Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8324
Título: Perfil sociodemográfico, clínico-epidemiológico e padrões de atendimento da hanseníase em hospital universitário de Fortaleza - Ceará, 2007-2011
Título em inglês: Profile sociodemographic, clinical and epidemiological and standards of service of leprosy in university hospital de Fortaleza - CEARÁ, 2007 - 2011
Autor(es): Queirós, Maria Iranilda
Orientador(es): Barbosa, Jaqueline Caracas
Palavras-chave: Hanseníase
Perfil de Saúde
Saúde da Pessoa com Deficiência
Data do documento: 2014
Citação: QUEIRÓS, M. I. (2014)
Resumo: A hanseníase é doença crônica de manejo difícil e distribuição geográfica heterogênea, o que dificulta o seu controle. Exprime grande potencial para incapacidades físicas, principalmente quando não é diagnosticada precocemente e ocorre comprometimento dos nervos periféricos. Objetivou-se caracterizar o perfil sociodemográfico, clínico-epidemiológico e padrões de atendimento da hanseníase no Ambulatório de Dermatologia do Hospital Universitário Walter Cantídio, no período de 2007 a 2011. Realizou-se um estudo descrito, retrospectivo. A população foi composta por 475 pessoas, acompanhadas no Ambulatório de Dermatologia do referido Hospital. Os dados foram coletados dos prontuários e complementados pelas fichas de Notificação/Investigação do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Destacou-se a faixa etária de 45 a 59 anos 166 (35,0%), sexo feminino 246 (51,8%), ensino fundamental 162 (34,1%), cor branca 327 (69,0%) e residentes em Fortaleza 391(82,3%). Predominou a classificação operacional multibacilar 311 (65,4%) casos no diagnóstico e 314 (66,0%) na alta. O nervo ulnar foi mais acometido nos dois momentos da avaliação. O total de 203 (42,7%) pessoas desenvolveu episódio reacional hansênico (ERH) dos tipos 1 e 2. O tipo 1 foi mais expressivo na forma clínica dimorfa 49 (77,7%), enquanto o tipo 2 foi mais evidente na forma clínica virchowiana 12 (80,0%). No diagnóstico, as incapacidades físicas predominaram nos multibacilares com 66 (21,2%) grau 1 e 31 (9,9%) grau 2; e na alta PQT, 67 (21,3%) grau 1, 36 (11,5%) grau 2. Dezessete (3,5%) e 87 (18,3%) não foram avaliados no diagnóstico e na alta, respectivamente. A evolução dessas incapacidades apontou 355 (74,7%) que permaneceram, 21 (4,4%) pioraram, ao passo que 7 (1,4%) melhoraram o grau de incapacidade. Foram encaminhados para outros serviços do HUWC/UFC 184 (38,7%) participantes do estudo. Realizaram neurolise 24 (5,0%) pessoas. Dentre os 1.395 contatos registrados, 477 (34,0%) foram examinados. O acometimento dos troncos nervosos é o principal responsável pelas incapacidades. Evidencia-se a necessidade de cuidado mais efetivo das ações de controle da doença; objetivando reduzir incapacidades. O perfil das pessoas em acompanhamento e os padrões de atendimento no ambulatório revelaram diagnóstico tardio dos casos e ausência de integração com as UBS, comprometendo a integralidade da assistência como ferramenta essencial para minimizar os danos desse agravo.
Abstract: Leprosy is a chronic disease hard to handle and with heterogeneous geographic distribution which hinders its control. It has great potential for physical disabilities, especially when not diagnosed early, and occurrence of damages to the peripheral nerves. We aimed to characterize the socio-demographic and clinical-epidemiological profile and standards of leprosy in the dermatology outpatient clinic of the University Hospital Walter Cantídio (HUWC/UFC), from 2007 to 2011. This is a descriptive retrospective study, in which the population consisted of 475 people monitored in the dermatology outpatient clinic of the hospital. Data collection happened through review of medical records, supplemented by records of the Notifiable Diseases Information System. In the socio-demographic and clinical-epidemiological characterization, there was prevalence of the age group 45-59 years 166 (35.0%), females 246 (51.8%), with elementary education 162 (34.1%), Caucasian 327 (69%), residing in Fortaleza-CE, Brazil 391 (82.3%). The multibacillary operational classification prevailed, with 311 (65.4%) cases at diagnosis and 314 (66%) at discharge. The ulnar nerve was more affected in both evaluation times. 203 (42.7%) people developed leprosy reactional episode (LRE) types 1 and 2. Type 1 was more significant in clinical dimorphous, 49 (77.7%), while type 2 was more evident in clinical dimorphous, 12 (52.1%), and lepromatous leprosy, 12 (80%). At diagnosis, physical disabilities predominated in multibacillary with 67 (21.3%) degree 1, and 36 (11.4%) degree 2, and MDT, at discharge, 67 (21.3%) degree 1, and 36 (11.4%) degree 2. 17 (3.5%) and 87 (18.3%) were not evaluated at diagnosis and discharge respectively. With regard to the outcome of these disabilities, 355 (74.7%) remained, 21 (4.4%) worsened, while seven (1.4%) improved the degree of disability. 184 (38.7%) participants of the study were referred to other services of the HUWC/UFC. 24 (5.0%) people underwent neurolysis. Among the 1,395 registered contacts, 477 (34.0%) were examined. The damaging of nerve trunks is the main responsible for disabilities. We highlight the need for more effective control of the disease control measures aimed at reducing disabilities. The profile of people in monitoring and standards of care at the clinic in study reveal late diagnosis of cases, incomplete multidisciplinary team, and lack of integration with basic health units compromising the comprehensiveness of care as an essential tool to minimize the damages of this condition.
Descrição: QUEIRÓS, Maria Iranilda. Perfil sociodemográfico, clínico-epidemiológico e padrões de atendimento da hanseníase em hospital universitário de Fortaleza-Ceará, 2007-2011. 2014. 109 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8324
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_dis_miqueiros.pdf2,17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.