Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6526
Título em portugués: Moralidade e felicidade: uma análise da teleologia moral kantiana
Título em inglés: La morale et le bonheur: une analyse de la téléologie morale de Kant
Autor: Coqueiro, Itanielson Sampaio
Tutor(es): Amora, Kleber Carneiro
Palabras clave : Téléologie
Philosophie kantienne
Kant, Immanuel, 1724-1804 - Crítica e interpretação
Teleologia
Liberdade - Filosofia
Fecha de publicación : 2011
Editorial : www.teses.ufc.br
Citación : COQUEIRO, Itanielson Sampaio. Moralidade e felicidade: uma análise da teleologia moral kantiana. 2011. 141 f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Filosofia, Fortaleza (CE), 2011.
Resumen en portugués: O presente texto faz uma analisa da teleologia moral kantiana enfatizando a relação existente entre moralidade e felicidade. Destaca-se a importância que tem a felicidade na consecução do Soberano Bem que é, por sua vez, a harmonia existente naquela relação. Além disso, afirma que em tal relação a moralidade tem a primazia sobre a felicidade, não sendo esta, portanto, o bem supremo de todo e qualquer agir humano, como pensara Aristóteles. O presente trabalho está dividido em três momentos. Por tal sistemática, busca-se delimitar o próprio objeto de estudo, com o fito de não se adentrar em problemas, que por si só, são passíveis de trabalhos específicos, como a história e a própria religião. E enfatiza-se a relação Natureza e Liberdade na qual destacamos que a filosofia prática de Kant está alicerçada no chão de sua filosofia teórica. E tal alicerce afirma que a ação humana, ação do sujeito que se pretende valorado enquanto um ser moral, não tem como princípio e fundamento, uma lei de natureza, visto que esta mesma exige o efeito sempre que for dada a causa. No segundo momento, intitulado Moralidade e Liberdade, destaca-se os principais conceitos da filosofia prática de Kant com o objetivo claro de demonstrar que sem liberdade não há moralidade. Já no terceiro capítulo, intitulado Moralidade e Felicidade, analisa-se o télos da moral kantiana. Para isso, percorre-se o caminho que o próprio filósofo fizera em suas obras básicas de ética, Crítica da Razão Prática, Fundamentação da Metafísica dos Costumes, Metafísica dos Costumes especificamente a Introdução e a segunda parte do texto intitulado Doutrina da Virtude e A Religião nos Limites da Simples Razão. Tal caminho nos faz perceber a religião como o fim ao qual a moral nos conduz necessariamente. Agora, abordando as questões metodológicas de nossa pesquisa destaca-se que o presente trabalho fora realizado, neste aspecto específico, em três momentos. Primeiramente realizou-se o estudo sistemático das obras clássicas, do filósofo em questão já citadas, realizando-se anotações, fichamentos e resumos; no segundo momento fez-se a pesquisa bibliográfica acerca da literatura secundária ou dos comentadores do referido filósofo; após tal processo de levantamento e pesquisa bibliográfica adentramos, já no terceiro momento, na construção deste texto dissertativo, que agora vos apresentamos.
URI : http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6526
metadata.dc.type: Dissertação
Aparece en las colecciones: PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
2011-DIS-ISCOQUEIRO.pdf1,13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.