Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1249
Título: A pesca de pequena escala nos litorais setentrional e oriental do Rio Grande do Norte
Autor(es): Silva, Alessandra Cristina da
Orientador(es): Fonteles Filho , Antonio Adauto
Palavras-chave: ENGENHARIA DE PESCA
Peixe-voador
Análise multivariada
Produção pesqueira
Bioecologia
Desembarques
Data do documento: 21-Mai-2010
Citação: SILVA, A. C. (2010)
Resumo: O litoral do Rio Grande do Norte, devido à sua orientação geográfica, possui particularidades que o distingue das outras zonas costeiras do Nordeste brasileiro. Com características climatológicas, geomorfológicas e fitogeográficas diferentes, o litoral é dividido em duas áreas distintas: setentrional e oriental, onde a frota de pequena escala atua com grande efetividade. Apesar de ser uma atividade de grande importância socioeconômica, esse setor atualmente está tendo dificuldades no seu ordenamento, devido à alta complexidade que apresenta, dificultando a obtenção de informações necessárias para a avaliação e monitoramento das pescarias. Portanto, o objetivo central da pesquisa foi analisar a bioecologia da ictiofauna marinha e a dinâmica das pescarias, considerando a orientação geográfica e as mudanças estacionais dos fatores climáticos do litoral do Rio Grande do Norte. Os dados utilizados foram obtidos durante a execução do Projeto de Estatística Pesqueira no Rio Grande do Norte, coordenado pelo Centro de Pesquisa e Gestão de Recursos Pesqueiros do Litoral Nordeste e desenvolvido pela Gerência Executiva do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, no período de janeiro de 2005 a dezembro de 2006. Para atender os objetivos, a bioecologia da ictiofauna marinha foi analisada com base em quatro objetos de estudo: composição, caracterização (ecológica e comercial), abundância e diversidade, avaliando possíveis diferenças estacionais nos dois últimos componentes que, posteriormente, foram descritos e correlacionados com a biologia das principais espécies. A dinâmica das pescarias foi analisada por meio de quatro objetos de estudo: caracterização das embarcações e aparelhos-de-pesca, esforço de pesca, rendimento e composição específica, também avaliando possíveis diferenças estacionais que foram descritas e relacionadas com as principais espécies capturadas. Técnicas multivariadas foram utilizadas com o objetivo de sintetizar a estrutura de variabilidade dos dados, facilitando a interpretação dos resultados. Dessa forma, o litoral setentrional apresentou-se como um ambiente com variações estacionais evidenciadas principalmente pela presença de uma importante área de ressurgência, onde a estrutura da ictiofauna foi definida pela baixa diversidade específica e composta por espécies pelágicas com altos níveis de biomassa. Os principais recursos dessa área corresponderam à pesca do peixe voador e do dourado, tendo o bote com linha/jereré, a pescaria de melhor desempenho na captura dessas espécies, que é mais acentuada na estação chuvosa devido ao período reprodutivo do peixe voador. O litoral oriental demonstrou características distintas daquelas do setentrional, com um ambiente mais complexo devido à presença de um grande número de recifes de coral, onde a estrutura da ictiofauna apresentou uma alta diversidade específica e composta por espécies demersais com baixos níveis de abundância específica. Os principais recursos dessa área foram referentes às várias espécies das famílias Lutjanidae, Haemulidae e Carangidae, sendo os paquetes com rede-de-espera e linha, as pescarias mais importantes desse litoral durante todo o ano. Conclui-se que, a estruturação das informações sobre a bioecologia da ictiofauna marinha e dinâmica das pescarias comprovou a hipótese levantada, que foi a seguinte: “As especificidades ambientais dos litorais setentrional e oriental do Estado do Rio Grande do Norte modelam a estrutura da ictiofauna marinha que configuram diferentes estratégias de explotação executadas pela pesca de pequena escala”.
Abstract: The coast of Rio Grande do Norte, due to its geographical orientation, has characteristics that distinguish it from other coastal areas of Northeastern Brazil. With different climatological, geomorphological and phytogeographical features, the coastline is divided into two distinct areas: northern and eastern, where the fleet of small-scale crafts with great effectiveness. Despite being an activity of great socioeconomic importance, this sector is currently experiencing difficulties in their planning, due to its high complexity, making it difficult to obtain necessary information for evaluation and monitoring of fisheries. Therefore, the central goal of this research work was to analyze the bioecology of marine fishes and the fisheries dynamics, considering the geographical orientation and the seasonal changes of climatic conditions off the coast of Rio Grande do Norte. The data used were obtained during the execution of the Project of Fishery Statistics in Rio Grande do Norte, coordinated by the Center for Research and Management of Fisheries Resources of the Northeast Coast and developed by the Executive Management of the Brazilian Institute of Environment and Renewable Natural Resources from January 2005 to December 2006. To meet the goals, the bioecology of marine fishes was assessed concerning four ecological components: composition, characterization, abundance and diversity, evaluating possible seasonal differences in the last two components, which were later described and correlated with the biology of target species. Considering the fisheries dynamics, this was analyzed through four fishing parameters: characterization, fishing effort, yield and species composition, also evaluating possible seasonal differences in relation to the main targeted species. Multivariate techniques were used in order to synthesize the structure of data variability, making it easier to interpret the results. Thus, the Northern coast showed a seasonal environment with the presence of an important upwelling area, where the structure of the ichthyofauna was defined as low species diversity and composed by pelagic species with high biomass levels. Based on this structure, the main features of this area corresponded to fishing for flying fish and dolphin fish, with the rowing boat/scoop net showing the best performance in the catching of those species, which is more effective at the rainy season due to the reproductive period of flying fish. The Eastern coast showed different characteristics to those of the Northern one, with a more stable environment due to the presence of a large complex of coral reefs, where the structure of the ichthyofauna showed high species diversity of demersal species with low individual abundance. According to this configuration, the main features of this area were related to several species of the families Lutjanidae, Haemulidae and Carangidae, and the raft and hand-line appearing as the most important fisheries dynamics proved the hypothesis, which was: “The environmental peculiarities of the Northern and Eastern coastal of Rio Grande do Norte State model the structure of the ichthyofauna and imply different harvesting strategies implemented by small-scale fisheries”.
Descrição: SILVA,Alessandra Cristina da. A pesca de pequena escala no slitorais setentrional e oriental do rio Grande do Norte. 2010. 201f. tese(Doutorado em Engenharia de Pesca)- Centro de Ciências agrárias, Univresidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1249
Aparece nas coleções:PPGENP - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010-tese-acsilva.pdf5,97 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.