Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10627
Título: Pré-condicionamento com l-alanil glutamina sobre o estresse oxidativo e inflamação em enxertos de pacientes submetidos ao transplante de fígado
Título em inglês: L-alanyl glutamine preconditioning on oxidative stress and inflammation in graft patients who underwent liver transplantation
Autor(es): Barros, Marcos Aurélio Pessoa
Orientador(es): Garcia, José Huygens Parente
Palavras-chave: Transplante de Fígado
Glutamina
Estresse Oxidativo
Isquemia
Data do documento: 2014
Citação: BARROS, M. A. P. (2014)
Resumo: No transplante hepático, a lesão de isquemia / reperfusão pode ocasionar severo dano ao enxerto. O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos do pré-condicionamento com L-alanil-glutamina na proteção do enxerto nos pacientes submetidos ao transplante de fígado. Foram avaliados 33 pacientes submetidos a transplante hepático no Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) da Universidade Federal do Ceará (UFC), no período de 22/05/13 à 11/12/2013. Foi realizado um estudo prospectivo, duplo cego, com dois grupos. No grupo glutamina, foram administrados 50 gramas de L-alanil glutamina, por injeção direta na veia porta dos doadores, 40 minutos antes do início da isquemia fria e no grupo controle, foi administrada solução salina. Foram avaliados a idade do doador, grau de esteatose do enxerto, tempo de isquemia quente (TIQ), tempo de isquemia fria (TIF), escore MELD, sobrevida do enxerto e mortalidade operatória do receptor. Biopsias do enxerto foram realizadas no início da cirurgia do doador, no início da isquemia quente e no final do transplante. Com essas amostras, foram dosados as concentrações hepáticas de MDA (malanodialdeído), HSP70, NFkB, SOD e glutationa. No doador de múltiplos órgãos, foram dosados no sangue, AST, ALT, INR e bilirrubinas. No receptor, foram dosados no sangue, AST, ALT, INR e bilirrubinas, na admissão no hospital, no início da isquemia quente, no final do transplante, no 1º dia pós-operatório (PO), no 3º PO, no 5º PO, no 7º PO e no 30º PO. Não houve diferença entre os dois grupos com relação à idade do doador, idade do receptor, TIQ, TIF, MELD e grau de esteatose. Os resultados dos exames séricos foram semelhantes nos dois grupos. No grupo glutamina, MDA no enxerto, não apresentou diferença no início da isquemia quente, entretanto, ocorreu diminuição no final do transplante. Esse fenômeno não ocorreu no grupo controle. A glutationa, SOD, HSP70, NFkB foram semelhantes nos dois grupos. Este estudo sugere que o pré-condicionamento com L-Alanil glutamina miniminiza os efeitos do estresse oxidativo causados pela isquemia e reperfusão, com a redução da peroxidação lipídica no enxerto dos pacientes submetidos ao transplante hepático.
Abstract: In liver transplantation, ischemia/reperfusion may cause serious injury to the graft. The aim of this study was to evaluate the effects of preconditioning with L-alanyl-glutamine in graft protection in patients undergoing liver transplantation. 33 patients undergoing liver transplantation at the Walter Cantídio University Hospital (HUWC) of the Federal University of Ceará (UFC), from 05/22/13 to 12/11/2013 were evaluated. A prospective, double-blind, divided into two groups was performed. In glutamine group was administered 50 g of L-alanyl glutamine, 40 minutes before the start of cold ischemia, the control group, saline solution was administered. Donor age, degree of graft steatosis, warm ischemia time (WIT), cold ischemia time (CIT), MELD score, graft survival, and receptor mortality were evaluated. Graft biopsies were performed at the beginning of donor surgery at the beginning of warm ischemia and at the end of transplantation. With these samples, MDA (malondialdehyde), HSP70, NFkB, SOD and glutathione were measured. In multiple organ donor, were measured AST, ALT, bilirubin and INR. The same parametheas in the receiver, were measured on admission in the hospital at the beginning of warm ischemia, at the end of transplantation in the 1st postoperative day (POD), in the 3 rd, the 5th, on the 7th and 30th POD. There was no difference between the two groups with respect to donor age, receiver age, CIT, WIT, MELD and degree of steatosis. The results of serum tests were similar in both groups. In the Glutamine group, MDA in the grafting did not increase at the beginning of warm ischemia and impairment occurred at the end of transplantation. This phenomenon did not occur in the control group. Glutathione, SOD, HSP70, NFkB were similar in both groups. This study suggests that preconditioning with glutamine minimizes the effects of oxidative stress caused by ischemia and reperfusion, with decreased lipid peroxidation in the graft of patients undergoing liver transplantation.
Descrição: BARROS, Marcos Aurélio Pessoa. Pré-condicionamento com l-alanil glutamina sobre o estresse oxidativo e inflamação em enxertos de pacientes submetidos ao transplante de fígado. 2014. 103 f. Tese (Doutorado em Cirurgia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10627
Aparece nas coleções:DMC - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_tese_mapbarros.pdf1,17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.