Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1312
Título: Idade e crescimento do robalo-flecha, Centropomus undecimalis (BLOCH, 1792) e robalo-peva, Centropomus parallelus (POEY, 1860) (OSTEICHTHYES: CENTROPOMIDAE), no Sudeste do Brasil
Título em inglês: Age and growth of common snook, Centropomus undecimalis (Bloch, 1792) and bass-peva, Centropomus parallelus (Poey, 1860) (Osteichthyes: Centropomidae), in southeastern Brazil
Autor(es): Carvalho, Maria Odete Ximenes
Orientador(es): Fonteles Filho, Antonio Adauto
Palavras-chave: Robalo-flecha - Crescimento
Sudeste do Brasil
Robalo (Peixe)
Data do documento: 2006
Editor: http://www.teses.ufc.br/
Citação: CARVALHO, M. O. X. ; FONTELES FILHO, A. A. (2006)
Resumo: O robalo-flecha, Centropomus umdecimalis, e robalo-peva, Centropomus parallelus, são duas spécies habitantes de ambientes estuarino e costeiro marinho ao longo das regiões Norte, Nordeste e Sudeste do Brasil portanto, com grande potencialidade para a maricultura. A estimação dos parâmetros de crescimento, objeto principal deste trabalho, fornecerá as informações necessárias para se avaliar a relação custo/benefício na implantação de projetos de cultivo, principalmente quanto à eficiência alimentar sobre a taxa de crescimento registrada por populações naturais. Os dados básicos foram obtidos por amostragem dos desembarques de pescado no Mercado de São Pedro (Niterói, Estado do Rio de Janeiro), efetuados pela frota comercial de barcos linheiros que atuam ao longo da costa de Cabo Frio (23º S). O material coletado consiste de 264 exemplares, sendo 130 de C. undecimalis e 134 de C. parallelus, no período entre junho de 1999 e junho de 2000. Destes foram retiradas escamas para os estudo da idade e crescimento, por meio da identificação dos anéis etários e mediação das zonas de crescimento. As amplitudes de variação do comprimento total foram 33,1 – 78,9 cm (C. undecimalis), e 29,5 – 57,3 cm (C. parallelus). As premissas básicas sobre proporcionalidade nos padrões de crescimento da escama e do peixe, e sobre a periodicidade na formação dos anéis etários, foram avaliadas por meio da análise de regressão e variação mensal no Incremento Marginal, respectivamente. Os parâmetros de crescimento, comprimento máximo teórico, coeficiente de crescimento, e idade inicial aparente, bem como o índice de desempenho do crescimento, foram estimados. O coeficiente de mortalidade natural (M) foi também estimado para fazer parte da razão M/K. Análises estatísticas foram empregadas para se comparar o padrão de crescimento entre as duas espécies (teste t) e a significância da mudança de idade em intervalos mensais (teste H, de Kruskal-Wallis). Os resultados obtidos estão resumidos nos seguintes itens: (a) Confirmou-se a premissa de proporcionalidade isométrica entre os comprimentos do peixe e da escama; (b) as “datas de aniversário” do robaloflecha e do robalo-peva correspondem aos períodos mensais de abril-junho e agosto-outubro, respectivamente; (c) os parâmetros de idade e crescimento estimados para o robalo-flecha foram: L = 101, 1 cm, W = 11,4 kg, K = 0,112, t0 = - 2,59 ano, tmax = 29,3 anos e f’ = 3,058; (d) os parâmetros de idade e crescimento estimados para o robalo-peva foram: L = 67,9, W = 3,6 kg, K = 0,187, t0 = - 2,48 ano, tmax = 18,6 anos e f’ = 2,936; (e) O robalo-peva atinge um menor tamanho mais tem taxa de crescimento mais rápida do que o robalo-flecha; (f) o coeficiente de mortalidade natural foi estimado como M = 0,259 (C. undecimalis) e M = 0,406 (C. parallelus), com os respectivos valores de M/K = 2,312 e M/K = 2,171, que classificam estas espécies como pertencentes ao 4º nível trófico; (g) Os valores do coeficiente de desempenho (f’) confirmam a adoção de uma estratégia de crescimento compatível com espécies predadoras de médio e grande portes.
Abstract: The common snook, Centropomus umdecimalis, and the fat snook, Centropomus parallelus, are two species that dwell on estuarine and costal marine environments along the North, Northeast and South Brazil, hence with great potential for mariculture. The estimation of age and growth parameters, the primary objective of this paper, should supply the necessary information to evaluate the cost/benefit ratio for the development of marine fish farms, especially as to feeding efficiency in promoting the enhancement of growth rates in comparison to that of wild populations. The databank was obtained by means of sampling of the landings made at the São Pedro fishmarket, in Niterói, Rio de Janeiro State, by the commercial fleet of liners which fish for pelagic resources off Cabo Frio’s coast (23oS) The collected material was comprised of 264 specimens, 130 of C. undecimalis and 134 of C. parallelus, in the period from June, 1999 through June, 2000. From a site below the pectoral fin scales were drawn for age and growth studies to be performed by means of the identification of age rings and measurement of growth bands. Total lengths of the sampled fish were in the range of 33.1 – 78.9 cm (C. undecimalis) and 29.5 – 57.3 cm (C. parallelus). The basic assumptions on the dependence of fish size on scale size, and the periodicity in age rings formation were investigated by regression equations and monthly variations in the scale’s marginal increment, respectively. The parameters of the growth equation, namely asymptotic length, growth coefficient and theoretical age at birth, and growth performance index as well were estimated. The natural mortality coefficient (M) was calculated in order to make up the M/K ratio. Statistical analyses were used in order to compare the growth rate between common snook and fat snook through Student’s t test, and to assess the significance of age changes between pairs of adjoining months through Kruskal-Wallis’ H test. The drawn results may be summarized as follows: (a) the assumption of a regression of scale length on fish length was met; (b) the “birth dates” of common snook and fat snook correspond with April-June and August-October monthly periods; (c) the age and growth parameters for common snook were: L = 101. 1 cm, W = 11.4 kg, K = 0.112, t0 = - 2.59 yr., tmax = 29.3 yr. and f’ = 3.058; (d) the age and growth parameters for fat snook were: L = 67.9, W = 3.6 kg, K = 0.187, t0 = - 2.48 yr., tmax = 18.6 yr. and f’ = 2.936; (e) the fat snook reaches a smaller size but grows quicker than the common snook; (f) the natural mortality coefficient was estimated at M = 0.259 (C. undecimalis) e M = 0.406 (C. parallelus), entailing respective values of M/K = 2.312 and M/K = 2.171, which classify those species into the fourth trophic level; (g) The growth performance indices indicate the adoption of a strategy consistent with that assumed by mean- and large-sized predatory species.
Descrição: CARVALHO, Maria Odete Ximenes. Idade e crescimento do robalo-flecha, Centropomus undecimalis (BLOCH, 1792) e robalo-peva, Centropomus parallelus (POEY, 1860) (OSTEICHTHYES: CENTROPOMIDAE), no Sudeste do Brasil/. 2006. 71 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1312
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_dis_moxcarvalho.pdf1,48 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.