Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/570
Título: Principais impactos nas margens do Baixo Rio Bodocongó - PB, decorrentes da irrigação com águas poluídas com esgoto
Título em inglês: Principal impacts of irrigation with polluted sewerage waters on the banks of Lower Bodocongó - PB, Brazil
Autor(es): Magalhães, Nilana F.
Ceballos, Beatriz S. O. de
Nunes, Ana Bárbara de Araújo
Gheyi, Hans R.
Konig, Annemarie
Palavras-chave: Poluição
Contaminação
Irrigação
Salinização
Data do documento: Jan-2002
Editor: Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental
Citação: MAGALHÃES, N. F. ; CEBALLOS B. S. O. de; NUNES, A. B. de A. ; CHEYI, H. R. ; KONIG, A. (2002)
Resumo: A bacia do Rio Bodocongó se situa na região Sudoeste do Estado da Paraíba e é contribuinte da bacia do Médio Rio Paraíba, receptor da maior parte dos esgotos brutos e do efluente final da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) da cidade de Campina Grande. O trecho situado à jusante da ETE, aqui chamado Baixo Bodocongó, tem 50 km de extensão e suas águas são usadas para irrigação irrestrita, destacando-se forrageiras e hortaliças (alface, repolho, tomates) e para recreação de contato primário, dentre outros. Neste trabalho analisaram-se parâmetros sanitários, físicos e químicos de suas águas, os impactos causados pelo uso na qualidade sanitária de duas culturas irrigadas (capim e repolho) e na salinização dos solos. Verificou-se que essas águas são impróprias para irrigação irrestrita e que em nenhum dos pontos amostrados sua qualidade atende simultaneamente aos dois critérios da OMS para irrigação: coliformes fecais < 1000 UFC 100 mL-1 e ovos de helmintos < 1 ovo L-1. Os repolhos irrigados com a água desse rio apresentaram concentrações de coliformes fecais de 103 NMP g-1, 17 vezes superior ao máximo para alimentos ingeridos crus. Essas águas têm condutividade elétrica entre 2,42 a 3,51 dS m-1 e as áreas irrigadas apresentam maior nível de sais em relação aos solos de áreas não irrigadas próximas
Abstract: The lower basin of Bodocongó River is located in the Southwest region of the State of Paraíba and is part of watershed of Paraíba River. The river receives several diffuse sewage contributions and the final effluent of the Wastewater Treatment Plant (WTP) of Campina Grande city. The distance between the WTP and the river end, here called as Lower Bodocongó, has about 50 km of extension and its water is used for unrestricted irrigation of forage and vegetables (lettuce, cabbage, tomatoes), and for recreation (primary contact) purposes among others. In the present study an evaluation is made of the physical, chemical and sanitary parameters of water and the impacts of its use on the sanitary quality of the irrigated crops (elephant grass and cabbage) and soil salinization. The water of the Lower Bodocongó was found to be inappropriate for unrestricted irrigation. At none of the points sampled, water conformed simultaneously to two standards recommended by WHO for unrestricted irrigation: fecal coliforms < 1000 CFU 100 mL-1 and helmints eggs < 1egg L-1. The cabbage irrigated with water presented a concentration of 1000 MPN g-1, 17 times higher than the maximum allowed by the Brazilian legislation for the raw consumption. These waters present electrical conductivity varying from 2.42 to 3.51 dS m-1 and salt content irrigated soils was higher than that of adjacent non-irrigated soils
Descrição: MAGALHÃES, Nilana F. [et.al.]. Principais impactos nas margens do Baixo Rio Bodocongó - PB, decorrentes da irrigação com águas poluídas com esgoto. Rev. bras. eng. agríc. ambient., Campina Grande, v.6, n.1, p.128-135, 2002.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/570
ISSN: 1807-1929
Aparece nas coleções:DEHA - Artigos publicados em revista científica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2002_art_abnunes.htm79,04 kBHTMLVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.