Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1175
Título: Estudo do gráfico de controle por grupos como uma alternativa ao modelo de Shewhart em processos paralelos
Autor(es): Vasconcelos, Alan Pereira de
Orientador(es): Alexandre, João Welliandre Carneiro
Palavras-chave: Gráficos por grupos
Processos paralelos
Controle estatístico de processo
Logística de Produção
Data do documento: 2009
Citação: VASCONCELOS, A. P.(2009)
Resumo: A utilização dos Gráficos de Shewhart como ferramenta de monitoramento de processos, cujos produtos advêm de vários fluxos de produção (processos paralelos), deve ser visto com cautela, pois, as amostras podem estar sendo construídas com itens de diferentes populações. Uma solução é utilizar um gráfico de controle para cada fluxo (modelo tradicional de Shewhart), entretanto, isto tornaria o controle difícil e burocrático; outra alternativa é a adoção do Gráfico de Controle por Grupos (GG), que permite o controle de múltiplos fluxos através de um único gráfico. Portanto, o objetivo geral deste trabalho é desenvolver um estudo do gráfico de controle por grupos em termos de seu desempenho e eficiência como uma alternativa ao modelo de Shewhart em processos paralelos. O estudo foi realizado em relação à alteração na média e na variância do processo individualmente e na média e na variância conjuntamente. Este trabalho procurou, segundo a abordagem de alguns autores, contextualizar a importância do controle estatístico de processo dentro da logística de produção. Como um dos resultados, mantendo a abertura dos limites de controle em 3 desvios padrões, a taxa de alarmes falsos cresce com o aumento do número de fluxos, porém, ajustando os limites de controle para atender a uma taxa média de um alarme falso para cada 370,4 mostras, tem-se que com o aumento do número de fluxos o GG perde o seu desempenho.
Abstract: The use of the Charts of Shewhart as tool to monitor processes, whose products happen of multiple streams of production (parallel processes), must be seen with caution, therefore, the samples can be being constructed with item of different populations. A solution is to use a chart of control for each stream (traditional model of Shewhart), however, this would become the difficult and bureaucratic control; another alternative is the adoption of the Group Charts (GC), that it allows the control of multiple streams through an only chart. Therefore, the general objective of this work is to develop a study of the graph of control for groups in terms of its performance and efficiency as an alternative to the model of Shewhart in parallel processes. The study it was carried through in relation to the alteration in the mean and the variance of the process individually and in the mean and the variance jointly. This work looked for, according to boarding of some authors, to contextualize the importance of the statistical control of process inside of the logistic production. As the one of the results, keeping opening of the control limits in 3 standard eviations, the tax of false alarms grows with the increase of the number of streams, however, adjusting the control limits to take care of to an average tax of a false alarm for each 370,4 samples, it is had that with the increase of the number of streams the GC loses its performance.
Descrição: VASCONCELOS, A. P. Estudo do gráfico de controle por grupos como uma alternativa ao modelo de Shewhart em processos paralelos programa de mestrado em logística e pesquisa operacional. 2009. 74f. : Dissertação (Mestrado) Programa de Mestrado em Logística e Pesquisa Operacional. Universidade Federal do Ceará, 2009. Alexandre João Welliandre Carneiro (orientador).
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1175
Aparece nas coleções:GESLOG - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_apvasconcelos.pdf537,03 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.