Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1261
Título: Sentidos e significados da negritude no Maracatu Nação Iracema
Título em inglês: Senses and Meanings of Blackness “Maracatu Nação Iracema”
Autor(es): CRUZ, Danielle Maia
Orientador(es): RODRIGUES, Lea Carvalho
Palavras-chave: Antropologia das populacoes afro-brasileiras
Negritude
Identidades
Maracatu
Negros - Jardim Iracema (Fortaleza,CE) - Identidade racial
Movimentos sociais - Jardim Iracema (Fortaleza,CE)
Maracatu - Aspectos sociais - Jardim Iracema (Fortaleza,CE)
Maracatu Nação Iracema
Associação Cultural e Educacional Afro-Brasileira Maracatu Nação Iracema
Black
Identity
Data do documento: 2008
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: CRUZ, D. M. ; RODRIGUES, L. C. (2008)
Resumo: Este trabalho objetiva refletir sobre os significados da negritude na formulação e/ou ressignificação de identidades pelos integrantes do maracatu Nação Iracema, situado em Fortaleza, Estado do Ceará. E especificamente, como essas configurações simbólicas atuam na elaboração das coreografias, loas, vestimentas e enredos do maracatu, sobretudo no desfile de Carnaval que ocorre na avenida Domingos Olímpio. O conceito de identidade é entendido como fluido, não essencializado, não homogêneo e, nos termos de Carneiro da Cunha, como uma estratégia de diferença, numa perspectiva relacional e situacional. Realizo, então, uma etnografia dos eventos que envolvem os integrantes do maracatu Nação Iracema, compreendendo suas apresentações, reuniões e demais atividades como momentos rituais que expressam de forma veemente as mensagens sociais, sobretudo as relacionadas à negritude, o que permite compreender o porquê de parte dos brincantes considerar o Nação Iracema como o maracatu que representa o negro no Ceará. A pesquisa apresenta, portanto, o maracatu como um vibrante instrumento de afirmação identitária dos dirigentes e de alguns integrantes e, nesse sentido, como espaço de construção da identidade negra. Os dados de campo explicitam também a diversidade presente no maracatu, desconstruindo, portanto, a idéia de grupo coeso, essencializado e homogêneo. Assim sendo, falo de sujeitos que se fazem presentes no maracatu por motivações distantes da negritude; daqueles que não se reconhecem como pessoas negras, mas que em alguns momentos afirmam-se como tal e em outras ocasiões negam a identidade, bem como aqueles que se reconhecem como negros e em razão disso elaboram e/ou participam de ações politizadas. Logo, as discussões não se orientam no sentido de encontrar uma única maneira de ser negro, mas sim distintas formas de partilhar esse pertencimento; diferentes formas de se sentir uma pessoa negra; distintos meios de vivenciar essa identidade.
Abstract: This work aims to ponder about the meanings of black identity into identities formulation and/or re-signification by the “Maracatu Nação Iracema” members, situated in Fortaleza, Ceará State. Specifically, how these symbolic configurations act over maracatu´s choreographies, loas, dressings and storyline elaboration, chiefly in Carnival parade that happens at Domingos Olímpio avenue. The identity concept is understood as fluid, not essential, not homogenous and according to Carneiro da Cunha terms, as a difference strategy, into a situational and relational perspective. I, therefore, perform an ethnography of these events, that envelop maracatu Nação Iracema members, understanding their presentations, reunions and others activities, such as ritualistic moments that express social messages into a very impetuous way, chiefly the ones related to the black identity, what allows one to comprehend the motive by which part of the players considerate Nação Iracema as the maracatu who represents the black people at Ceará. Thus, the research presents maracatu as an energetic instrument of identity affirmation of directors and some of it´s members and, in this way, as a space for the construction of black men identity. Field data also clarify the present diversity into maracatu, thus deconstructing the idea of a bonded, essential and homogenous group. By this way, I speak about subjects that make themselves present into maracatu because of motivations far from blackness; those who do not recognize themselves as black people, but that in some moments call themselves as so and in other occasions deny this identity, as well as those who recognize themselves as black people and because of this elaborate or take part into political actions. So, the discussions do not take hold in finding only one way to be black, but yet in distinct forms of sharing this belonging; different forms of feeling a black person; distinct ways to live this identity.
Descrição: Cruz, Danielle Maia. Sentidos e significados da negritude no Maracatu Nação Iracema. 2008. 342f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Fortaleza-CE, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1261
Aparece nas coleções:PPGS - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_Dis_DMCruz.pdf2,91 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.