Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1295
Título: Em tudo que eu faço eu procuro ser muito rock and roll: rock, estilo de vida e rebeldia em Fortaleza
Título em inglês: In everything I do, I find to be very rock and roll: rock, lifestyle and rebelship in Fortaleza
Autor(es): LIMA FILHO, Irapuan Peixoto
Orientador(es): BARREIRA, Irlys Alencar Firmo
Palavras-chave: Estilo de Vida
Redes Sociais
Juventude
Rock
Rock - Aspectos sociais - Fortaleza (CE)
Fãs de rock - Fortaleza (CE) - Usos e costumes
Grupos de rock - Aspectos sociais - Fortaleza (CE)
Música e juventude - Aspectos sociais - Fortaleza (CE)
Músicos de rock - Aspectos sociais - Fortaleza (CE)
Lifestyle
Social Network
Youth
Data do documento: 2010
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: LIMA FILHO, I. P. ; BARREIRA, I. A. F. (2010)
Resumo: Uma numerosa parcela da juventude de Fortaleza reproduz um estilo de vida baseado no gênero musical chamado de rock e nos valores e modelos associados a ele. Elaborando uma atitude de rebeldia diante do mundo social e ressaltando um discurso de que vivem em uma condição de outsiders, os roqueiros criam gestos, visuais, palavras e comportamentos, que compartilham entre si e constituem em modos de pertença. Ademais, a Capital do Ceará é palco de centenas de bandas de rock que promovem shows e festas, lançam discos, gravam clipes e organizam festivais de médio e grande porte. O público acompanha essas bandas e seus eventos, mas também vai além, pois promove festas sem bandas, encontra-se nas praças e frequenta lojas especializadas. A grande quantidade de bandas e eventos possibilitou a criação, ao longo dos anos 2000, de uma rede de relações sociais constituída por uma série de elementos: promotores de eventos, entidades associativas, donos de lojas e estúdios musicais etc. Embora a diversidade estilística do rock possibilite subdivisões na rede – modos de pertença específicos que chamo de agrupamentos, cujos maiores exemplos são os metaleiros e os alternativos – de modo geral estabelece senhas de entrada muito nítidas que ativam modos de inclusão (quando aceitos) ou modos de exclusão (quando negados).
Abstract: A part of Fortaleza city’s youth reproduces a lifestyle to be based on the musical genre called rock and in the marks and models to associate with it. Making a rebel’s attitude in front of society and emphasizing a speech that they live in a outsiders condition, the rockers build all kind of gestures, looks, words and behaviors those share between themselves and turn up in to belong ways. To bring together them, the capital of Brazil’s State of Ceará has hundreds of rock bands those they organize parties, gigs and shows, release records, made video clips and organize also big and small festivals. The public follows those bands and the events, but go beyond, because they made parties without bands, meeting in the publics’ squares and attend specify shops. The big number of bands and events are make possible build in the 2000’s a social network made of promoters, associative organisms, shops’ and studios’ owners etc. In spite of the rock stiles’ diversity make possible some network’s subdivisions – specifics to belong ways called troopship that big examples are headbangers and alternatives – the network and the rock lifestyle established passwords very clears and they active enclose ways (when accepts) or exclude ways (when not accepts).
Descrição: LIMA FILHO, Irapuan Peixoto. Em tudo que eu faço eu procuro ser muito rock and roll: rock, estilo de vida e rebeldia em Fortaleza. 2010. 173f. Tese (Doutorado em Sociologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Fortaleza-CE, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1295
Aparece nas coleções:PPGS - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_tese_IPLF.pdf22,69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.