Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1018
Título: Infestação pelo Aedes albopictus (SKUSE), em criadouros naturais e artificiais encontrados em áreas verdes da cidade de Fortaleza-Ceará
Título em inglês: Infestation by Aedes albopictus (Skuse), natural and artificial found in green areas in te city of Fortaleza-Ceará
Autor(es): Alencar, Carlos Henrique Morais de
Orientador(es): Pontes, Ricardo
Palavras-chave: Controle de Vetores
Dengue
Epidemiologia
Data do documento: 2008
Citação: ALENCAR, C. H. M., (2008)
Resumo: O Aedes albopictus é vetor de diversas arboviroses e utiliza os criadouros naturais como local de reprodução. O objetivo deste estudo foi descrever os determinantes da infestação pelo Ae. albopictus em áreas verdes na cidade de Fortaleza. Trata-se de estudo descritivo exploratório realizado em quatro áreas com alta concentração de árvores e presença de criadouros naturais. Foram caracterizados os aspectos ambientais e físicos dos criadouros, a dinâmica populacional e a possibilidade de criadouros naturais servirem como fonte mantenedora de ovos viáveis na estação não chuvosa. O estudo foi composto por duas etapas ao longo do ano de 2007. A primeira etapa realizada na estação chuvosa, com coleta de toda a água existente dentro dos criadouros, naturais ou artificiais. A segunda etapa foi realizada na estação não chuvosa, quando foi coletado o material interno dos criadouros naturais. As características dos criadouros foram classificadas de acordo com a literatura e relacionadas com a presença de formas imaturas de Ae. albopictus. Na estação chuvosa, dos 62 criadouros existentes 49 (79%) eram naturais e destes 25 (51%) estavam infestados pelo Ae. albopictus. Dentre as árvores com criadouros positivos as do gênero Terminalia, Acácia, Bambusa e Magnifera se destacaram. O Ae. albopictus foi habitante solitário em 24 (96%) dos criadouros naturais e a maior densidade de larvas se deu nos criadouros de menor volume e mais próximos do solo. Nove (37,5%) criadouros se mantiveram infestados nas duas estações e outros cinco apenas na estação chuvosa (14; 30,4%; IC 95%: 16,62 – 44,25). Conclui-se que os criadouros naturais, em árvores de vários gêneros, oferecem condições adequadas para a manutenção de formas imaturas de Ae. albopictus. Neste sentido pode haver sua propagação na estação chuvosa seguinte na área urbana de Fortaleza. Esse cenário amplia os desafios para o controle do dengue e de outros processos infecciosos transmitidos por este vetor.
Abstract: The Aedes albopictus mosquito is a vector of several different arboviruses and uses natural breeding sites for its reproduction. The objective of this study was to describe the determinants of Ae. albopictus infestation in verdant areas of Fortaleza, Ceará (Brazil). It is a descriptive, exploratory study conducted in four areas of the city with a high density of vegetation and the presence of natural breeding sites. The environmental, populational and physical aspects of these areas were detailed as well as the possibility that they serve as a source of protection for viable eggs in the dry season. The study was composed of two parts conducted throughout 2007. The first was undertaken during the rainy season with water samples taken from natural and artificial breeding sites. The second took place in the dry season and samples were collected only from within the natural breeding sites. These areas were classified in accordance with the literature and correlated with the presence of immature forms of Ae. albopictus. During the rainy period, of the 62 breeding areas in existence, 49 (79%) were natural and of these, 25 (51%) were infested with Ae. albopictus. Among the trees that tested positively in these areas, the genera Terminalia, Acacia, Bambusa and Magnifera stood out, while in the artificial breeding sites tires, opened coconuts and small plastic containers were most common. Ae. albopictus was the lone inhabitant of 24 (96%) of the natural breeding sites and the greatest density of larvae was found in areas of lesser vegetation and closer to the soil, whereas tires held the higher density within the artificial areas. Nine (37.5%) natural breeding sites continued to be infested in the two seasons and five others only in the rainy season (14; 30.4%; CI 95%: 16.62 – 44.25). In general terms, there was infestation of 51.0% of natural breeding only in the rainy season, 30.4% in only the dry season and 63.8% if considered in totality. One can conclude that trees of several genera in natural breeding areas offer adequate conditions for the development of immature forms of Ae. albopictus at several stages. In this sense, there may be expanded propagation in the next rainy season in the urban areas of Fortaleza. This scenario amplifies the challenges inherent in the control of dengue fever and other infectious diseases transmitted by this vector.
Descrição: ALENCAR, Carlos Henrique Morais de. Infestação pelo Aedes albopictus (SKUSE), em criadouros naturais e artificiais encontrados em áreas verdes da cidade de Fortaleza-Ceará. 2008. 120 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1018
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_chmalencar.pdf5,07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.