Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9310
Título: Calibração da condutividade hidráulica horizontal utilizando o método iterativo do gradiente hidráulico
Autor(es): Tavares, Paulo Roberto Lacerda
Castro, Marco Aurélio Holanda de
Schuster, Hans Dieter Max
Costa, Celme Torres Ferreira da
Frischkorn, Horst
Alencar Neto, Mariano da Franca
Palavras-chave: Condutividade hidráulica
Calibração
MIGH
Data do documento: 2010
Editor: Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas
Citação: TAVARES, P. R. L.; CASTRO, M. A. H.; SCHUSTER, H. D. M.; COSTA, C. T. F.; FRISCHKORN, H.; ALENCAR NETO, M. F. (2010)
Resumo: O processo de calibração de parâmetros hidrodinâmicos representa parte importante dos modelos e sua abordagem geral consiste em minimizar uma função objetivo expressa pela diferença entre as cargas hidráulicas observadas e calculadas. Guo e Zhang (2000), no início dos anos 2000 e, depois, Schuster e Araújo (2004) propuseram um processo alternativo para estimação dos parâmetros, através da minimização da diferença entre os gradientes hidráulicos observados e calculados e denominado Método Iterativo do Gradiente Hidráulico (MIGH). A geração da matriz de cargas observadas tem função determinante no sucesso do processo de calibração. Na abordagem tradicional, a matriz observada é constituída por meio de um processo de interpolação matemática. Este trabalho propõe-se a investigar a geração da matriz observada, utilizando o próprio processo de simulação, fixando, no modelo, os pontos de carga aferidas em campo. Perceberam-se, ainda, grandes esforços manuais na busca de integrar o software simulador (PMWIN) e o calibrador (MIGH); neste sentido, toda a metodologia de calibração foi implementada e automatizada no programa computacional desenvolvido na pesquisa, denominado UFC-MIGH. Para aplicação da metodologia proposta, foram calibradas as condutividades hidráulicas horizontais de um exemplo hipotético, demonstrando resultados mais eficientes que a metodologia tradicional, implementada no software PEST.
Abstract: The process of calibration of hydrodynamic parameters represents an important part IN computer modeling; its general approach consists of minimizing an objective function expressed by the difference between observed and simulated hydraulics heads. Guo and Zhang (2000) and Schuster and Araújo (2004) proposed an alternative process for estimating the parameters, through the minimization of the difference between observed and simulated hydraulic gradients and denominated it Iterative Method of the Hydraulic Gradient (IMHG). The generation of the matrix of the observed heads has decisive function in the success of the calibration process. In the traditional approach, the observed matrix is obtained using a mathematical interpolation. This work intends to investigate the generation of the observed head matrix, using the simulation process itself, fixing, in the model, the points where the heads are known. Normally, great manual efforts were noticed in the attempt of integrating the simulating software (PMWIN) and the (IMHG); therefore, all calibration methodology was automatically implemented and a computer code was developed, denominated UFC-MIGH. For the application of the proposed methodology, the horizontal hydraulic conductivities of a hypothetical case were used and demonstrated smaller errors than the traditional methodology, implemented in the software PEST.
Descrição: TAVARES, P. R. L. et al. Calibração da condutividade hidráulica horizontal utilizando o método iterativo do gradiente hidráulico. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, 16., 2010, São Luis. Anais... São Luis: ABAS, 2010. p. 01-14.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9310
Aparece nas coleções:DEHA - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_eve_hfrischkorn_calibracao.pdf456,38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.