Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1028
Título: Histoplasmose infecção em pacientes HIV/AIDS residentes na cidade de Fortaleza, Ceará
Título em inglês: Histoplasmosis infection in patients HIV / AIDS in the city of Fortaleza, Ceará
Autor(es): Bezerra, Fabricia Salvador
Orientador(es): Leitão, Terezinha do Menino Jesus Silva
Palavras-chave: Histoplasmose
Histoplasmina
Epidemiologia
Data do documento: 2009
Citação: BEZERRA, F. S., (2009)
Resumo: A histoplasmose é uma doença causada por Histoplasma capsulatum var. capsulatum, nos seres humanos e em várias outras espécies de animais. Trata-se de um fungo encontrado na natureza, principalmente em locais ricos em fezes de aves e morcegos: galinheiros sujos e abandonados, ambiente de cavernas, construções antigas, cúpula de prédios e árvores ocas. A infecção em humanos ocorre através das vias aéreas superiores. Desde o inicio da epidemia de HIV na década de 80 é notada uma detecção crescente de histoplasmose disseminada em pacientes com aids de serviços de referência em Fortaleza, sugerindo ser o Estado do Ceará uma área com elevada endemicidade para esse fungo. Este estudo teve o intuito de identificar a prevalência de histoplasmose infecção em pacientes com HIV/aids, residentes na cidade de Fortaleza, Ceará. Trata-se de um estudo transversal, descritivo e analítico, com uma amostra composta por 161 pacientes, acompanhados no ambulatório de HIV/aids do Centro de Especialidades Médicas José de Alencar e que ao serem abordados, aceitaram participar do estudo. Para tanto, foi preenchido um formulário, realizou-se teste intradérmico com histoplasmina (fase miceliana, fornecido pela Fiocruz-RJ) e coleta sanguínea para sorologia por imunodifusão (antígenos e anticorpos comerciais de Histoplasma capsulatum e Coccidioides immitis fornecidos pelo Centro Especializado em Micologia Médica-CEMM). A caracterização geral dos pacientes revelou que a maioria tinha, em média 35,11 anos, era do sexo masculino (76,40%; n=123), solteiros (67,70%, n=109), com renda familiar de no máximo três salários mínimos (81,99%; n=132) e com mais de 10 anos de estudo (44,10%; n=71). O tipo de ocupação no passado obteve distribuição variável e atualmente parte do grupo (20,5%; n=33) encontrava-se desempregada. Um número de 137 pacientes (85,10%) relatou residir em casas, sendo Messejana o bairro de moradia mais citado pelos participantes (8,7%; n=14). Prevaleceram na amostra os pacientes com diagnóstico recente de infecção por HIV, (66,46% identificados no ano de 2008). A prevalência de histoplasmose infecção em pacientes com HIV/aids em Fortaleza foi de 12,42%. Presença de galinheiro na vizinhança atual do paciente (p=0,031); presença de mangueira na residência atual (p=0,023); atividade com terra no passado (p=0,021) e visitar sítio no passado (p=0,009), mostraram-se significantes para a infecção por Histoplasma capsulatum; já o uso de medicação anti-retroviral e o fato do paciente ter ou não aids, não influenciaram na reatividade à histoplasmina (ambos p=1,00). Pode-se concluir que Fortaleza constitui-se área com significativa prevalência de histoplasmose infecção, levando-se em conta que a população estudada se referia a pacientes com supressão da resposta imune. O valor obtido aponta para a necessidade de identificação dessas pessoas em risco para histoplasmose doença e a implementação de medidas profiláticas naqueles susceptíveis às formas graves desta infecção.
Abstract: Histoplasmosis is an infection disease caused by the fungus Histoplasma capsulatum var. capsulatum that can affect humans and several other animal. This fungus can be found in nature, mainly in places rich in bat and bird droppings: dirty and abandoned chicken coops, cave environments, old constructions, building domes and hollow trees. The infection in humans occurs through the upper airways. Since the HIV outbreak in the 1980s, it is noticed an increasing detection of disseminated histoplasmosis among aids patients assisted in reference clinics of Fortaleza, suggesting the Brazilian State of Ceará as an area with high endemicity related to this fungus. The purpose of this study is to identify histoplasmosis infection prevalence among HIV/aids-infected patients, who live in the city of Fortaleza, Ceará. It is a transverse, descriptive and analytic study, with a sample of 161 patients observed at the HIV/aids ambulatory from José de Alencar Center of Medical Specialties, and when invited, agreed to participate. For this, they filled in a form, took an intradermal test with histoplasmin (mycelial phase, provided by Fiocruz – RJ), and had their blood collected to serology via immunodiffusion (commercial antigens and antibodies from Histoplasma capsulatum and Coccidioides immitis were provided by Immy Immunodiagnostics laboratory). The general characterization of patients revealed that, on average, most participants were 35,11 years old, men (76,40%; n=123), single (67,70%, n=109), with a maximum family income of three minimum salaries (81,99%; n=132), and having more than 10 years of education (44,10%; n=71). Their previous employment situation had a variable distribution, although the majority of the group is currently unemployed. A number of 137 patients (85,10%) live in houses, and Messejana was the most informed quarter by the participants (8,7%; n=14). The year of 2008 had the most frequent HIV diagnoses among patients, with 66,46% (n=107). The prevalence of histoplasmosis infection among HIV/aids-infected patients, who live in the city of Fortaleza, was 12,42%. Some variables, such as the presence of chicken coops in the patient’s current neighborhood (p=0,031), the presence of mango trees in the current residence (p=0,023), dealing with soil in the past (p=0,021) and visiting small farms in the past (p=0,009) proved to be significant to the Histoplasma infection. However, the use of antiretroviral medication and having or not AIDS did not influence the reactivity to histoplasmin (both p=1,000). It can be concluded that Fortaleza constitutes an area with significant prevalence of histoplasmosis infection, considering that the analyzed population referred to people with suppression of the immune response. This result points out the necessity of identifying patients at risk for histoplasmosis, and also of implementing prophylactic measures on those susceptible to the severe forms of this disease.
Descrição: BEZERRA, Fabrícia Salvador. Histoplasmose infecção em pacientes HIV/AIDS residentes na cidade de Fortaleza, Ceará. 2009. 94 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1028
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_fsbezerra.pdf587,81 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.