração a necessidade das culturas em consórcio. Para tanto, foram utilizados seis sistemas de semeadura (S1, S2, S3, S4, S5 e S6), dois mecanismos (M1- mecanismo disco e M2 – mecanismo haste) e quatro níveis de adubação nitrogenada em cobertura, (0; 60; 110 e 165 Kg/ha-1), perfazendo um fatorial 6x2x4 com quatro repetições. Para o terceiro estudo, o objetivo foi analisar, economicamente, o efeito dos mesmos fatores do estudo II. A análise estatística foi realizada com uso do programa SISVAR a 5% de significância. Foi possível concluir que independente do sistema de semeadura (camalhão ou sulco) e mecanismo usado, não há diferença na população inicial de plantas de milho e na profundidade das sementes (milho e forrageira). No entanto, é necessário maior atenção na profundidade do fertilizante e semente de forrageira quando depositados juntos de maneira momentânea. Os sistemas de semeadura que mobilizam o solo (sulco e camalhão) apresentam maior consumo energético, assim como o mecanismo haste; O sistema de semeadura S5 apresenta melhor desempenho operacional, juntamente com o mecanismo disco. Para o segundo estudo, foi possível concluir que os sistemas de semeadura em camalhão e sulco com uso do mecanismo haste favorecem os componentes de crescimento da cultura do milho, já em relação à produtividade de grãos, os sistemas de semeadura em camalhão é o mais indicado, independente do mecanismo utilizado; adubação nitrogenada em cobertura realizada em função da necessidade de todas as culturas em consórcio é alternativa promissora, pois aumenta linearmente os componentes da produção e a produtividade da cultura do milho em consórcio com forrageira. No terceiro estudo, conclui-se que o sistema em camalhão (S2) adubado com a dose de 165 kg ha-1 de N em cobertura com uso do mecanismo haste favorece maior rentabilidade. No entanto, não é recomendado o uso do sistema S3 e S4 sem adubação e com uso do disco, pois os mesmos promovem menores índices de lucratividade e lucro operacional, favorecendo prejuízo aos produtores.pt_BR
dc.title.enOperational and energy performance of the tractor seeder fertilizer camalhoeira: fertilization in consortiated corn and economic viabilitypt_BR
Appears in Collections:PPGENA - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_tese_pradsantos.pdf1,7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.