Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6848
Título: O psicólogo no ambiente do hospital e a afetividade: uma construção de sentidos sobre a morte
Título em inglês: Psychologist in the hospital environment and affectivity: construction of a sense of death
Autor(es): LIMA, Francisca Helena Gadelha de
Orientador(es): BOMFIM, Zulmira Áurea Cruz
Palavras-chave: Death. Affectivity Psychologist Hospital Environmental Psychology
Morte - Aspectos psicológicos
Afeto(Psicologia)
Hospitais públicos - Serviços de saúde mental - Fortaleza(CE)
Psicologia ambiental - Fortaleza(CE)
Data do documento: 2013
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: LIMA, F. H. G.; BOMFIM, Z. A. C. (2013)
Resumo: A morte está presente no contexto hospitalar desde os primórdios de sua criação com os profissionais da saúde operacionalizando no seu cotidiano de trabalho a presença da finitude como contingência inerente da prática em saúde. A investigação teve como objetivo compreender a relação do psicólogo com o ambiente hospitalar pela construção de sentidos deste quanto ao processo da morte, tendo como referência a categoria da afetividade (emoções e sentimentos). Adotou-se o referencial teórico da Psicologia Social e Ambiental com base na abordagem histórico-cultural e na afetividade como um caminho possível de atingir a complexidade dos fenômenos humanos. A pesquisa de campo foi realizada em quatro hospitais da rede pública estadual de Fortaleza com a participação de seis psicólogas. Os instrumentos aplicados foram os mapas afetivos e a entrevista. Os dados coletados foram submetidos a análise de conteúdo e agrupados em três categorias temáticas, a saber: morte, cuidados terapêuticos e hospital. Foram formados, por meio dos mapas afetivos, as seguintes imagens no ambiente hospitalar: contraste, sofrimento, destruição, agradabilidade e pertencimento. Procurou-se ao longo da produção textual relacionar a morte aos sentimentos e emoções das psicólogas na inter-relação com o ambiente do hospital. Os resultados apontaram para uma tendência a uma estima mais positiva do hospital pelas imagens da agradabilidade e pertencimento, muito embora a estima negativa do hospital tenha estado presente nas imagens de contraste, destruição e sofrimento com os processos de morte, demandando dor psíquica nos profissionais participantes da pesquisa, especialmente a morte da criança e do adolestente.
Abstract: The death is present in the hospitals since the beginning of its creation. Health professionals deal with its presence in their daily routine as a contingency inherent in the health practice. The presented research aimed at understanding the relationship between the psychologist and the hospital environment by building this way about the process of death, taking as reference the affectivity category (emotions and feelings). We adopted the theoretical framework of social and environmental psychology based on cultural-historical approach and affection as possible ways to achieve the complexity of human phenomena. The field of the research was conducted in four public hospitals in the city of Fortaleza with the participation of six psychologists. The instruments used were the affective maps and the interview. The collected data was subjected to content analysis and grouped into three themes: death, therapeutic care and hospital. Four images in the hospital environment were formed through affective maps: contrast, suffering, destruction, pleasantness and inhering. The textual production relates death to the feelings and emotions of the psychologists in the inter-relationship with the hospital environment. The results showed a trend to a more positive estimate of the hospital by the images of pleasantness and belonging, even though the negative estimates of the hospital attended to the contrasting images of destruction and suffering dealing with the death processes. These processes required psychic pain in professional researchers participants. The death, especially in the early stages of development, was the key point to this suffering.
Descrição: LIMA, Francisca Helena Gadelha de. O psicólogo no ambiente do hospital e a afetividade: uma construção de sentidos sobre a morte. 2013. 163f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6848
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013-DIS-FHGLIMA.pdf1,64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.