Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10947
Título: Kant e o conceito de filosofia cosmopolita
Título em inglês: Kant and the concept of cosmopolitan philosophy
Autor(es): Azevedo, José Henrique Alexandre de
Orientador(es): Utz, Konrad Christoph
Palavras-chave: Philosophy
Wisdom
Kant,Immanuel,1724 - 1804 –Crítica e interpretação
Sabedoria
Cosmopolitismo
Data do documento: 2014
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: Azevedo, J. H. A.; Utz, K. C. (2014)
Resumo: E se estivéssemos em uma das nossas aulas habituais e um de nossos alunos nos chamasse no canto e perguntasse baixinho: - Professor, o que é a Filosofia? Seríamos honestos com nós mesmos e com ele e diríamos um belo e eloquente: - Não sei? Mas, talvez poderíamos respondê-lo, dizendo que se pode dar uma resposta a essa pergunta ao expor o que um autor determinado pensa ser a Filosofia. Contudo, neste caso, a Filosofia não é, “ela são”, pluralizadamente. Kant, notou esta faceta da Filosofia e construiu toda a sua obra tendo em mente reaver a Filosofia do caráter aporético e desacreditado em que ela se encontrava no século XVIII. Ora, esta ideia de reabilitar a Filosofia suscita, no mínimo, duas chaves de leituras do opus kantiano: primeira, a partir da epistemologia, sendo Kant aquele que deu à Filosofia uma feição científica (nos moldes da ciência do século XVIII), habilitando-a como o saber que dá significação a todas as ciências determinadas; segunda, Kant, no fim das contas, queria que a Filosofia outra vez fosse algo há muito perdido na antiguidade greco-romana, a saber, a guia da espécie humana. Que pese, a primeira chave de entendimento da Filosofia kantiana estar perfeitamente correta, nossa tese diz que a segunda chave de leitura é o objetivo final do empreendimento crítico de Kant. Com isso, o seu conceito de filosofia significa uma doutrina da sabedoria do mundo (no sentido cosmopolita), que tem por objetivo guiar a humanidade ao fim último, ao sumo bem, ao qual ela está, progressivamente, destinada, enquanto espécie. Portanto, a Filosofia para Kant torna-se importante, uma vez mais, como aquele saber que aponta a direção a ser seguida.
Descrição: AZEVEDO, José Henrique Alexandre de. Kant e o conceito de filosofia cosmopolita. 2014. 99f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Filosofia, Fortaleza (CE), 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/10947
Aparece nas coleções:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_dis_jhaazevedo.pdf593,38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.