Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9591
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorStudart, Ticiana Marinho de Carvalho-
dc.contributor.authorCampos, José Nilson Beserra-
dc.contributor.authorAndrade, Juliana Pontes Machado de-
dc.contributor.authorNascimento, Luiz Sérgio Vasconcelos do-
dc.contributor.authorCarvalho, Ricardo Marinho de-
dc.date.accessioned2014-10-30T17:29:13Z-
dc.date.available2014-10-30T17:29:13Z-
dc.date.issued2003-
dc.identifier.citationSTUDART, T. M. C. et al. O fator de correção de viés como estimador da vazão de equilíbrio de um reservatório. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS HÍDRICOS, 15., 2003, Curitiba. Anais... Curitiba: ABRH, 2003.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/9591-
dc.description.abstractThe uncertainties inherent of the random variability of natural discharges are, undoubtedly, the biggest obstacle that the determination of the actual reservoir yield has to face, mostly in semi-arid areas. Such uncertainties cannot be reduced by the elaboration of a more precise mathematical model or by increasing the length of observations. They, simply, exist and must be studied through appropriate methodologies, joining valuable information to the water resources planning. This paper searches, using stochastic simulation, an estimator for the steady state reservoir yield regarding to unbiasedness and efficiency properties of a good estimator.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherSimpósio Brasileiro de Recursos Hídricospt_BR
dc.subjectEstimadorpt_BR
dc.subjectVazão regularizadapt_BR
dc.subjectReservatóriopt_BR
dc.titleO fator de correção de viés como estimador da vazão de equilíbrio de um reservatóriopt_BR
dc.typeArtigo de Eventopt_BR
dc.description.abstract-ptbrO comportamento aleatório das vazões naturais, e as incertezas a ele associadas, configuram-se, sem sombra de dúvida, no maior obstáculo para a determinação das reais disponibilidades hídricas de um dado reservatório, notadamente em regiões semi-áridas. Tais incertezas não podem ser reduzidas pela elaboração de um modelo matemático mais preciso ou pelo aumento da série de observações. Elas, simplesmente, existem e precisam ser estudadas através de metodologias apropriadas, agregando informação valiosa ao planejamento de recursos hídricos. A presente procurou determinar, através da simulação estocástica do reservatório, um estimador para a sua vazão de equilíbrio, considerando as propriedades de um bom estimador, quais sejam, as de não-tendenciosidade e eficiência.pt_BR
Appears in Collections:DEHA - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2003_eve_jnbcampos_o.pdf221,75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.