Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1273
Título: Economia solidária como projeto cultural e político: a experiência do Banco Palmas
Autor(es): Paulino, Antonio George Lopes
Orientador(es): Braga, Elza Maria Franco
Palavras-chave: Antropologia
Economia solidária
Movimentos sociais
Etnografia
Redes de relações sociais – Conjunto Palmeiras (Fortaleza,CE)
Participação social – Conjunto Palmeiras (Fortaleza,CE)
Movimentos sociais – Conjunto Palmeiras (Fortaleza,CE)
Solidariedade
Instituto Banco Palmas de Desenvolvimento e Socioeconomia Solidária
Associação dos Moradores do Conjunto Palmeiras
Social economy
Social movements
Ethnography
Data do documento: 2008
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: Paulino, A. G. L. ; Braga, E. M. F. (2008)
Resumo: Apresento aqui uma abordagem etnográfica, de tipo interpretativo, que tem como objeto de análise uma experiência de economia solidária protagonizada pela Associação dos Moradores do Conjunto Palmeiras – ASMOCONP, bairro situado na periferia sul da cidade de Fortaleza – CE. O trabalho desenvolvido pela ASMOCONP tem como suporte o Banco Palmas, instituição de microcrédito fundada em 1998 para fomentar no território local a formação de uma rede solidária composta por produtores, prestadores de serviços e consumidores. Um dos símbolos mais expressivos desta experiência é uma moeda social denominada Palmas, que foi concebida para circular somente no bairro. O argumento principal desta tese configura-se no sentido de afirmar que a economia solidária é um projeto cultural e político que se encontra em processo de construção. Nesta perspectiva, o caso do sistema ASMOCONP/Banco Palmas é estudado como experiência específica em que essa construção materializa-se nos planos simbólico e prático. Há, no cotidiano do espaço local, a mobilização de esforços para que se fortaleça e se amplie o ethos do pertencimento comunitário, da solidariedade e reciprocidade como valores fundamentais na condução de práticas econômicas alternativas ao ethos do capitalismo. Atividades pedagógicas, eventos e solenidades rituais são também mobilizados com o propósito de assegurar legitimidade social às ações realizadas e projetar a visibilidade da experiência local no espaço mais amplo da sociedade civil. Assim, por um lado o sistema ASMOCONP/Banco Palmas atrai diversos parceiros e investimentos para os projetos que são operacionalizados no Conjunto Palmeiras. Por outro lado, articula-se a redes temáticas e de movimentos sociais, ocupando uma esfera pública plural, onde elementos conceituais e práticos são intercambiados em torno de interesses comuns. A participação nessas redes revela que a experiência local insere-se também numa dimensão global, em que a economia solidária, dentre outros temas afins, substancia-se como movimento cultural e político capaz de apontar caminhos possíveis para a construção de uma globalização contra-hegemônica, focada na justiça social, econômica e ambiental, no empoderamento comunitário e na democracia participativa
Abstract: I present here an ethnographic approach, of interpretative type, which has as object of analysis an experience of supportive economy carried out by the Association of the Residents of Conjunto Palmeiras - ASMOCONP, neighborhood on the southern edge of Fortaleza city - CE. The work developed by ASMOCONP is supported by Palmas Bank, a microcredit institution founded in 1998 in order to promote in the local area the formation of a supportive network consisting of manufacturers, service providers and consumers. One of the most expressive symbols of this experience is a social currency called Palmas, which was designed to operate only in the neighborhood. The main argument oh this thesis is to say that the social economy is a cultural and political project that is under construction. Accordingly, the case of ASMOCONP / Palmas Bank system is studied as a specific experience in which that construction materializes itself on the symbolic and practical plans. There is, in the daily life, in the local area, a mobilization of efforts to strengthen and to broaden the ethos of community belonging, solidarity and reciprocity as fundamental values in the conduction of alternative economic practices to the ethos of capitalism. Educational activities, events, ceremonies and rituals are also mobilized for the purpose of ensuring social legitimacy to the actions carried out and design the visibility of local experience in a broader space of civil society. Thus, on one hand the system ASMOCONP / Palmas Bank attracts several partners and investments for projects that are worked in the Conjunto Palmeiras. On the other hand, it matches itself to thematic networks and social movements, occupying a pluralistic public sphere, where conceptual and practical elements are exchanged according to common interests. The participation in these networks reveals that the local experience is also a global dimension, where the economy, among other related topics, substance itself as a cultural and political movement capable of pointing out possible paths for the construction of a non-hegemonic globalization, focused on social, economic an environmental justice, community empowerment and in a participatory democracy
Descrição: Paulino, Antonio George Lopes. Economia solidária como projeto cultural e político: a experiência do Banco Palmas. 2008. 315 f. Tese (Doutorado em Sociologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Fortaleza-CE, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1273
Aparece nas coleções:PPGS - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_tese_AGLPaulino.pdf19,38 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.