Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1309
Título: Víbrio em camarão e na água de três fazendas de carcinicultura do Ceará
Título em inglês: Vibrio in shrimp and water for three shrimp farms in Ceará
Autor(es): Lima, Anahy de Souza
Orientador(es): Vieira, Regine Helena Silva dos Fernandes
Palavras-chave: Microbiologia marinha
Camarão - Criação - Ceará
Vibrio sac
Litopenaeus vannamei
Data do documento: 2007
Editor: http://www.teses.ufc.br/
Citação: LIMA, A. DE S. ; VIEIRA, R. H. S. DOS F. (2007)
Resumo: O presente estudo teve por objetivo quantificar Vibrio, vibrios sac+ e sac – e identificar as espécies de Vibrio, presentes no cultivo do camarão Litopenaeus vannamei e na água onde é ele cultivado. Acompanharamse dois ciclos do cultivo do L. vannamei em três fazendas (A, B e C),situadas nos estuários dos rios Acaraú, Coreaú e Jaguaribe (CE), de agosto de 2005 a outubro de 2006, nas estações de chuva e estiagem. Foram analisadas 60 amostras de camarão e 240 amostras de água de viveiro. Foram feitos os testes de Contagem Padrão em Placas (CPP) total de Vibrio; CPP das colônias de Vibrio sacarose positivas e negativas, e identificação das espécies nas amostras de camarão e na água. O valor mínimo da CPP de Vibrio nas amostras de água foi de 2,0 x 102 UFC/mL nas fazendas A, e C no período de chuva e o máximo foi 1,42 x 108 UFC/mL na fazenda B, no período de estio. O valor máximo para CPP de Vibrio nas amostras de camarão (pós-larva e hepatopâncreas) foi de 4,5 x 108 UFC/g, na fazenda B no período de estio. O valor mínimo de Vibrio sacarose positiva no hepatopâncreas foi 1,00 x 102 UFC/g nas fazendas A e B no período de chuva e máximo foi 4,5 x 108 UFC/g na fazenda B, no período de estio. O valor mínimo de Vibrio sacarose negativa foi 0,98 x 10 UFC/g de hepatopâncreas na fazenda A, no período de chuva e máximo foi de 9,50 x 105 na fazenda C no período da chuva. A CPP de vibrios das amostras de água e do camarão foi sempre menor no período da chuva. Das amostras de água e camarão das três fazendas foram isoladas 145 cepas de Vibrio. Dessas, 62 foram isoladas da água de cultivo do camarão e 56 foram isoladas do camarão (pós-larva e hepatopâncreas). A fazenda B apresentou maior número de diferentes espécies isoladas e identificadas (11). Durante a pesquisa, os isolados de camarão e água do viveiro, apresentaram uma predominância de Vibrio mimicus, seguidos de V. alginolyticus e V. tubiashii. De todas as fazendas, A, B e C, a fazenda A foi a que apresentou um viveiro com a menor taxa de sobrevivência de camarões na despesca: 37,24%, no período da chuva. Nem a quantidade de víbrios total, nem a de sacarose positiva, ou negativa no hepatopâncreas dos camarões, influencia o índice de sobrevivência dos animais nos viveiros das fazendas, no momento da despesca. A maior ou menor diversidade de víbrios nos camarões não implicou numa maior ou menor taxa de sobrevivência dos animais nos viveiros das fazendas, no momento da despesca. No entanto, quando o número de Vibrio foi alto na água e a diversidade baixa, caso da Fazenda A no período da chuva, a taxa de sobrevivência foi afetada negativamente. O número de víbrios é proporcional ao teor de salinidade das águas. Somente os dados da enumeração de víbrios e/ou os dados da enumeração de víbrio sacarose positiva ou negativa não são suficientes para se avaliar a probabilidade de camarões, de um determinado viveiro, virem a adoecer.
Abstract: The objective of the present study was to identify Vibrio species in cultures of Litopenaeus vannamei in Northeastern Brazil. During the rainy and dry seasons from August 2005 to October 2006 two L. vannamei culture cycles were observed on three marine shrimp farms (A, B and C) located in the estuaries of Acaraú, Coreaú and Jaguaribe. Sixty shrimp samples and 240 pond water samples were analyzed. The outcome parameters were total vibrio count (standard plate count), saccharose-positive and negative vibrio count, and vibrio species diversity in shrimp and water samples. The lowest total vibrio count found in water samples was 2.0 x 102 CFU/mL (Farms A, and C) during the rainy season and the highest was 1,42 x 108 CFU/mL (Farm B) during the rainy season. The highest total vibrio count in shrimp samples (postlarvae and hepatopancreas) was 4,5 x 108 CFU/g (Farm B) during the dry season. The lowest and highest values observed for saccharosepositive colonies in hepatopancreas were 1.00 x 102 CFU/g (Farms A, and B) during the rainy season and 4,5 x 108 CFU/g (Farm C) during the dry season. The corresponding values for saccharose-negative colonies were 0.98 x 10 CFU/g (Farm A) and 9.50 x 105 CFU/g (Farm C), both in the rainy season. Vibrio counts were always lower in samples collected during the rainy season. A total of 118 Vibrio strains were isolated from the water (n=62) and shrimp (n=56) samples collected at the three farms. Farm B had the largest number of identifiable vibrio species (11). The most frequently isolated species was Vibrio mimicus, followed by V. alginolyticus and V. tubiashii. The lowest survival rate (37.24%) during harvesting was observed for one of the ponds at Farm A during the rainy season. Neither species diversity, nor total vibrio counts, nor saccharosepositive and negative vibrio counts in hepatopancreas samples, was associated with survival rates during harvesting. However, the combination of high vibrio counts and low species diversity observed in water samples from Farm A during the rainy season may have affected survival rates negatively. The number of vibrios increases in proportion with salinity. The likelihood of a vibrio infection in a given shrimp population cannot be determined by total vibrio counts or saccharosepositive and negative counts alone.
Descrição: LIMA, Anahy de Souza. Víbrio em camarão e na água de três fazendas de carcinicultura do Ceará. 2007. 74f. Dissertação (Mestrado em Ciencias Marinhas Tropicais)- Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1309
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_dis_adslima.pdf2,02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.