Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/11957
Título: Efeito protetor do 1,8 cineol na pancreatite aguda induzida por ceruleína em camundongos
Título em inglês: Protective effect of 1.8 cineol in acute pancreatitis induced in mice cerulein
Autor(es): Lima, Patricia Rodrigues
Orientador(es): Santos, Flávia Almeida
Coorientador(es): Rao, Vietla Satyanarayana
Palavras-chave: Pancreatite
Ceruletídeo
Estresse Oxidativo
Data do documento: 2013
Citação: LIMA, P. R. ; SANTOS, F. A. ; RAO, V. S. (2013)
Resumo: Pancreatite aguda (PA) é uma doença inflamatória em que mediadores pró-inflamatórios, estresse oxidativo e sinalização de NF- kB desempenham um papel fundamental. O 1,8-cineol, um monoterpeno presente em diversas espécies vegetais, é conhecido por seu potencial antioxidante e anti-inflamatório. Para verificar a sua eficácia na prevenção da PA, este estudo avaliou o 1,8-cineol (100, 200 e 400 mg / kg, v.o) na PA induzida por ceruleína (50 µg / kg / h × 5, i.p.) em camundongos Swiss. O 1,8-cineol foi administrado uma hora antes da primeira injeção de ceruleína. Grupos tratados com veículo ou talidomida foram incluídos como controles. Seis horas depois, as amostras de sangue foram coletadas para determinar os níveis séricos de amilase, lipase e citocinas. O pâncreas foi removido para exame morfológico, ensaios de mieloperoxidase (MPO) e malondialdeído (MDA), alterações na glutationa reduzida (GSH) e para a imunocoloração do fator nuclear NF-κB. O pulmão direito foi removido para ensaio de MPO. O 1,8-cineol reduziu o dano histológico e a expressão de NF-κB induzidos por ceruleína. Ceruleína aumentou significativamente a amilase, lipase, TNF-α, IL1-β e IL-6 e reduziu IL-10. O 1,8-cineol 100, 200 e 400 mg/kg reverteu significativamente os danos causados pela ceruleína, através da redução da amilase (14; 16; 21%), lipase (49; 48; 42%), TNF-α (46; 66; 44%), IL1-β (53; 45 e 67%) e IL-6 (49; 40; 41%) e aumento da IL-10 (34; 29 e 46%), respectivamente. Ceruleína produziu edema pancreático, aumentou MDA, MPO pancreática, MPO pulmonar e reduziu GSH em comparação com o grupo veículo (p ˂ 0,05). O 1,8-cineol 100, 200 e 400 mg/kg reduziu o edema pancreático (6; 27; 17 %), MDA (34; 29; 46 %), MPO pancreática (40; 55 e 78 %), MPO pulmonar (42; 45 e 22 %) e preservou GSH (62; 63 e 65 %). Estes achados sugerem que o 1,8-cineol pode prevenir a severidade da pancreatite aguda induzida por ceruleína em camundongos por meio de um mecanismo anti-inflamatório e antioxidante
Abstract: Acute pancreatitis (AP) is an inflammatory condition in which pro-inflammatory mediators, oxidative stress and NF-kB signaling have a fundamental role. The 1,8-cineole, a monoterpene present in several plants species, is known for its antioxidant and anti-inflammatory potential. In order to verify its efficacy preventing AP, this study evaluated 1,8-cineole (100, 200 and 400 mg/kg, oral) on AP induced by cerulein (50 µg / kg / h × 5, i.p.) in Swiss mice. The 1,8-cineole was administrated one hour before the first injection of cerulein. Groups treated with vehicle or thalidomide were included as controls. Six hours later, blood samples were collected to determine blood levels of amylase, lipase and cytokines. The pancreas was removed for morphological examination, myeloperoxidase (MPO) and malondialdehyde (MDA) trials, changes in reduced glutathione (GSH) and for immunostaining of nuclear factor NF-κB. The right lung was removed for MPO trial. The 1,8-cineole reduced the histological damage and the expression of NF-κB induced by cerulein. Cerulein increased significantly amylase, lipase, TNF- α, IL1- β and IL-6, reducing IL-10. The 1,8-cineole 100, 200 and 400 mg/kg reversed significantly the damages caused by cerulein by reducing amylase (14; 16; 21 %), lipase (49; 48; 42 %), TNF-α (46; 66; 44 %), IL1-β (53; 45 e 67 %) e IL-6 (49; 40; 41 %) and enhanced IL-10 (34; 29 e 46 %), respectively. Cerulein produced pancreatic edema, increased MDA, pancreatic MPO, pulmonary MPO and decreased GSH comparing to the vehicle group (p < 0,05). The 1,8 cineole 100, 200 and 400 mg/kg reduced pancreatic edema (6; 27; 17%), MDA (34; 29; 46%), pancreatic MPO (40; 55 and 78 %), pulmonary MPO (42; 45 and 22 %) and preserved GSH (62; 63 and 65 %). These findings suggest that 1,8-cineol can prevent the severity of cerulein-induced acute pancreatitis in mice through an anti-inflammatory and antioxidant mechanisms.
Descrição: LIMA, Patricia Rodrigues. Efeito protetor do 1,8 cineol na pancreatite aguda induzida por ceruleína em camundongos. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/11957
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_prlima.pdf1,18 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.