Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1145
Título: Nas ondas do surfe: estilos de vida, territorialização e experimentação juvenil no espaço urbano
Título em inglês: Waves in the surf: lifestyles, territorialization and experimentation juvenile in the urban space
Autor(es): Albuquerque, Cynthia Studart
Orientador(es): Barreira, Irlys Alencar Firmo
Palavras-chave: Juventude
Estilo de Vida
Cidade
Youth
Lifestyle
City
Surfistas - Fortaleza (CE) - Usos e costumes
Surfistas - Caucaia (CE) - Usos e costumes
Surfistas - Fortaleza (CE) - Atitudes
Surfistas - Caucaia (CE) - Atitudes
Surfe - Aspectos sociais - Fortaleza (CE)
Surfe - Aspectos sociais - Caucaia (CE)
Data do documento: 2006
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: ALBUQUERQUE, C. S. ; BARREIRA, I. A. F.
Resumo: Esse trabalho é resultado do estudo etnográfico que realizei sobre as relações construídas entre os jovens surfistas e os espaços urbanos. Formas de uso, apropriação e experimentação que fazem do surfe um estilo de vida, uma forma singular de ser, viver e ocupar a cidade. O estudo buscou descrever, interpretar e analisar as formas pelas quais os jovens se apropriam do estilo-surfe e o re-significam na sua relação consigo mesmo, com o outro e com o espaço público da praia. Como a pesquisa foi de cunho antropológico, decidi privilegiar as técnicas da observação participante, do diário de campo, as entrevistas, mas, sobretudo, a convivência, os diálogos, os momentos-livres de fruição dos estilos juvenis. No início do texto, apresento o objeto de estudo, meus percursos na pesquisa, escolhas e experiências, além das características que bem definem o estilo-surfe de viver: leveza, rapidez, exatidão, visibilidade e multiplicidade. Segue-se com a discussão acerca dos elementos que compõe o estilo-surfe: o ethos-surfe, o visual-surfe e os rituais de sociabilidade. Uma estratégia metodológica foi a percepção da diversidade presente no mundo do surfe, tendo uma multiplicidade de modos-surfe de ser existentes; então optei por construir uma tipologia das práticas do surfe presentes no espaço litorâneo: surfe-moda, surfe-prazer, surfe-lazer e surfe-arte. A etnografia como opção metodológica foi realizada também no sentido de aprofundar o estudo em universos simbólicos específicos como os picos do Icaraí e da Leste-Oeste, de entender as lógicas, as disputas, as hierarquias e as diferenciações produzidas em cada ocupação, modos de expressão e visibilidade dos jovens no espaço urbano. A pesquisa evidenciou que o surfe como estilo de vida com seus limites e usos diferenciados é para esses jovens, oportunidade de exercer suas preferências, experimentações, lazer, diversão, profissão, negócio, enfim, possibilidade para viver de um modo digno a sua juventude.
Abstract: This work is the result of the ethnographic study I conducted on the relationships built between the young surfers and urban spaces. Ways to use, appropriation and experimentation that makes surfing a lifestyle, a unique way of being, living and occupying the city. The study sought to describe, interpret and analyze the ways in which young people take ownership of the style-surfing and a new meaning in their relationship with oneself, others and with the public space of the beach. Since the research was an anthropological one, I decided to focus on the techniques of participant observation, field diary, interviews, and above all, peaceful coexistence, dialogue, moments-free enjoyment of youth styles. At the beginning of the text, I present the subject matter, my journeys in the research, choices and experiences, well beyond the characteristics that define the style of living-surfing: lightness, quickness, exactitude, visibility and multiplicity. It follows with a discussion about the elements that make up the style-surfing: the ethos-surfing, surfing the look-and the rituals of sociability. A methodological strategy was the perception of the diversity present in the surf world, having a multitude of ways to be surf-existent, so I opted to build a typology of practices present in the coastal area surfing: surf-fashion-pleasure surfing, surf- Leisure and surf art. The ethnography as a methodological option was also performed in order to further study in specific subjects such as universal symbols of Icaraí peaks and the East-West, to understand the logic, the disputes, the hierarchies and distinctions produced in each occupation, mode of expression and visibility of young people in urban space. The research showed that surfing as a lifestyle with its limits and different uses is for these young people the opportunity to exercise their preferences, experimentation, entertainment, amusement, occupation, business, finally able to live a life worthy of his youth.
Descrição: ALBUQUERQUE, Cynthia Studart. Nas ondas do surfe: estilos de vida, territorialização e experimentação juvenil no espaço urbano. 2006. 211f. Dissertação (Mestrado em Sociologia)- Universidade Federal do Ceará, Departamento de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Fortaleza-CE, 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1145
Aparece nas coleções:PPGS - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_Dis_ CSALBUQUERQUE.pdf1,71 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.