Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1230
Título: Residualidade da oxitetraciclina no tecido do camarão marinho Litopenaeus vannamei (Boone, 1931) (Crustacea, Decapoda) submetido a tratamento antibiótico
Título em inglês: Residual oxytetracycline in tissues of marine shrimp Litopenaeus vannamei (Boone, 1931) (Crustacea, Decapoda) submitted to antibiotic treatment
Autor(es): Lima, Antonio Carlos Nogueira de
Orientador(es): Nunes, Alberto Jorge Pinto
Coorientador(es): Gesteira, Tereza Cristina Vasconcelos
Palavras-chave: Litopenaeus vannamei
Oxitetraciclina
Recursos pesqueiros
Carcinicultura
Data do documento: 2004
Editor: http://www.teses.ufc.br/
Citação: LIMA, A. C. N. DE; NUNES, A. J. P.; (2004)
Resumo: O cultivo de camarões é uma importante atividade econômica e tornou-se a indústria que mais cresce no Nordeste brasileiro atualmente. Problemas com enfermidades são comuns na aqüicultura e pelo menos sete espécies de bactérias do gênero Vibrio têm sido registradas infectando camarões durante diferentes estágios de cultivo. A oxitetraciclina (OTC) tem sido utilizada mundialmente contra esses patógenos. Na presente pesquisa, a distribuição e depleção de resíduos de OTC no tecido de Litopenaeus vannamei foram avaliadas depois de 7 dias de exposição à ração medicada contendo 4g.kg-1. Foram conduzidos dois experimentos: em tanques sob condições controladas em laboratório e em gaiolas instaladas em um viveiro de uma unidade de cultivo. Os animais medicados foram amostrados periodicamente, durante o tratamento e pós-tratamento. Os níveis de OTC foram analisados por cromatografia líquida de alta eficiência-CLAE. Embora em ambos os ambientes experimentais o tratamento tenha sido semelhante, os picos de OTC foram diferentes. Depois de 7 e 12 dias de exposição, as concentrações no tecido dos camarões foram 17,21 μg.g-1 e 3,78 μg.g-1 nos estudos realizados em laboratório e campo, respectivamente. A concentração média observada nos ambientes em estudo manteve-se dentro dos limites da concentração inibitória mínima-CIM, referida para o tratamento de vibrioses. Durante as primeiras 72 horas após cessado o tratamento, resíduos da droga reduziram muito rapidamente, sendo eliminados mais lentamente depois deste período. O nível residual de segurança de 0,10 μg.g–1, imposta pela Comunidade Européia, foi alcançado no 16o. dia de pós-tratamento. Depois do 25o. dia nenhum resíduo da droga pôde ser detectado. Entretanto, devido à influência de fatores ambientes neste processo, recomenda-se um período de eliminação mais longo como medida de segurança para obtenção da eliminação completa da droga.
Abstract: Shrimp culture is a very important economic activity in the world and the fastest growing industry in Northeast Brazil. Problem with diseases are common in aquaculture and at the least seven species of Vibrio bacteria have been registered infecting shrimps during different culture stages. Oxytetracycline (OTC) has been widely used against these pathogens. In this research the distribution and residue depletion of OTC in Litopenaeus vannamei tissue were evaluated after 14 days of exposure to medicated feed containing 4g.kg-1. Two trials were conducted: in indoor tanks under laboratory controlled conditions and in outdoor encrosures installed in a commercial shrimp grow-out pond. Medicated animals were sampled periodically, during treatment period and thereafter. The tissue levels of OTC were measured by hight performance liquid cromatograph-HPLC. Although in both treatments shrimp were similar conditions, OTC peak concentrations were different. After 7 and 12 days off exposure to OTC, residual values in shrimp tissues were 17,21 μg.g-1 and 3,78 μg.g-1 for the laboratory and field studies, respectivally. Mean OTC residual tissue concentration observed both in the laboratory and field trial are within the limits of minimum inibitory concentration (MIC) refered to vibriosis treatment. During the first 72 hours after the treatment ceased drug residues dropped fast, slowing down afterwords. A save residue level of 0,1μg.g-1 following the European Community requirements, were attained at day sixteen of OTC withdrawl. After 25 days of OTC withdraw no drug residues could be detected. However, it is reccommended a longer withdrawl period as a safeward to obtain complet drug depletion.
Descrição: LIMA, Antonio Carlos Nogueira de. Residualidade da oxitetraciclina no tecido do camarão marinho Litopenaeus vannamei (Boone, 1931) (Crustacea, Decapoda) submetido a tratamento antibiótico. 2004, 63f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) – Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2004.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1230
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2004_dis_acndlima.pdf447,92 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.