Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1002
Título: Contexto social e práticas alimentares em creches públicas : comprensões e olhares de professores e pais sobre obsidade e sobrepeso em crianças
Título em inglês: Social Context and feeding practices in public day care: comprensões and looks from teachers and parents of overweight children and obsidade
Autor(es): Fechine, Álvaro Diógenes Leite
Orientador(es): Machado, Márcia
Palavras-chave: Obesidade
Sobrepeso
Transição Nutricional
Data do documento: 2011
Citação: FECHINE, A. D. L., (2011)
Resumo: A obesidade tornou-se um problema sério de saúde pública em diversos países, inclusive no Brasil, afetando as crianças de todas as idades, classes sociais e etnia. Para tanto, a creche aparece como importante elemento na prevenção a obesidade e sobrepeso infantil. Este estudo objetivou compreender as percepções dos profissionais das creches e pais de crianças assistidas, em relação a sua visão sobre os fatores que podem influenciar a obesidade e sobrepeso infantil e as formas de prevenção utilizadas. O estudo foi realizado no período de janeiro a setembro de 2010. A população estudada foi constituída de pais de crianças com idade entre 2 a 5 anos e professores que trabalham nas creches públicas, da zona urbana e rural de um município do Ceará, utilizando a abordagem qualitativa. Para a coleta dos dados foram realizados grupos focais com pais e professores. As informações foram analisados a partir da análise do discurso. O estudo identificou que os professores utilizam-se de métodos mais apropriados para avaliar o aumento do peso das crianças, enquanto os pais conseguem identificar o aumento excessivo do peso dos filhos, quando se evidencia o aumento exagerado da gordura abdominal e dos braços. Contudo, ambos concordam que a obesidade pode acarretar sérios problemas para as crianças, tanto físicos, como emocionais. Os pais e professores foram unânimes em confirmar que os hábitos alimentares iniciam-se em casa, junto com os membros da família, como principal responsável a mãe. Pudemos perceber que o professor apresentou-se como um forte aliado no desenvolvimento de estratégias que visem a educação alimentar e o estímulo a hábitos de vida saudáveis, já que ele está intimamente ligado ao processo educativo e tem a oportunidade de interagir com as crianças em fase de aprendizado. O uso de alimentos industrializados foi relatado por pais e professores, como fator que predispõem ao aumento do peso nas crianças, consequentemente, contribuindo para a instalação de quadros de sobrepeso e obesidade infantil. Pudemos contatar, também, que apesar de haver a oferta da merenda escolar, existem casos de comercialização de alimentos industrializados e guloseimas na porta das creches da zona rural. Tanto pais como professores reclamaram da dificuldade de acesso a estes itens, principalmente os 8 da zona rural. Os professores participantes do estudo reclamaram do pouco envolvimento e entusiasmo dos pais no processo educativo das crianças, uma vez que a atenção maior dos pais é em relação à alimentação dos filhos. No nosso estudo apareceu um achado importante, o papel das merendeiras na prevenção da obesidade infantil, já que elas estão intimamente ligadas à produção dos alimentos servidos na creche. Enfim, podemos constatar que o estudo não elucidou todos os problemas que entrelaçam as questões que envolvem o sobrepeso e obesidade infantil no contexto atual, mas mostrou que existem diversos fatores que podem estar contribuído para o fenômeno do crescimento da obesidade infantil no nosso meio. Assim, a creche aparece como um excelente lugar para o desenvolvimento de programas que podem intervir nos condicionantes e nos fatores de risco para a obesidade infantil.
Abstract: Obesity has become a serious public health problem in several countries, including Brazil, affecting children of all ages, social class and ethnicity. Consequently, nurseries have become an important element in preventing childhood excess weight and obesity. This study aimed to understand the perceptions of nursery professionals and the parents of children attending these facilities, for their views on the factors that may influence obesity and excess weight in children and the prevention methods used. The study was conducted from January to September 2010.The population consisted of parents of children aged 2-5 years and teachers who work in public nurseries, from urban and rural areas of the state of Ceara, using a qualitative approach. Focus groups with parents and teachers were held to collect the data, which was analyzed using discourse analysis. The study found that teachers use the most appropriate methods to evaluate children’s weight gain, while parents can identify excessive weight gain in children when there is an excess of fat on the abdomen and arms. However, both agree that obesity can cause both serious physical and emotional problems for children. Parents and teachers were unanimous in confirming that eating habits begin at home, together with family members, with the mother bearing the primary responsibility. It was observed that teachers presented themselves as strong allies in developing strategies for education on diet and encouraging healthy lifestyles, since these are closely linked to the educational process and teachers have the opportunity to interact with children during the learning process. The use of processed foods was reported by parents and teachers as a factor predisposing weight gain in children, thus contributing to the development of overweight and obesity. In addition, it was found that despite the provision of school meals, there are cases of processed foods and treats being sold at the door of daycare centers in rural areas. Both parents and teachers complained about the difficulty of access to these items, especially those in rural areas. Teachers participating in the study complained about the lack of enthusiasm and involvement of parents in the children’s educational process, as parent’s attention centers on feeding their children. One important finding in the study, was the role of school cooks in the prevention of childhood obesity, since they are closely linked to the production of the 10 food served in the nursery. Finally it can be concluded that that the study did not clarify all the problems that intertwine the issues surrounding childhood overweight and obesity in the current context, but it shows that there are several factors that may be contributing to the phenomenon of rising childhood obesity in our country. Thus, the nursery appears to be an excellent place for developing intervention programs to tackle the conditions and risk factors for childhood obesity.
Descrição: FECHINE, Álvaro Diógenes Leite. Contexto social e práticas alimentares em creches públicas : comprensões e olhares de professores e pais sobre obsidade e sobrepeso em crianças. 2011. 146 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1002
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_adlfechine.pdf840,57 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.