Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/11037
Título: Efeito in vitro do saquinavir isolado e em combinação com o itraconazol frente a cepas de histoplasma capsulatum var. capsulatum
Título em inglês: In vitro effect of saquinavir alone and in combination with itraconazole against strains of Histoplasma capsulatum var. capsulatum
Autor(es): Pereira, Juliana Fernandes
Orientador(es): Brilhante, Raimunda Sâmia Nogueira
Coorientador(es): Sidrim, José Júlio Costa
Palavras-chave: Histoplasma
Saquinavir
Itraconazol
Data do documento: 2012
Citação: PEREIRA, J. F. (2012)
Resumo: A histoplasmose é uma doença infecciosa sistêmica, causada pelo fungo dimórfico Histoplasma capsulatum o qual possui três variedades: H. capsulatum var. capsulatum, H. capsulatum var. duboisii e H. capsulatum var. farciminosum,, e pode se apresentar de diversas modalidades clínicas e mimetizar outras doenças, estando principalmente associada a quadros de imunossupressão. Apesar da existência de terapias eficazes para o tratamento da desta doença, existe a necessidade de uma busca por novas opções terapêuticas para essa micose. Estudos comprovaram que após a instituição da terapia antirretroviral altamente ativa a mortalidade e a morbidade em decorrência de uma ampla variedade de infecções oportunistas, inclusive fúngicas, têm diminuído entre os pacientes infectados pelo HIV. Alguns estudos também têm demonstrado que fármacos antirretrovirais da classe dos inibidores de proteases podem afetar a virulência de certos fungos. Assim, o presente estudo visou avaliar o efeito inibitório in vitro do inibidor de protease saquinavir (SQV) isolado e em combinação com os antifúngicos anfotericina B (AMB), fluconazol (FLU), itraconazol (ITC), voriconazol (VRC) e caspofungina (CAS) frente ao H. capsulatum. Foram utilizadas 30 cepas de H. capsulatum na fase filamentosa e 10 cepas de H. capsulatum na fase leveduriforme para o teste das drogas isoladas e 20 cepas de H. capsulatum na fase filamentosa e 10 na fase leveduriforme para o teste da combinação do SQV com o ITR. O estudo foi realizado por meio de ensaio de microdiluição em caldo, descrito no documento M27-A2, padronizado pelo Clinical Laboratory Standards Institute (CLSI). A interação das drogas foi analisada através do cálculo do Índice da Concentração Inibitória Fracionária (FICI), definido como a soma das relações entre a concentração inibitória mínima (CIM) de cada droga em combinação e a CIM da mesma droga isolada, considerando os valores menores ou iguais a 0,5 sugestivos de sinergismo entre as drogas. Com relação aos resultados, o SQV inibiu o crescimento de todas as cepas de H. capsulatum, com CIM variando de 0,122 a 0,977μg/mL para ambas as fases. E, em relação a combinação do SQV com os antifúngicos testados, somente a combinação do SQV com o ITR apresentou sinergismo, com valores de FICI menores que 0,5, onde observou-se uma redução significativa da CIM de ambas as drogas. Os resultados obtidos sugerem que o SQV pode agir como adjuvante terapêutico in vitro, incrementando o efeito inibitório sobre o crescimento fúngico, sendo capaz de diminuir os valores de CIM de drogas antifúngicas. Diante do exposto, estudos adicionais para identificar o mecanismo de ação do SQV frente ao H. capsulatum são necessários, bem como sua interação com o ITR.
Abstract: Histoplasmosis is a systemic infectious disease caused by the dimorphic fungus Histoplasma capsulatum, which has three varieties: H. capsulatum var. capsulatum, H. capsulatum var. duboisii and H. capsulatum var. farciminosum. This fungus can occur in different clinical modalities and mimic other diseases, being primarily associated with frames of immunosuppression. Despite the existence of effective therapies for the treatment of this disease, there is a need to search for new therapeutic approaches for this mycosis. Studies have shown that after the introduction of highly active antiretroviral therapy, the mortality and morbidity due to a wide variety of opportunistic infections, including mycoses, have decreased among HIV-infected patients, which may show the impact of antiretroviral therapy in these opportunistic infections. Some studies have also shown that antiretroviral drugs in the class of protease inhibitors may affect the virulence of certain fungi. Thus, this study aimed to evaluate the in vitro inhibitory effect of protease inhibitor saquinavir (SQV), alone and in combination with antifungal agents: amphotericin B (AMB), fluconazole (FLU), itraconazole (ITC), voriconazole (VRC) and caspofungin (CAS) against the H. capsulatum. It was used 30 strains of H. capsulatum in the filamentous phase and 10 strains of H. capsulatum in the yeast phase to the test of the drugs isolated. To test the combination of SAQ with ITC, 30 strains in the filamentous phase and 20 strains in the yeast phase were used. The study was conducted by broth microdilution assay, described in document M27-A2, standardized by the Clinical Laboratory Standards Institute (CLSI). The interaction of drugs was analyzed by calculating the Fractional Inhibitory Concentration Index (FICI), defined as the sum of relations between the minimum inhibitory concentration (CIM) of each drug in combination and CIM of the same drug alone, whereas values less than or equal to 0.5 suggestive synergism between the drugs. Regarding the results, SQV inhibited the growth of all strains of H. capsulatum, with CIMs ranging from 0.122 to 0.977 μg / mL for both phases. In relation to combination of SQV with antifungal agents tested, only the combination of SQV with the ITR showed synergism, with values of FICI less than 0.5, where there was a significant reduction of the CIMs of both drugs. The results suggest that SQV can act as an adjuvant therapy in vitro, increasing the inhibitory effect on fungal growth, being able to lower the CIM values of antifungal drugs. Given the above, additional studies to identify the mechanism of action of SQV against H. capsulatum are needed, as well as its interaction with the ITR antifungal.
Descrição: PEREIRA, Juliana Fernandes. Efeito in vitro do saquinavir isolado e em combinação com o itraconazol frente a cepas de histoplasma capsulatum var. capsulatum. 2012. 96 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/11037
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_jfpereira.pdf971,05 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.