Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/12445
Title in Portuguese: Condições sócio-econômicos em crianças vivendo em famílias afetadas pelo HIV/AIDS em estados do nordeste brasileiro
Title: Socio-economic conditions in children living in families affected by HIV / AIDS in the Brazilian northeast states
Author: Cavalcante, Maria do Socorro
Advisor(s): Kerr, Lígia Regina Franco Sansigolo
Keywords: HIV
Vulnerabilidade em Saúde
Criança
Issue Date: 2012
Citation: CAVALCANTE, Maria do Socorro. Condições sócio-econômicos em crianças vivendo em famílias afetadas pelo HIV/AIDS em estados do nordeste brasileiro. 2012. 129 f. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: Objetivou-se explorar as relações entre os fatores socioeconômico-demográficos e a condição de saúde de crianças cujos pais foram infectados por HIV/AIDS ou faleceram por esta condição, em cidades do Estado do Ceará e Salvador, Bahia; explorar as relações entre as cidades de Fortaleza e Salvador por meio da Análise de Correspondência Múltipla. Realizou- se um estudo transversal, multicêntrico, exploratório, em serviços de referência para HIV/AIDS no Estado do Ceará e na cidade de Salvador. A população do estudo foi composta de adultos que responderam a um questionário estruturado sobre crianças menores de 13 anos, de ambos os sexos, cujos pais foram infectados pelo HIV/AIDS, no período de junho de 2008 a março de 2009. O recrutamento dos participantes deu-se a partir dos ambulatórios, setor de internação ou na entrega de medicamentos para AIDS dos serviços de saúde de referência. Realizou-se Análise de Correspondência Múltipla utilizando o software SPAD (Portable Système pour l'Analyse des données). Esta análise permite identificar as relações entre um grande número de variáveis simultaneamente. A proporção de crianças infectadas pelo HIV em Fortaleza foi de 14,2%, sendo que 61,4% (27/44) destas já tinham o diagnóstico de AIDS. Salvador apresentou 34,7% de crianças infectadas e 95,4% (83/87) já apresentavam a doença. Na Análise de Correspondência Múltipla visualizou-se em Fortaleza: crianças em que pai e mãe estavam infectados (39,2%), cuidadas por mãe e parentes (54,8%), com rendimento familiar entre 1 a 3 salários mínimos (55,1%), chefes de família com até 3 anos de estudo (29,2%), classe socioeconômica B (4,7%), crianças com indicador idade-escola adequado e que dividiam o quarto com mais de 4 pessoas (5,8%). Em Salvador foram identificadas crianças em que a mãe estava infectada e o pai sem informação (53,8%), mães com idade entre 35 anos e mais (39,6%), órfãs de pai (11,3%), grau de instrução do chefe da família entre 4 a 7 anos de estudo (48,4%) e classe socioeconômica C (35,0%), crianças entre 8 a 12 anos de idade (57,8%), apresentavam o indicador idade-escola como não adequado e estado de saúde considerado excelente (60,7%). Os fatores mais importantes que emergiram do estudo foram município e status sorológico da criança. Estas duas variáveis ativas representaram 75,3% da variância. Os resultados descreveram o complexo de variáveis socioeconômicas intimamente associadas com estas famílias e as complexas e múltiplas epidemias de HIV, discriminação e pobreza associada às famílias afetadas pela AIDS.
Abstract: This study explores the relationships among demographic, socioeconomic and health status of children and adolescents whose parents were HIV positive or died due to the condition in the State of Ceará and Salvador, Bahia; Explore the relationships among the cities of Fortaleza and Salvador through the multiple correspondence analysis. We conducted a cross-sectional, multicenter, exploratory study, in reference services for HIV / AIDS in the State of Ceará and the city of Salvador. The study population consisted of HIV+ adults who answered a structured questionnaire about children under 13 years of both sexes, whose parents were HIV / AIDS in the period June 2008 to March 2009. Recruitment of participants took place in the outpatient clinic, in the hospital, or during the delivery of drugs for AIDS. We used Multiple Correspondence Analysis (MCA), as implemented in the software SPAD (Portable Système pour l'Analyse des données). This analysis enabled us to identify relationships among a large number of variables simultaneously. The proportion of HIV- infected children in Fortaleza was 14.2%, and 61.4% (27/44) of these had progressed to AIDS. In Salvador 34.7% of children were HIV+ and 95% (83/87) were diagnosed with AIDS. In multiple correspondence analysis visualized in Fortaleza: mother and father HIV+ (39.2%), children cared for by the mother and by relatives (54.8%), family income between 1 to 3 minimum salaries (55.1%), head of the family with up to three years of education (29.2%), socioeconomic class B (4.7%), children with age-appropriate academic year and sharing a room with more than 4 people (5.8%). In Salvador there were children that the mother was infected and no information about the dad (53.8%), mothers aged 35 years and older (39.6%), orphaned of father (11.3%), education of the head of the family between 4-7 years of education (48.4%) and socioeconomic class C (35.0%), children between 8-12 years of age (57.8%), children with non age-appropriate academic year and health status as excellent (60.7%). The most important factors that emerged from the study were city and serostatus of the child. These two active variables accounted for 75.3% of the variance. Results described the complex of socioeconomic variables closely associated with these families, and the complex and multiple epidemics of HIV, discrimination and poverty associated with these AIDS affected families.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/12445
Appears in Collections:DMC - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_tese_mscavalcante.pdf3,13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.