Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10573
Title in Portuguese: Cultivo do tomateiro em ambiente protegido sob doses de biofertilizante e lâminas de irrigação
Title: Tomato cultivation in protected environment under biofertilizer doses and levels of irrigation
Author: Sales, Inêz Gifone Maia
Advisor(s): Sousa, Valdemício Ferreira de
Co-advisor(s): Pinheiro Neto, Luis Gonzaga
Keywords: Tomate
Irrigação agrícola
Adubos e fertilizantes orgânicos
Issue Date: 2014
Citation: SALES, I. G. M. Cultivo do tomateiro em ambiente protegido sob doses de biofertilizante e lâminas de irrigação. 2014. 107 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.
Abstract in Portuguese: Os dois experimentos foram realizados com o objetivo de avaliar doses de biofertilizante e lâminas de irrigação e suas interações nas variáveis de crescimento (altura e diâmetro de planta), de produção (altura e diâmetro de fruto, número de frutos, peso de fruto e produtividade) e de qualidade (teor de sólidos solúveis) do tomateiro em ambiente protegido. A condução foi realizada na área experimental da Estação Meteorológica da Universidade Federal do Ceará, no período entre agosto e dezembro de 2010 e março e junho de 2011. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso em parcelas subdivididas, com três repetições, no total de 75 unidades experimentais. As parcelas no primeiro experimento constituíram-se das cinco doses de biofertilizante líquido: 0; 20; 40; 60 e 80 mL planta-1 semana-1 e no segundo de 0; 250; 500; 750 e 1000 mL planta-1 semana-1. As subparcelas representaram 0,33; 0,66; 1,00; 1,33 e 1,66 da evapotranspiração da cultura, com valores médios de 211, 421, 639, 850 e 1061 mm, respectivamente. As avaliações morfológicas foram realizadas aos 20, 40, 55, 75 e 90 dias após o transplantio. Para o monitoramento das variáveis climatológicas foram utilizados, uma estação convencional externa e um Datalogger no interior da estufa. Verificou-se que as médias de temperaturas máximas e mínimas e de umidade relativa do ar a campo aberto implicaram em variações nas médias registradas no ambiente protegido (correlações positivas). Como também, diferença entre as médias dessas variáveis nos dois experimentos, tendo sido o primeiro realizado na época seca e o segundo com presença de precipitação. A partir da análise de variância observaram-se efeitos individuais e simultâneos dos tratamentos das parcelas e subparcelas, com obtenção de interações significativas nas variáveis de altura de planta (cm) e diâmetro de caule (mm) em ambos os experimentos. No primeiro experimento foram obtidas interações significativas nas variáveis de diâmetro de fruto (mm) e teor de sólidos solúveis. E, no segundo experimento, as interações significativas apresentaram-se nas variáveis de número de frutos, peso de fruto (g) e produtividade (g planta-1). Ao final do segundo experimento, a análise foliar apresentou deficiência de nitrogênio, de potássio e de fósforo em todos os tratamentos de doses de biofertilizante e toxidez em relação ao magnésio e enxofre, restando apenas o cálcio com teores satisfatórios. Em relação aos micronutrientes, os teores de ferro e cobre apresentaram-se elevados, enquanto que o manganês e o boro obtiveram médias adequadas para a cultura do tomateiro. Conclui-se que o incremento nas doses de biofertilizante líquido no segundo experimento associado às mudanças nos fatores climáticos influenciou para a obtenção de maiores médias nas variáveis de crescimento de planta, de produção e de qualidade de fruto; como também, o efeito causado pelas subparcelas nas parcelas através das interações significativas; E, que o maior crescimento do tomateiro observado no segundo experimento provocou nas plantas uma maior demanda nutricional, tendo sido verificados desequilíbrios nas características químicas do substrato do vaso de cultivo e no teor foliar do tomateiro em relação aos macro e micronutrientes ao final deste experimento.
Abstract: Were conducted two experiments with the objective of evaluating doses of bio fertilizer and irrigation levels and their interactions on growth variables (height and diameter), production (height and diameter of fruit and yield) and quality (total soluble solids) of tomato in greenhouse. Was used the experimental area of the Meteorological Station of the Federal University of Ceará in the period between August and December 2010 (dry season) and March and June 2011(presence of precipitation). The design was a randomized block split plot design with three replications, totaling 75 experimental units. The plots consisted of five doses of liquid bio fertilizer in the first experiment: 0; 20; 40; 60 to 80 mL plant-1 week-1 and the second 0; 250; 500; 750 and 1000 mL plant-1 week-1. The subplots represented 0.33; 0.66; 1.00; 1.33 and 1.66 of crop evapotranspiration, with average values of 211, 421, 639, 850 and 1.061 mm, respectively. The morphological evaluations were 20, 40, 55, 75 and 90 days after transplanting. To monitor the climatic variables used an automated external station and a Datalogger inside the greenhouse. Between the open field and the greenhouse was found positive correlations, since the changes in the environment was varied the other. As well, a difference between the average maximum and minimum temperatures and relative humidity in the two experiments. From the analysis of variance observed individual and simultaneous treatments of plots and subplots effects, the variables plant height (cm) and stem diameter (mm) obtained significant interactions in both experiments. In the first experiment obtained significant interactions, in the variables of fruit diameter (mm) and total soluble solids. In addition, the second experiment presented significant interactions in the variables of number of fruits; fruit weight (g) and yield (g plant- 1). At the end of the second experiment, leaf analysis showed deficiency of nitrogen, potassium and phosphorus in all treatments bio fertilizer doses and toxicity in relation to magnesium and sulfur, leaving only calcium with satisfactory levels. Regarding micronutrients, the levels of iron and copper were high, whereas manganese and boron obtained appropriate medium for the cultivation of tomato. In conclusion, the increase in doses of liquid biofertilizers in the second experiment associated with changes in climatic factors influenced to obtain higher average values for plant growth, production and fruit quality; as well as the effect caused by the subplots in plots through meaningful interactions. And the biggest tomato plant growth observed in the second experiment resulted in plants greater nutritional demand imbalances, have been checked on the chemical characteristics of the substrate of the pot growing and leaf content of tomato in relation to macro and micronutrients at the end of this experiment .
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10573
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGENA - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_tese_igmsales.pdf4,33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.