Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1005
Título: Distúrbios metabólicos associados a infecção pelo HIV/AIDS : prevalência em pacientes ambulatórios seguidos em hospital de referência do estado do Ceará, Brasil
Título em inglês: Metabolic disorders associated with HIV / AIDS : prevalence in ambulatory patients followed at a referral hospital in the state of Ceara, Brazil
Autor(es): Pontes, Clarisse
Orientador(es): Montenegro Junior, Renan
Palavras-chave: Diabetes Mellitus
Lipodistrofia
Dislipidemias
Data do documento: 2010
Citação: PONTES, C. M. M., (2010)
Resumo: Após o surgimento da terapia anti-retroviral (TARV), tem sido observado o desenvolvimento de um perfil crônico-degenerativo caracterizado pela presença de diversos distúrbios endócrino-metabólicos, como síndrome metabólica, diabetes mellitus tipo 2 (DM2), dislipidemia e lipodistrofia, condições reconhecidamente associadas a aumento do risco cardiovascular. Além disso, reconhece-se que o próprio HIV desempenha papel significativo no surgimento destas alterações. No entanto, até o momento, dispõe-se de dados limitados sobre a epidemiologia das complicações metabólicas associadas ao HIV no Brasil e em especial no estado do Ceará. O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de distúrbios metabólicos em pacientes portadores de infecção pelo HIV/Aids acompanhados no Hospital São José de Doenças Infecciosas, considerado centro de referência para o atendimento desta condição no estado. Foi realizado um estudo transversal, onde foram incluídos 144 pacientes atendidos no ambulatório de HIV/Aids entre os meses de janeiro a maio de 2010, selecionados de forma sequencial. Para o grupo controle, foram selecionados aleatoriamente 95 pacientes sem infecção pelo HIV. Os pacientes foram submetidos à avaliação médica, exame físico e coleta de amostras de sangue pela manhã em jejum, para determinações de glicose, insulina, colesterol total, lipoproteína de alta densidade (HDL), triglicerídeos, contagem de linfócitos T CD4+ e carga viral do HIV. Foi calculado o HOMA-IR para inferir a resistência à insulina e foi estimado o risco cardiovascular pelo Escore de Risco Framingham (ERF). Os dados foram submetidos à análise estatística, sendo utilizado para esse fim, o programa StataTM, versão 9.1. Na análise dos dados, foram utilizados o teste t de Student, teste de Mann-Whitney, correlação linear de Spearman, qui-quadrado, teste exato de Fisher e teste de X2 Mantel-Haenszel, com nível de significância estatística de 5% (p<0,05). Foi observada uma elevada prevalência de DM2 (7,3% vs. 1,1%; p<0,05), HDL baixo (70,3% vs. 46,1%; p<0,05) e hipertrigliceridemia (54,3% vs. 32,6%; p<0,05) nos pacientes com infecção pelo HIV/Aids em comparação ao grupo controle. DM2 (9,5% vs. 2,5%; p<0,05) e hipertrigliceridemia (68,4% vs. 41,0%; p<0,05) foram mais freqüentes entre os pacientes em uso de TARV vs. sem TARV, ao passo que HDL baixo foi encontrado na mesma proporção entre indivíduos expostos e não-expostos à TARV (68,4% vs. 75,0%; p>0,05). Houve uma menor proporção de pacientes com medida de CA aumentada no grupo com infecção pelo HIV em uso de TARV versus controle (18,6% vs. 42,1%; p<0,05). Foi observado aumento da proporção de indivíduos com risco maior que 20% em 10 anos (alto risco) no grupo de pacientes com infecção pelo HIV/Aids usuários da TARV versus controle (16,7% vs. 3,2%; p<0,05). Não houve diferença na prevalência de síndrome metabólica entre os grupos com e sem infecção pelo HIV (26,4% vs. 31,9%; p>0,05). Lipoatrofia de tecido subcutâneo foi observada em 28,8% dos pacientes infectados pelo HIV, exclusivamente entre aqueles em tratamento. Lipohipertrofia foi detectada em 14,6% dos indivíduos em TARV. Lipodistrofia associada ao HIV (ou seja, presença de lipoatrofia ou de lipohipertrofia) foi observada em 39,4% dos pacientes com infecção pelo HIV em uso da TARV. Em conclusão, estes dados indicam a elevada prevalência de alterações metabólicas entre os pacientes com infecção pelo HIV no nosso meio e orientam que, no âmbito da saúde pública, é preciso considerar a necessidade de desenvolvimento de estratégias que favoreçam a redução das complicações metabólicas e das doenças cardiovasculares neste grupo susceptível.
Descrição: PONTES, Clarisse Mourão Melo. Distúrbios metabólicos associados a infecçaõ pelo HIV/AIDS : prevalência em pacientes ambulatórios seguidos em hospital de referência do estado do Ceará, Brasil. 2010. 144 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1005
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_cmmpontes.pdf1,95 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.