Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1000
Título: Avaliação do desempenho dos médicos do programa de saúde da família na identificação de câncer de pele em idosos
Título em inglês: Evaluation of the performance of the doctors of the program of health of the family in the identification of cancer of skin in aged
Autor(es): Carvalho, Sunny
Orientador(es): Coelho Filho, João
Palavras-chave: Neoplasias Cutâneas
Avaliação de Desempenho
Saúde do Idoso
Diagnóstico Clínico
Data do documento: 2006
Citação: CARVALHO, S. M., (2006)
Resumo: INTRODUÇÃO. O rápido envelhecimento populacional traz desafios para que os indivíduos atinjam uma longevidade ativa e saudável. Os cânceres de pele são problemas clínicos comuns e quando não identificados prontamente são causa importante de morbidade e mortalidade na população geriátrica. A identificação mais sistemática de casos de câncer de pele na prática clínica torna-se, então, fundamental, particularmente no nível primário de atenção à saúde. OBJETIVO. Avaliar o desempenho dos médicos do Programa de Saúde da Família na de identificação de casos de câncer de pele em idosos do município de Fortaleza, Ceará. MATERIAL E MÉTODOS. Realizou-se estudo transversal para avaliar o desempenho na identificação de câncer de pele por médicos do Programa de Saúde da Família de duas maneiras. Primeiro, por meio do exame clínico de uma amostra de 200 pacientes com idade igual ou superior a 60 anos, atendidos nas Unidades Básicas de Atenção à Saúde da Família e Comunidade, que foi independentemente examinada por 20 médicos do Programa de Saúde da Família e por um dermatologista, O exame do dermatologista e o exame histopatológico das lesões foram utilizados como padrão-ouro de referência. Segundo, mediante a análise, por 33 médicos residentes em Medicina de Família e Comunidade, de 14 fotografias de lesões cutâneas de pacientes idosos. RESULTADOS. O exame clínico realizado por médicos do Programa de Saúde da Família, como teste diagnóstico da presença de câncer de pele, apresentou uma sensibilidade de 21,4% (IC de 95%, 0,0%-42,9%), uma especificidade de 82,3% (IC de 95%, 76,8%-87,8%), valor preditivo positivo de 8,3 % (IC de 95%, 0,0% - 17,4%) e valor preditivo negativo de 93,3% (IC de 95%, 82,6% - 100,0%). O desempenho dos médicos residentes de Medicina de Família e Comunidade na identificação de casos positivos teve uma sensibilidade de 62,77% (IC de 95%, 56,2%-69,3%) e uma especificidade de 71,8% (IC de 95%, 65,6%-78,1%), valor preditivo positivo de 8,3 % (IC de 95%, 14,0%-29,2%) e valor preditivo negativo de 95,9% (IC de 95%, 95,1%-96,8%). Por meio da análise de fotografias, observou-se com uma sensibilidade média de 51,5% para identificação de carcinoma basocelular, de 62,1% na identificação de carcinoma espinocelular, e de 87,8% na identificação de melanoma. CONCLUSÃO. O desempenho dos médicos do Programa de Saúde da Família na identificação de câncer de pele requer aperfeiçoamento, dado que a grande maioria dos casos não está sendo diagnosticada quando da consulta médica. O treinamento destes profissionais no reconhecimento de lesões neoplásicas de pele pode efetivamente contribuir para redução da morbidade e eventual mortalidade destas condições clínicas.
Descrição: CARVALHO, Sunny Martins. Avaliação do desempenho dos médicos do programa de saúde da família na identificação de câncer de pele em idosos. 2006. 120 f. Dissertação (Mestrado em Medicina)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1000
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_dis_smcarvalho.pdf3,62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.