Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6443
Title in Portuguese: Análise da competitividade da amêndoa de castanha de caju brasileira no mercado internacional no período de 1990 a 2007
Author: Albuquerque, Daniele Passos de Lima
Advisor(s): Khan, Ahmad Saeed
Keywords: Competitividade
Exportações
Indicadores de desempenho
Amêndoa de castanha de caju
Brasil
Issue Date: 2010
Publisher: Universidade Federal do Ceará
Citation: ALBUQUERQUE, Daniele Passos de Lima. Análise da competitividade da amêndoa de castanha de caju brasileira no mercado internacional no período de 1990 a 2007. 2010. 113 f.: Dissertação (mestrado em Economia Rural) - Universidade federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2010.
Abstract in Portuguese: Nas duas últimas décadas, o Brasil vem perdendo participação no mercado internacional de amêndoa de castanha de caju. Diante desse quadro e da importância econômica desse produto para o Estado do Ceará, busca-se analisar a competitividade das exportações da amêndoa de castanha de caju brasileira no período de 1990 a 2007. A metodologia utilizada compreende a análise dos indicadores de vantagem comparativa revelada (VCR), taxa de cobertura (TC), desempenho das exportações (DES), posição relativa no mercado (POS) e modelo constant market share (CMS). A análise por indicadores foi complementada com a identificação dos principais importadores e exportadores mundiais de ACC, verificando oportunidades de novos mercados para o Brasil, além dos possíveis fatores influenciadores do desempenho exportador deste. Os resultados dos indicadores de Vantagem Comparativa Revelada e Taxa de Cobertura indicaram que o Brasil vem perdendo competitividade no período analisado, principalmente em relação aos seus dois principais concorrentes, Vietnã e Índia, mas ainda apresenta possibilidade de expansão comercial da ACC. O indicador de Desempenho das Exportações revela que, em relação ao ano base de 1990, houve perda de participação em quatro dos seus cinco principais países de destino, na maioria dos anos do período. Em decorrência disso, para três desses destinos a situação brasileira é de vulnerabilidade, pois apesar de ainda ser considerado competitivo, vem perdendo participação nesses mercados cujas demandas por ACC são estáveis ou dinâmicas. O indicador de Posição Relativa no Mercado identifica como superavitários, o Vietnã, a Índia e o Brasil, em todo o período de análise, entretanto, somente o primeiro conseguiu aumentar a contribuição líquida de seu saldo comercial. Para o indicador modelo Constant Market Share (CMS) foram definidos quatro sub-períodos de análise, mas observou-se, entre 1990 e 2007, que o crescimento das exportações brasileiras de ACC é em grande parte derivado do crescimento do comércio mundial, pois os efeitos destino das exportações e efeito competitividade foram limitadores do aumento das exportações, apesar de suas contribuições positivas em alguns sub-períodos. Os resultados dos indicadores de competitividade analisados indicam que mesmo havendo aumento das exportações brasileiras de ACC, o Brasil vem perdendo competitividade externa, dada a lenta evolução de suas exportações frente aos seus principais concorrentes.
Abstract: In the last two decades, Brazil has been losing international market share of cashew nuts (ACC). Given this situation and the economic importance of the product to the state of Ceara, this article aims to analyze the competitiveness of exports of cashew nuts in Brazil during the period of 1990 to 2007. The methodology involves an assessment of the indicators of Revealed Comparative Advantage (VCR), Coverage Rate (CR), export performance (DES), relative position in the market (POS) and the model constant market share (CMS). The indicators analysis was supplemented with the identification of worldwide leading importers and exporters of ACC, verifying opportunities in new markets for Brazil, besides the possible factors influencing the export performance of this. The results of the indicators of Revealed Comparative Advantage and Rate of coverage indicated that Brazil is losing competitiveness in the period analyzed, especially in relation to its two main competitors Vietnam and India, but also presents opportunity for trade expansion of ACC. The Export Performance indicator shows that, for the base year of 1990, there was loss of participation in four of the five main countries of destination. As a result, in three of these destinations, the Brazilian situation is vulnerable, because although still considered competitive, is losing participation in those markets whose demands for ACC are stable or dynamic. The indicator of Relative Position in the Market identified as surplus, Vietnam, India and Brazil, throughout the period of analysis, however, only the first was able to increase his net contribution of trade balance. For the indicator model Constant Market Share (CMS) has defined four sub-periods of analysis, but it was observed between 1990 and 2007, the growth of Brazilian exports of ACC is largely derived from the growth of world trade, because effects destination for exports and competitiveness effects were limiting the growth of exports, despite their positive contributions in some sub-periods. The results of the competitiveness indicators analyzed indicate that even with an increase in Brazilian exports of ACC, Brazil has been losing external competitiveness, given the slow evolution of its exports to the front of its main competitors.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6443
Appears in Collections:DEA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_dis_dplalbuquerque.pdf585,04 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.