Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/57329
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAraújo, Walney Silva-
dc.contributor.authorLima, Darley da Silva-
dc.date.accessioned2021-03-18T11:32:48Z-
dc.date.available2021-03-18T11:32:48Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationLIMA, Darley da Silva. Estudo da resistência à corrosão de aços inoxidáveis martensíticos utilizados em rolos de lingotamento contínuo. 2020.87f. Dissertação (Mestrado em Engenharia e Ciência de Materiais) –Universidade Federal do Ceará, Centro de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência de Materiais, Fortaleza, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/57329-
dc.description.abstractThe corrosion resistance study of the martensitic stainless steels AISI 414 and AISI 415, used as continuous caster roll coatings, was carried out to study the influence of temperature and NaCl concentration on the corrosives processes by the electrochemicals techniques of the open circuit potential monitoring, potentiodynamic polarization, impedance spectroscopy and chronoamperometry. Pitting and crack corrosion are the most frequent and metal anodic dissolution is accelerated within the discontinuities promoted by the presence of NaCl, which is present in the cooling water. Due to the working conditions, it is essential to use coatings with high mechanical resistance, wear and good resistance to corrosion. Martensitic stainless steels are the most used industrially, but they are susceptible to exhibit fragile regions due to the phenomenon of sensitization and percentage of δ (delta) ferrite present in the microstructure. The electrochemical analyzes were performed with NaCl electrolytes at concentration 150, 300 and 450 ppm for temperatures of 25, 40 and 55oC. Additionally, a study was performed of the vickers microhardness profile between base metal / cladding interface / metal coating, characterizing the influence of ferrite δ in the strength and hardness of the coating. In order to analyze the microstructure and surface morphology, characterization were performed using optical and scanning electron microscopes. As a general trend, temperature presented itself as the variable that most influenced the progression of the corrosive attack. In all electrochemical tests performed, the steel AISI 415 showed better behavior in relation to corrosion resistance for all analyzes when compared to the steel AISI 414. The hardness of the coating deposit, for steel AISI 414, was the most affected by the presence of δ ferrite, presenting the lowest microhardness values for the region.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectTécnicas eletroquímicaspt_BR
dc.subjectAço inoxidável martensíticopt_BR
dc.subjectLingotamento contínuopt_BR
dc.subjectCorrosãopt_BR
dc.titleEstudo da resistência à corrosão de aços inoxidáveis martensíticos utilizados em rolos de lingotamento contínuopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.abstract-ptbrO estudo da resistência à corrosão de aços inoxidáveis martensíticos AISI 414 e AISI 415, utilizados como revestimentos em rolos de lingotamento contínuo, foi realizado com o objetivo de estudar a influência da temperatura e da concentração de NaCl nos fenômenos corrosivos, por meio das técnicas eletroquímicas de monitoramento de potencial de circuito aberto, polarização potenciodinâmica, espectroscopia de impedância e cronoamperometria. A corrosão por pites e em frestas são as mais frequentes e a dissolução anódica do metal é acelerada no interior das descontinuidades promovida pela presença de NaCl, que se encontra presente na água de refrigeração. Devido às condições de trabalho, é imprescindível a utilização de revestimentos com elevada resistência mecânica, ao desgaste e boa resistência à corrosão. Os aços inoxidáveis martensíticos são os mais utilizados industrialmente, porém os mesmos estão susceptíveis a apresentar regiões fragilizadas devido ao fenômeno de sensitização e a porcentagem de ferrita δ (delta) presente na microestrutura. As análises eletroquímicas foram realizadas com eletrólitos de NaCl em concentrações de 150, 300 e 450 ppm para as temperaturas de 25, 40 e 55oC. Adicionalmente, foi realizado um estudo sobre o perfil de microdureza vickers entre metal base/interface/revestimento no intuito de caracterizar a influência da ferrita δ na resistência e na dureza do depósito do revestimento. A fim de analisar a microestrutura e a morfologia superficial foram realizadas caracterizações a partir dos microscópios ótico e eletrônico de varredura. Como tendência geral, a temperatura se apresentou como a variável que mais influenciou para a progressão do ataque corrosivo. Em todos os testes eletroquímicos realizados, o AISI 415 apresentou melhor comportamento em relação à resistência à corrosão para todas as análises quando comparado ao AISI 414. A dureza do depósito do revestimento, para o AISI 414, foi a mais afetada pela presença da ferrita δ, apresentando os menores valores de microdureza para a região.pt_BR
dc.title.enCorrosion resistance study of martensitic stainless steels used in continuous casting rollspt_BR
Appears in Collections:DEMM - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_dslima.pdf3,86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.