Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/58990
Title in Portuguese: Educação popular e Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST): contribuição da geografia na luta pelo direito à cidade.
Author: Rodrigues, Angélica da Silva
Advisor(s): Barbosa, Maria Edivani Silva
Keywords: Cidade desigual
Geografia
Educação popular
Movimentos sociais (MTST)
Issue Date: 2020
Citation: RODRIGUES, Angélica da Silva. Educação popular e Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST): contribuição da geografia na luta pelo direito à cidade. 2020. 83 f. Monografia (Graduação em Licenciatura em Geografia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: Refletir a cidade sob a ótica da desigualdade requer que percebamos as dinâmicas e estruturas que a mantém e do mesmo modo pensar nas relações que os sujeitos constroem para sua a manutenção e/ou transformação, seja na organização social, pela dimensão da educação ou na criação de estruturas que possibilitam a sua materialização. Deste modo o presente trabalho tem como objetivo analisar como a educação popular tendo o aporte na Geografia contribui na formação dos movimentos sociais urbanos com vistas a compreender a maneira pela qual essa articulação colabora na transformação dos territórios. Realizamos este trabalho a partir da pesquisa qualitativa que vislumbra trazer aporte teórico que debate as questões pontuadas e o tipo da pesquisa é participativa, onde, há a imersão do sujeito na pesquisa, dentro das possibilidades encaradas, como uma das formas de perceber a prática social abordando a discussão da integralidade da ação da pesquisa, trazendo o teor político no ato e na integração do pesquisador com os sujeitos, não como dispares sociais, mas como agentes que constroem conjuntamente o mesmo espaço. O trabalho apresenta ao longo dos capítulos as temáticas centrais da pesquisa a cidade, a educação popular e a Geografia alinhada na atuação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Com isso, feita as reflexões, completamos com a análise da percepção do Movimento sobre a importância do uso de conceitos geográficos, pensando em pedagogias libertadoras, para a efetivação das lutas territoriais na Cidade.
Abstract: The city reflected from the point of view of inequality requires to understand the dynamics and structures maintained and think the same way about the relationships that the subjects build for their maintenance and/or transformation, whether in the social organization, by the education dimension or in the creation of structures that enable its materialization. The research aims to analyze how popular education with its collaboration to Geography contributes to the formation of urban social movements to understand the way in which this articulation contributes to the transformation of territories. The research is participant and the approach is qualitative, where, there is the immersion of the subject in the research, within the possibilities faced, as one way of perceive social practice and bring the discussion of the integrality of research action, the political content in the act and the integration of the researcher with the subjects, not as social dispares, but as agents who jointly build the same space. The work presents throughout the chapters the central themes of the research about the city, popular education and Geography aligned in the work of the Homeless Workers Movement (MTST). We concluded with the analysis of the perception of the Movement the importance of the use of geographic concepts, thinking of liberating pedagogies, for the accomplishment of the territorial struggles in the City.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/58990
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:GEOGRAFIA-LICENCIATURA - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_tcc_asrodrigues.pdf3,17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.