Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9361
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorGranjeiro, Michel Lopes-
dc.contributor.authorSantiago, Maria Marlúcia Freitas-
dc.contributor.authorFrischkorn, Horst-
dc.contributor.authorSilva, Carla Maria Salgado Vidal-
dc.contributor.authorMendes Filho, Josué-
dc.date.accessioned2014-10-08T16:29:01Z-
dc.date.available2014-10-08T16:29:01Z-
dc.date.issued2008-
dc.identifier.citationGRANJEIRO, M. L. et al. Influência do ambiente sedimentar na qualidade das águas subterrâneas da bacia sedimentar no Município de Lavras da Mangabeira, Ceará. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, 15., 2008, Natal. Anais... Natal: ABAS, 2008.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9361-
dc.description.abstractSamples of groundwater was collected in Serrote do Limoeiro Formation and Iborepi Formation, from Sedimentary Basin of Lavras da Mangabeira. Hidrochemical analyses show different tracks of salt concentrations in two aquifers, the water stored in Serrote do Limoeiro Formation has higher electrical conductivity than those of Iborepi Formation. The marine aerosols contribute to the water salinity from Serrote do Limoeiro Formation and weathering of aluminosilicates to increase the concentration of sodium in the waters of Iborepi Formation. The dominant factor in salinization process seems to be the size of sediments, influencing the movement of water and their length of stay in the aquifer.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherCONGRESSO BRASILEIRO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEASpt_BR
dc.subjectÁguas subterrâneaspt_BR
dc.subjectÁgua - Qualidadept_BR
dc.subjectAnálise hidroquímicapt_BR
dc.subjectÁgua - Salinidadept_BR
dc.titleInfluência do ambiente sedimentar na qualidade das águas subterrâneas da bacia sedimentar no Município de Lavras da Mangabeira, Cearápt_BR
dc.typeOtherpt_BR
dc.description.abstract-ptbrAmostras de água subterrânea foram coletadas na Formação Serrote do Limoeiro e na Formação Iborepi, pertencentes à Bacia Sedimentar de Lavras da Mangabeira. Análises hidroquímicas mostram diferentes faixas de concentrações salinas nos dois aqüíferos; as águas armazenadas na Formação Serrote do Limoeiro tem maiores condutividade elétrica do que as da Formação Iborepi. Os aerossóis marinhos contribuem para a salinidade das águas armazenadas na Formação Serrote do Limoeiro e o intemperismo de aluminossilicatos para o aumento da concentração de sódio nas águas da Formação Iborepi. O fator dominante no processo de salinização parece ser a granulometria dos sedimentos, influenciando na circulação das águas e seu tempo de permanência no aqüífero.pt_BR
Appears in Collections:DEHA - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_eve_hfrischkorn.pdf165,72 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.