Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1058
Título: La Bande Côtiere de L´etat du Ceará, Nord-est Du Brésil: presentation geomorphologique
Título em inglês: La Bande Côtiere de L´etat du Ceará, Nord-est Du Brésil: presentation geomorphologique
Autor(es): Peulvast, Jean-Pierre
Sales, Vanda
Palavras-chave: Geomorfologia litorânea
evolução mo r f o e s t r u t u r a l c o s t e r i a
z o n a ç ã o mo r f o d i n âmi c a
Data do documento: 2004
Editor: Revista Mercator
Citação: PEULVAST, J. R. C.
Resumo: O estudo geomorfológico da zona costeira do Estado do Ceará permite estabelecer relações entre formas e depósitos herdados de períodos geológicos anteriores ao Presente, bem como das tendências evolutivas atuais, cada vez mais perturbadas pelas influências de usos sociais. Principalmente baixa e arenosa, a faixa costeira do Ceará se organiza em três zonas - a zona litorânea, a zona marítima e a zona costeira propriamente dita. Na zona litorânea atuam as águas marinhas e os agentes correspondentes (correntes, marés, vagas), criando formas específicas (praias, falésias, pontas litorâneas, barreiras, estuários). A zona marítima, onde a dinâmica das águas marinhas atuou no passado geológico criando planícies litorâneas e lagunas, hoje abandonadas, precede em direção ao interior a zona costeira, cujo substrato é de origem continental (os chamados Tabuleiros). Em todo esse conjunto ocorrem dunas e lagoas interdunares e costeiras. Formadas em condições litorâneas ou continentais e associadas a oscilações do nível do mar e subidas e descidas da linha de costa em um margem continental fracamente inclinada - cuja formação remonta à abertura oceânica cretácea -, a faixa sedimentar na qual se acha inserida a zona costeira latu sensu começou a ser modelada no Terciário, ao sabor de oscilações climáticas com tendência semi-árida cada vez mais demarcadas e de flutuações eustáticas, assim como por aportes detríticos intermitentes entrecortados por epsódios de dissecação fluvial. A essas variações responderam múltiplos episódios de formação de sistemas de flechas litorâneas, barreiras e ilhas-barreira, falésias, praias e campos de dunas, os quais continuam a evoluir em função de flutuações do meio e, mais recentemente, de intervenções sociais. Essa perpétua mobilidade coloca-se também como uma fonte de fragilidade
Descrição: PEULVAST, J. R. C. ; Claudino Sales, V . La bande côtiére de l´Etat du Ceará, Nord-est du Brésil: présentation gémorphologique. Mercator, v. 3, p. 95-119, 2004.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1058
Aparece nas coleções:DGR - Artigos publicados em revista científica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LA BANDE COTIERE DE L´ETAT DU CEARA, NORD-EST DU BRESIL.pdf4,37 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.