Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1127
Título: Filogenia molecular de Tunicata com ênfase em Ascidiacea
Título em inglês: Filogenia molecular de Tunicata com ênfase em Ascidiacea
Autor(es): Lopes, Daniele Pequeno
Orientador(es): Lotufo, Tito Monteiro da Cruz
Palavras-chave: Cordados
Filogenia
Molecular
RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA
Urocordados
Data do documento: 20-Abr-2006
Resumo: Por muitos anos a filogenia de muitos grupos animais permaneceu obscura para os zoólogos, pois o uso de marcadores morfológicos muitas vezes leva a um resultado insatisfatório. A partir do advento de técnicas moleculares, as relações de parentesco de diversos táxons puderam ser analisadas, quationando visões filogenéticas anteriores baseadas em dados fisiológicos, morfológicos, de registro fóssil entre outros. Desse modo, ocorreu um grande desenvolvimento da produção científica que envolvia o estudo da filogenia dos mais diversos grupos, entre eles, Tunicata e Ascidiacea. Apesar da existência de diversos trabalhos que propõem uma análise das relações de parentesco de tais táxons, ainda há dados bastante conflitantes que não levam a um resultado final esclarecedor. O presente trabalho teve como objetivo compreender melhor a filogenia de Tunicata, com ênfase nos Ascidiacea, utilizando a análise da região 18S do nrDNA de Microcosmus exasperatus, que foi obtido mediante extração baseada no reagente CTAB, e de outras espécies cujas sequências encontravam-se disponíveis no GenBank. Para obtenção da seqüência alvo, as reações de PCR foram realizadas utilizando iniciadores universais que flanquearam tal região, sendo obtida uma seqüência consenso que foi utilizada para a construção dos cladogramas. A partir das análises dos cladogramas gerados foi possível obter indicações de que Chordata e seus subfilos são monofiléticos. Quanto aos representantes de Tunicata, Appendicularia ficou caracterizado como o grupo mais basal. Não foi possível a confirmação da divisão do grupo Ascidiacea em duas ordens: Pleurogona e Enterogona. Contudo, Phlebobranchia, Aplousobranchia e Stolidobranchia foram confirmados para a maioria das árvores. Appendicularia foi considerado monofilético, enquanto Ascidiacea e Thaliacea foram identificados como parafiléticos, sendo que este último mostrou-se próximo das ascídias flebobranquias. Com relação a Stolidobranquia, seu monofiletismo foi demonstrado em grande parte dos cladogramas obtidos, apresentando Molgulidae como um grupo monofilético mais basal. Os Phlebobranchia configuraram um clado monofilético, incluindo a família Cionidae como um dos seus representantes
Abstract: Phylogenetic relationships among many animal groups have been considered unclear by zoologists for many years, as morphological markers sometimes led to unsatisfactory results. The development of molecular techniques allowed the understanding of evolutionary relationships of many taxa, questioning previous phylogenetic recosntructions based on physiological and morphological aspects, fossil records, and other sources of data. As a result, there was a great development of scientific production regarding phylogenetic studies of distinct groups, including Tunicata and Ascidiacea. Despite the many works proposing hypothesis about relationships between those taxa, there are many conflicting data. The aim of the present work is to review the phylogeny of Tunicata, focusing on the taxon Ascidiacea, by analyzing the 18S nrDNA region of Microcosmus exasperatus, which was obtained through extraction based on CTAB reagent, along wiht other species whose sequences were available on GenBank. In order to achieve the desired target sequence, PCR reactions using universal primers that matched that region were performed and the consensus sequence obtained was compared to other sequences to produce phylogenetic trees. Tha analysis of the cladograms obtained indicated that Chordata and its subphyla are indeed monophyletic. Regarding the Tunicata, Appendicularia was identified as the most basal group. It was not possible to confirm the division of Ascidiacea into two distinct orders: Pleurogona and Enterogona. However, Phlebobranchia, Aplousobranchia and Stolidobranchia were present in most of the trees. Appendiculariaa was considered monophyletic, and Ascidiacea and Thaliacea were identified as paraphyletic groups, where the latter presented a close relationship with phlebobranch ascidians. Stolidobranchia appeared as a monophyletic group in most of the cladograms, showing Molgulidae also as monophyletic in a basal position. Phlebobranchia is also monophyletic and included the family Cionidae as one of its representatives.
Descrição: LOPES, Daniele Pequeno. Filogenia molecular de Tunicata com ênfase em Ascidiacea. 2006. 133f. Dissertação(Mestrado em Engenharia de Pesca)-Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1127
Aparece nas coleções:PPGENP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006-dis-dplopes.pdf2,11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.