Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1181
Título: Biometria testículo-epididimária e reserva espermática ovinos (ovis aries) deslanados criados no Estado do Ceará
Título em inglês: Biometrics testículo-epididimária sheep and reserve espermática (ovis aries) deslanados created in the State of Ceará
Autor(es): Monteiro, Alexandre Weick Uchôa
Orientador(es): Campos, Ana C N
Coorientador(es): Araújo, Airton A
Palavras-chave: Valor Nutritivo dos Alimentos
biometria, reserva epididimária, ovino
Data do documento: Mar-2007
Citação: MONTEIRO, A. W. U. (2007)
Resumo: Este trabalho teve como objetivo correlacionar parâmetros reprodutivos de fácil mensuração, que sejam representativos da capacidade reprodutiva de um macho ovino como reserva epididimária. Foram mensurados 38 genitais masculinos de ovinos deslanados sem padrão racial definido quanto os parâmetros biométricos do testículo e epidídimo comprimento, a largura, a espessura e do peso, bem como concentração espermática da cauda do epidídimo e volume do fluido contido da cauda. Antes do abate cada animal doador do genital teve mensurado a circunferência escrotal (CE), peso e idade pela cronologia dentária. No tocante a reserva epididimária esta foi determinada pela concentração espermática do conteúdo epididimário. Todos os resultados foram expressos em media e erro padrão, bem como também o Coeficiente de Variação (CV). As correlações foram calculadas pelo método de Pearson utilizando o procedimento “Proc Corr” do SAS (1999). Destes genitais não foi observada diferença (p > 0,05) entre os valores dos lados direito e esquerdo da biometria testicular. As médias e erros padrão obtidas para PE, PT, CT, LT, ET, PTE, PCE, PCOE, PCAE, CCAE, LCAE, ECAE foram: 27,82 ± 1,77cm; 123,97 ± 26,58g; 7,83 ± 0,79cm; 5,74 ± 0,48cm; 4,57 ± 0,54cm; 18,63 ± 3,96g; 6,95 ± 1,48g; 3,45 ± 0,87g; 8,36 ± 2,13g; 3,03 ± 0,44cm; 2,22 ± 0,22cm e 1,65 ± 0,23cm respectivamente. No tocante a reserva espermática da cauda do epidídimo, a concentração encontrada foi de 2,47 ± 1,00 bilhões de sptz por mL. Das medidas biométricas em estudos a que melhor se comportou nas correlações foi o peso vivo, dos testículos e dos epidídimos mostrando sempre correlações moderadas e significativas. O peso vivo teve correlação média e ignificativa (p<0,0001) com as medidas biométricas da cauda do epidídimo CCAE, LCAE e ECAE (r=0,59; r=0,60 e r= 0,59) spectivamente. A LT, comportou-se neste estudo com bom indicador do desenvolvimento testicular e epididimária, podendo ser extrapolado para função reprodutiva sendo esta fortemente correlacionada com o PT (r=0,88), CE (r=0,57), PTE (r=0,60). Neste estudo a CE mostrou correlações moderadas variando r = 0,38 a 0,69 o com as medidas testiculares e epididimárias e as medidas que melhor se correlacionaram foram o PT com r=0,69, CT e LT com r=0,57 respectivamente. A mensuração CCAE foi a que apresentou melhor relação com a grande maioria dos parâmetros estudados, principalmente as características testiculares (r= 0,54 a 0,58) e epididimárias (r= 0,48 a 0,73), bem como apresentou correlação positiva e média (r=0,50) com o xv volume coletado da cauda do epidídimo, mostrando que esta mensuração estar muito ligada ao desenvolvimento epididimário que por conseguinte se relacionam com o desenvolvimento testicular. A CONC e VC mostraram baixas e moderadas correlações embora positivas com as medidas testiculares e epididimárias. A característica que menos se correlacionou com todas as outras mensurações inclusive expressando coeficientes negativos foi a espessura da dobra escrotal. Contribuindo pouco quanto ao desenvolvimento testículo epididimário e com as características da reserva espermática da cauda do epidídimo. Podemos utilizar a LT e CCAE no auxílio das mensurações biometrias (Peso Vivo, PE ....) para seleção precoce de machos ovinos por sua facilidade de obtenção nos animais vivos.
Abstract: The aim of this study is to correlate reproductive parameters of easy measurement to represent the reproductive capacity of a male sheep The biometric parameters of the testis and epididymis (length, midth, thickness and weight) of 38 SPRD ram were measured as well as the sperm concentration of the epididymis tail (CECE) and epididymis fluid volume (VFE) contained in the tail. The scrotal circunference (SC) and weight of each animal was measured before slaughter. The age was determined by dental chronology. The spermatozoids epididymis concentration was determined in a Neubauer chamber. All results were expressed by mean and standard deviations. The correlations were calculated by the Person method using the procedure “Proc Corr” of SAS (1999). No significant difference was observed (p>0,05) between the measured parameters of right and left sides of the testis and epididymis biometry. The means and standard deviations obtained for CE, PT, LT, ET, PTE, PCE, PCOE, PCAE, CCAE, LCAE, ECAE were:27,82 + 1,77 cm; 123,97 + 26,58 g; 7,83 + 0,79 cm; 5,74 + 0,48 cm; 4,57 + 0,54 cm; 18,63 + 3,96 g; 6,95 + 1,48 g; 3,45 + 0,87 g; 8,36 + 2,13 g; 3,03 + 0,44 cm;2,22 + 0,2 cm and 1,65 + 0,23 cm, respectively. The sperm concentration of the sperm reserve in the epididymis tail was 2,47 + 1,00 sptz billion for mL. The weight parameters (alive, of the testis and epididymis) showed moderate and significant correlations. The alive weight had medium and significant correlation (p> 0,0001) with biometrics measures of the epididymis tail:CCAE, LCAE and ECAE ( r=0,59; r=0,60 and r=0,59 respectively). LT behaved as good indicator of testis and epididymis development, and could be extrapolated with PT (r=0,88), CE (r=0,57), PTE (r=0,60). CE presented moderate correlations (r=0,38 to 0,69) varying with testis and epididymis measures, and the better correlated measures were PT with r=0,69, CT and LT with r=0,57, respectively. The CCAE parameter presented a better relationship with the majority measurements, mainly the testis (r=0,54 to 0,58) and epididymis characteristics (r=0,48 to 0,73); CCAE parameter also presented positive and moderate correlation (r=0,50) with the epididymis tail volume collected.CECE and VFE presented low and medium correlations, although positive, with the testis and epididymis measures. The characteristic less correlated with all the others measurements, besides the ones expressing negative coefficients, was the thickness of the scrotal fold. The LT and CCAE parameters can be included in the biometry measurements (Live Weight, PE…) of the male reproductive tract to help the precocious selection of male sheep.
Descrição: MONTEIRO, A.W. U. Biometria testículo-epididimária e reserva espermática ovinos (ovis aries) deslanados criados no Estado do Ceará. 2007. 58f. Dissertação (Departamento de Zootecnia) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1181
Aparece nas coleções:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_dissertacao_awumonteiro.pdf253,31 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.