Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10879
Title in Portuguese: Acompanhamento de pessoas com HIV sob terapia antirretroviral : adequação, aplicação e análise de indicadores clínico-laboratoriais, farmacoterapêuticos e humanísticos na atenção farmacêutica
Author: Reis, Henry Pablo Lopes Campos e
Advisor(s): Fonteles, Marta Maria de França
Keywords: HIV
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Atenção Farmacêutica
Issue Date: 2014
Citation: REIS, H. P. L. C. Acompanhamento de pessoas com HIV sob terapia antirretroviral : adequação, aplicação e análise de indicadores clínico-laboratoriais, farmacoterapêuticos e humanísticos na atenção farmacêutica. 2014. 397 f. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2014.
Abstract in Portuguese: O farmacêutico pode contribuir na otimização do plano farmacoterapêutico, favorecendo o cumprimento do uso dos antirretrovirais e na educação em saúde, através do acompanhamento farmacoterapêutico (AFT) das pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHIV/AIDS). O presente estudo objetivou analisar o desenvolvimento do AFT das PVHIV/AIDS, a partir da adequação, aplicação e avaliação de indicadores clínico-laboratoriais, farmacoterapêuticos e humanísticos, na atenção farmacêutica. Para tanto, foi feito o AFT durante nove meses de 100 PVHIV/AIDS, em uma unidade ambulatorial em Fortaleza-Ce, captados por demanda espontânea de novembro de 2008 a janeiro de 2012, através do Método Dáder. A adesão foi aferida pelo autorrelato e registro de dispensação de medicamentos, já a satisfação e a qualidade de vida dos indivíduos acompanhados analisadas pelos instrumentos de Larson et al. modificado por Lyra Jr, e SF-36, respectivamente. Foram realizadas adaptações metodológicas e estruturação de instrumentos de documentação farmacêutica, dentre estes, destaca-se a Ficha de Acompanhamento Farmacoterapêutico que contemplou sete blocos, bem como o Folder de Orientação Farmacêutica, o Guia de Interações Medicamentosas com Antirretrovirais, dentre outros. O delineamento do perfil sociodemográfico demonstrou que a maioria eram homens, adultos jovens, com idade média em torno de 35 anos, baixo grau de escolaridade, com renda mensal de um a menos que dois salários mínimos. Dos 100 entrevistados, 41% indicaram uso de álcool e 10% de drogas ilícitas. Quanto aos indicadores farmacoterapêuticos, o esquema mais frequente foi efavirenz com lamivudina + zidovudina e, o esquema tríplice antirretroviral, foi o mais prescrito, com taxa de 86% (n=86). O principal motivo da mudança do esquema inicial foi, dentre os quatro relatados, o aparecimento de reações adversas em 17 casos (58,6%; n=29). Foram 857 (89,4%) problemas relacionados a medicamentos (PRM), sendo desses, 278 (32,4%) reais e 579 (67,6%) potenciais, que demandaram 963 intervenções farmacêuticas, na sua maioria relativas à educação das PVHIV/AIDS para o incremento da adesão. O método do autorrelato (feito em três momentos) encontrou de 92% (início), 95,0% (meio) e 95,0% (fim) como as taxas globais de adesão. Já através da aferição pelo método do registro de dispensação de medicamentos, a taxa de adesão regular foi de 76% e 10 pacientes abandonaram o estudo. Verificou-se uma redução média de 89,45% na carga viral dos pacientes em AFT e aumento considerável de 124,14% dos linfócitos T CD4+. Para ambos os indicadores, o teste T de Student provou que a diferença das médias antes e depois do AFT foi estatisticamente significante. A satisfação geral com o atendimento farmacêutico teve nível máximo positivo em 98,0% (n=98) dos 100 avaliados. A qualidade de vida foi verificada em relação aos pacientes sintomáticos e assintomáticos. Os resultados demonstraram ser superiores na maioria dos domínios para esses últimos. Quando analisados os sintomáticos, observou-se, para todos os domínios, valores médios ao final do processo de AFT superiores aos do 1° momento, sendo a diferença das médias estatisticamente significante (teste T Student). A análise do AFT, através do uso de indicadores de processo e resultados clínico-laboratoriais, farmacoterapêuticos e humanísticos, permitiu verificar a importância do cuidado farmacêutico prestado e a percepção de que o farmacêutico, no exercício da atenção farmacêutica, tem um papel fundamental a ser consolidado dentro do time multidisciplinar de cuidado às PVHIV/AIDS em nosso país. Ao realizar intervenções, o farmacêutico contribui na obtenção de desfechos favoráveis e na consolidação da farmácia ambulatorial como um cenário favorável para o desenvolvimento dessa prática clínica, visando uma melhor qualidade de vida dos usuários desses serviços.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10879
Appears in Collections:DFAR - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_tese_hplcreis.pdf3,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.